Saïdia: A pérola azul de Marrocos

Saïdia: A pérola azul de Marrocos

Artigo de Redação

Saïdia é uma estância situada na costa mediterrânea de Marrocos, próxima da fronteira com a Argélia e a 58 quilómetros do aeroporto da cidade de Oujda.

Desenvolve-se ao longo de uma baía com 14 quilómetros de praias de areia branca e fina, num ambiente com montanhas, desertos, pomares, palácios, medinas e um clima ameno durante quase todo o ano. Saïdia oferece-lhe todas as comodidades para passar umas férias tranquilas em empreendimentos hoteleiros de qualidade.

As praias são um dos cartões de visita deste local. No entanto, a partir daqui pode ainda partir à descoberta do oásis de Figuig e de Sidi Yahya, do vale Zegzel ou da região montanhosa de Beni Snassen, entre outros lugares de interesse histórico e cultural.

Para apreciar a transparência das suas águas cristalinas, faça um passeio à beira-mar, local onde se reúnem as famílias e os veraneantes ao fim do dia, altura em que a areia adquire um tom dourado e o ambiente se torna tranquilo e relaxante.

Vá também até à marina, onde pode fazer um passeio e quem sabe aprender a fazer vela, mergulho e esqui aquático, pois aqui encontram-se uma série de escolas da especialidade. Aqui também estão situados uma série de restaurantes, lojas e um spa. Enfim, um vasto leque de atividades e serviços para umas férias inesquecíveis num ambiente que combina a elegância com o conforto moderno.

Comodidade balnear

Graças aos seus múltiplos beach clubs, Saïdia garante toda a comodidade que necessita para desfrutar de umas ótimas férias. Chapéus de sol, espreguiçadeiras, serviços e um pessoal atento permitir-lhe-ão esquecer-se da rotina do dia a dia. Depois de apanhar sol, os spas dos hotéis em redor oferecem um lugar bem-estar do qual pode sair renovado e relaxado. Cidade fundada pelos árabes, Saïdia tem uma história muito pequena comparada com a de Marrocos. A cidade foi fundada pelos árabes locais por volta de 1548. O Sultão Hassan I construiu uma fortaleza em 1881. Em 1934 fazia parte da colónia francesa e atualmente, desde a independência de Marrocos, tornou-se no principal centro de turismo do norte de Marrocos. A cidade tem uma população de cerca de 18 mil habitantes, com 14 quilómetros de lindas praias e um clima perfeito durante a segunda metade do ano, tornando-se numa das mais belas paisagens desta região de Marrocos.

Atividades obrigatórias

Jogar golfe
Saïdia possui um excelente campo de golfe de 18 buracos que oferece umas fantásticas e relaxantes vistas desde as residências e hotéis que que o rodeiam. Em breve, está prevista a abertura de novos.

Visitas culturais
Para dar à sua viagem um toque cultural e aprofundar a alma marroquina assista aos festivais regionais, como o das artes populares, em Saïdia, ou de de músicas garnatíes em Oujda.

Passeios de barco e outros prazeres náuticos
Os arredores de Saïdia oferecem pontos atracação protegidos onde pode deixar a âncora e descobrir acolhedoras ruas e praias inacessíveis.

Para os amantes da vida submarina, seja qual for o seu nível de experiência, existem numerosos e excelentes lugares para o mergulho. Para aqueles que preferem a pesca, Saïdia representa também um pequeno paraíso para essa prática.

Desfrutar dos jardins e zonas verdes
Quando o sol aquece em demasia, pode ir-se em busca de um pouco de sombra e entrar pela vegetação. Em Oujda, os 20 hectares do parque Lalla Aïcha oferecem um belo lugar de descanso e de ócio, graças às suas piscinas, campos de desporto, de ténis e de equitação.

Outro dos espaços verdes repleto de fontes e de lagoas são os jardins Lalla Meryem, o lugar perfeito para interromper a visita da cidade antiga e fazer um piquenique. A este de Oujda, encontra-se o bosque de Sidi Maafa, um espaço dedicado ao desporto e ao ócio. Ali poderá correr ao ar livre ou assistir a algumas das manifestações culturais ou desportivas.

