Dia 1: Índia Sul – Sol, Silêncio e Ser

Dia 1: Índia Sul – Sol, Silêncio e Ser

Dia 1: Índia Sul – Sol, Silêncio e Ser

Nós resolvemos, hoje, instalarmo-nos cheios de glamour como autênticos navegadores no caminho das Índias. Mas, resolvemos navegar de outras formas. Entrar na essência do povo, na sua gastronomia sem perder também todo o glamour que se vive por aqui. O grupo, esse, está a entranhar o espírito do sul da Índia de uma forma muito célere. A sabedoria começa a revelar-se em cada partilha.

Hoje, uma das estrelas foi a Daniela Ricardo que nos levou pelo mundo dos sabores em parceria com os chefs amigos das Índias. Invadiu as cozinhas e mãos à obra. Depois de várias degustações dos viajantes com os mimos preparados, finaliza ainda com uma palestra sobre nos alimentar-mos num todo. Assim vamos entrando em cada célula de nosso ser.

Vasco da Gama, que descobriu o caminho marítimo da europa para a Índia, desembarcou em Calecute (mais tarde, rebatizada Kozhikode) em 1498. Na sequência de confrontos com o samorim de Calecute, entre 1500 e 1503 Pedro Álvares Cabral e Afonso de Albuquerque estabeleceram relações amigáveis com o rajá de Cochim, onde construíram uma fortaleza com a sua permissão.

Dentro do forte construíram uma igreja com estrutura de madeira dedicada a São Bartolomeu. O bairro é hoje conhecido como Fort Kochi.

O navegador português Vasco da Gama morreu em Cochim em 1524, na sua terceira visita à Índia.

Muitas surpresas nos esperam com a Zen Family a preparar estas viagens com alma ao pormenor…

Diário de bordo – Dia 1

Textos: Luís Baião e Daniela Ricardo; Agradecimentos: Zen Family e aBiofamily
< >

Partilhar Artigo

Top