Chaves, uma joia de Trás-os-Montes em que a influência romana ainda é bem visível

Chaves, uma joia de Trás-os-Montes em que a influência romana ainda é bem visível

Chaves, uma joia de Trás-os-Montes em que a influência romana ainda é bem visível

Artigo de André Cruz Martins

Chaves, na região de Trás-os-Montes, é sem dúvida das mais bonitas cidades portuguesas. Para começar a explorá-la, nada melhor do que a Ponte Romana de Trajano (nome que homenageia este imperador romano). Foi concluída entre o final do século I e o princípio do século II, sendo considerada a ponte mais antiga de Portugal.

Leia ainda: Matosinhos, o destino mais “cool” dos arredores do Porto

Tem cerca de 150 metros de comprimento e 12 arcos de volta perfeita. Existem ainda mais seis arcos soterrados pelas construções, de um lado e do outro do rio. Cumpriu a função de acesso principal à cidade pelo bairro da Madalena até aos anos 50 do século XX, altura em que foi inaugurada a ponte Eng.º Barbosa Carmona. Atualmente, funciona apenas como ponte pedonal.

O castelo e a igreja matriz

O castelo é outro dos ex-líbris da cidade. Monumento nacional desde 1938, dele sobra apenas a Torre de Menagem. No seu exterior, encontramos um belo jardim, onde estão algumas peças do Museu da Região Flaviense. O jardim está limitado por muralhas construídas nas Guerras da Restauração. Oferece uma visita deslumbrante sobre todo o vale de Chaves. Visite ainda a igreja matriz. No seu interior conserva-se a estrutura medieval composta por três naves, com pilares imponentes.

As termas mais quentes da Europa

Chaves é uma conhecida região termal e as suas águas atingem os 73 graus, o que fazem com que sejam as mais quentes da Europa. Estas termas são famosas por serem eficazes no tratamento de várias doenças. Têm uma tradição milenar que remonta ao Império romano e também são utilizadas para tratamentos de manutenção, recuperação física e de beleza. Para além do equipamento no centro da cidade, existem termas em Vidago, 15 quilómetros a sul de Chaves. Ficam no Hotel Palace do Vidago, localizado no meio de um parque aprazível.

A famosa gastronomia

Quem nunca ouviu falar do Pastel de Chaves? Este folhado com carne picada no interior é uma das referências gastronómicas da cidade. Hoje em dia, existem variações em alternativa à carne picada, como chocolate, queijo e fiambre. O presunto também é considerado por muitos especialistas como dos melhores do país. A alheira e o folar são outras especialidades da região.

Veja também: O roteiro perfeito para visitar Vila Viçosa, a mais imponente cidade alentejana

A Adega Faustino é um dos melhores restaurantes para provar os a gastronomia local, mas também pratos tradicionais de outras regiões do país. Esta casa com mais de um século de existência transformou-se num restaurante típico em 1992. Há grandes tonéis por trás do balcão, mesas corridas de madeira e o chão é feito de calçada. A alheira, a costela barrosã, o cabrito e o leitão são alguns dos pratos mais emblemáticos.

Percorra a galeria e veja mais fotos de Chaves.

< >

Partilhar Artigo

Top