Cervejaria «A Trindade» comemora 182 anos

Cervejaria «A Trindade» comemora 182 anos

Cervejaria «A Trindade» comemora 182 anos

Artigo de Redação

Além de um convento, foi a primeira fábrica de cerveja em Portugal, depois um balcão que vendia cerveja a copo e, por fim, uma cervejaria que se mantém até aos nossos dias. Este ano comemora 182 anos de existência, continua famosa pelos seus bifes e mariscos e até os empregados estão vestidos de frades.

A Trindade é, sem dúvida, uma das cervejarias mais visitadas pelos turistas. É vê-los entrar de máquina fotográfica ou de telemóvel para fotografar o espaço e os coloridos azulejos originais do século XIX, de inspiração maçónica, da autoria de Ferreira das Tabuletas, assim como os mosaicos contemporâneos de Maria Keil do Amaral. Isto porque é a mais bela e a mais antiga cervejaria de Portugal e que fez em janeiro passado 182 anos (está aberta desde 1836).

Este espaço histórico – e um dos mais belos restaurantes da cidade – foi o antigo refeitório do Convento da Santíssima Trindade construído em meados do século XIII, sofreu diversos estragos ao longo dos tempos, acabando por ser parcialmente destruído em 1835, para abertura da Rua Nova da Trindade. Ocupava toda a área entre as ruas Nova da Trindade e da Oliveira e as travessas do Carmo e de João de Deus. A fachada do edifício atual encontra-se forrada com azulejos retirados das ruínas do Convento.

Um convento para prisioneiros

Foi há oito séculos, em 1294, que se iniciou a construção do Convento da Santíssima Trindade dos Frades Trinos da Redenção dos Cativos, nome que se deveu à vocação dos seus frades que resgatavam os prisioneiros cristãos aos mouros ou piratas. Nos 400 anos seguintes foi um dos mais importantes conventos da cidade de Lisboa, apoiado por Casas Reais e pela Nobreza.

Destruído por três vezes, no século XVIII – em 1704 por um incêndio, em 1755 pelo terramoto que atingiu Lisboa e, por um novo incêndio, quando já se erguia em 1756 – acabou por desaparecer no ano 1834, como consequência da extinção das ordens religiosas em Portugal.

A primeira fábrica de cerveja em Portugal

Foi em 1836 que o galego Manoel Moreira Garcia, industrial de origem galega, adquiriu as ruínas do convento e instalou a Fábrica de Cerveja da Trindade, a primeira fábrica de cerveja em Portugal. O sucesso foi tal que Manoel Garcia decidiu abrir um balcão de cerveja a copo (onde gerações de boémios, trabalhadores, artistas, políticos, escritores e operários comeram e beberam melhor!) e, mais tarde, uma cervejaria composta por quatro salas e um pátio (o claustro). Em 1854, a Fábrica de Cerveja da Trindade torna-se fornecedora oficial da Casa Real e, ao balcão desta Cervejaria, juntam-se boémios e trabalhadores, artistas e políticos, escritores e operários que comeram e beberam ainda melhor!

A mais antiga e mais bela Cervejaria de Portugal

No século XX, a Fábrica é adquirida pela Sociedade Central de Cervejas, que assume o fabrico da cerveja. Nos anos 40, o edifício foi recuperado e modernizado, sendo a Cervejaria aberta ao público como sala de refeições. No século XXI é entregue ao Grupo Portugália Restauração a missão de manter viva a mais emblemática cervejaria de Portugal.
E, em 2018, a Cervejaria Trindade continua com o mesmo propósito de há cinco séculos: manter vivas a memória e a tradição, preservando a história, a cultura e a gastronomia.

Mais de cinco séculos como Convento da Santíssima Trindade e mais de 180 anos como Cervejaria, não há grandes dúvidas: a Trindade continua a ser a mais antiga e mais bela Cervejaria de Portugal.

Aberta todos os dias

A Trindade oferece aos seus clientes pratos divinos e uma cerveja celestial, servidos em quatro salas salas históricas e no que resta de uma claustro de uma dos primeiros conventos de Lisboa. Na Trindade pode experimentar pratos de cozinha portuguesa, os famosos bifes, uma vasta oferta de marisco fresquíssimo e as soberbas sobremesas.

Fica Rua Nova da Trindade, 20 C, em Lisboa.

www.cervejariatrindade.pt

Texto: Virgínia Esteves (virginia.esteves@impala.pt)
< >

Partilhar Artigo

Top