Gastronomia local

A gastronomia marroquina baseia-se essencialmente no couscous, cozinhado com carne de borrego ou vaca, nas tajines, um guisado em pote de barro de carne ou de peixe (no litoral) e em espetadas de carne (brochettes). Há algumas excelentes sopas, como a harira, um caldo de tomate e coentros ligeiramente picante. Em todas as localidades existe uma oferta variada de restaurantes com comida local. Raramente se servem bebidas alcoólicas. As refeições são normalmente acompanhadas de refrigerantes, água ou chá de menta. Os sumos de laranja naturais são também muito populares.

< >

Guia do viajante

Onde ir

Oujda
Portas do deserto
Oásis de Sidi Yahya
Reserva natural

Onde comer

La Corniche
Ski Hut
Oujda
Sirene

Onde ficar

Be Live Collection Saïdia
Meliá Saïdia Beach All Inclusive Resort
Bellington Appart Hotel Saïdia
Hotel Be Live Grand Saidia
Be Live Collection Saïdia
Meliá Saïdia Beach All Inclusive Resort
Bellington Appart Hotel Saïdia
La Corniche
Ski Hut
Oujda
Sirene
Hotel Be Live Grand Saidia
Oujda

Aproveite a sua estadia em Saïdia para visitar e descobrir o rico património de Oujda, a capital da região oriental de Marrocos, situada a cerca de 60 quilómetros. Possui uma bela medina e pode também ir até aos mercados, o local ideal para ouvir música garnatí, os melancólicos acordes árabe-andaluzes.

Cultura, artesanato, monumentos… desfrute de tudo isto nesta cidade tranquila.

Portas do deserto

Pode realizar uma excursão às portas do deserto. Até ao sudeste pode descobrir outro lugar de espetacular beleza: o oásis de Figuig. Mais próximo, em direção a oeste até às montanhas de Beni Snassen, encontra-se um pequeno paraíso na terra que possui uns frondosos bosques, nos quais reina a frescura tão apetecida nesta zona.

De repente, um pouco mais além, aparece o vale de Zegzel, a poucos minutos da povoação de Tafoughalt. Aqui poder-se-á explorar a gruta das pombas, também conhecida por gruta do camelo. Nela, a presença do Homem remonta a cerca de 100 mil anos de antiguidade, pois existem numerosos objetos de pedra trabalhada e ossos dessa época que o comprovam.

Oásis de Sidi Yahya

Outra das curiosidades desta região é o oásis de Sidi Yahya, que conseguiu conservar um relaxante encanto apesar do desenvolvimento de população sofrido em Oujda. Ali encontra-se o túmulo de um homem santo reconhecido como tal pelas três religiões monoteístas. De regresso a Saïdia, poderá descobrir a praia de Ras El Ma, abrigada do vento e rodeada por eucaliptos. Um canto muito agradável e pitoresco.

Reserva natural

Para os amantes da natureza autêntica, a desembocadura de Moulouya é um lugar que não deve deixar de conhecer. Classificado como espaço de
interesse biológico e ecológico, constitui uma zona de uma incrível
biodiversidade que acolhe várias centenas de espécies de aves,
tanto sedentárias como migratórias.

Um espaço que abarca milhares de acres selvagens e bem conservadas para
os amantes dos territórios virgens. É uma das maiores zonas húmidas de
todo o país.

Clima

Mediterrânico.

Documentos

Passaporte com validade mínima de três meses não sendo necessário visto.

Outras Informações

Moeda: Dirham Idioma: Nas cidades fala-se, geralmente, árabe e francês. No interior e nas pequenas aldeias, o berbere é a língua mais falada, embora se encontre muita gente a falar francês. Fuso horário: No verão é menos uma hora que Portugal Continental; No inverno é a mesma hora.

Compartilhe o artigo

Top