Castelo Branco: património histórico e cultural ímpares e bonitas praias fluviais

Castelo Branco: património histórico e cultural ímpares e bonitas praias fluviais

Castelo Branco: património histórico e cultural ímpares e bonitas praias fluviais

Artigo de Redação 25-10-2020

25-10-2020


Castelo Branco foi considerada num estudo recente da DECO como a segunda capital de distrito em Portugal com melhor qualidade de vida. E se para os habitantes locais, esta cidade na Beira Baixa é ideal para viver, a verdade é que também os turistas perdem-se de amores por ela. O distrito de Castelo Branco tem um património histórico de grande valor, museus interessantes e boas praias fluviais. Fique a saber o que não pode perder num passeio pela zona.

Três dos principais pontos turísticos

As ruínas do castelo templário de Castelo Branco são um dos principais pontos turísticos da cidade. Construído no início do século XIII, já não tem muralhas, mas em sua substituição encontramos o Miradouro de São Gens, que oferece uma vista maravilhosa da cidade. Devido à sua localização fronteiriça, o castelo foi alvo de várias batalhas que acabaram for enfraquecer a sua estrutura.

Leia ainda: Os passadiços do Penedo Furado trouxeram ainda mais encanto a Vila de Rei

Para passear na cidade, nada melhor do que o Jardim do Paço Episcopal, um dos exemplos mais originais do Barroco em Portugal. Dispõe de cinco lagos e para além da abundante vegetação destacam-se estátuas de granito. Nomeadamente as Quatro Virtudes Cardeais, as Três Virtudes Teologais, os Signos do Zodíaco, as Partes do Mundo, as Quatro Estações do Ano, o Fogo e a Caça. Estão também representados os Apóstolos e os Reis de Portugal até D. José I.

É ainda impossível não destacar a A Igreja de S. Miguel, que é a Catedral de Castelo Branco. Foi construída no século XIII, mas ficou muito danificada na segunda metade do século XVII. D. Martim Afonso de Melo, bispo da Guarda, reconstruiu-a na segunda metade do século XVII. Possui apenas uma nave, separada da capela-mor por um arco renascentista, com o brasão de armas do Bispo na parte superior.

Dois museus

Em Vila de Rei, no distrito de Vila Real, fica o Centro Geodésico de Portugal. Este espaço encontra-se no cume da serra da Melriça e aqui encontram-se expostos objetos e documentos sobre o Picoto da Melriça e sobre a evolução da cartografia a partir do século XIX. Dispõe ainda de uma pequena loja com objetos relativos ao concelho e à geodesia.

Veja também: O melhor de Mação, entre serras, nascentes e muita história

Outro museu a visitar é o Museu da Arte Sacra da Misericórdia, que se encontra no Convento da Graça. Trata-se de um convento franciscano, onde hoje em dia funciona a sede da Santa Casa da Misericórdia de Castelo Branco. No seu interior está exposta uma colecção de arte sacra, com muitas peças litúrgicas, imagens da rainha Santa Isabel e de São Juan de Dios dois crucifixos de marfim

Duas praias fluviais

O distrito de Castelo Branco é servido por boas praias fluviais. Uma das mais emblemáticas é a Praia da Taberna Seca, na margem direita do Rio Ocreza a apenas 10 quilómetros do centro da cidade. Para além da sua beleza paisagística, este local é indicado para praticar actividades desportivas como natação, BTT, pesca e canoagem. A Praia Fluvial de Sesmo fica na aldeia com o mesmo nome e localiza-se numa zona lindíssima, com uma paisagem fantástica de montanhas e vales.

Percorra a galeria e veja mais fotos de Castelo Branco.

< >

Partilhar Artigo

Top