Foz d’Égua é uma aldeia para explorar no cenário de sonho da serra do Açor

Foz d’Égua é uma aldeia para explorar no cenário de sonho da serra do Açor

Foz d’Égua é uma aldeia para explorar no cenário de sonho da serra do Açor

Artigo de André Cruz Martins 12-11-2019

12-11-2019


Se procura uma aldeia portuguesa envolvida num belo cenário natural, Foz d’Égua é uma excelente opção. Pertence à freguesia do Piódão e com ela partilha a beleza deslumbrante da Serra do Açor. Caraterizada pelo seu aspeto rural serrano, tem casas típicas de xisto e lousa. À volta, uma natureza praticamente intocada onde habitam muitas espécies de fauna e flora. Venha connosco à descoberta desta autêntica maravilha portuguesa que se encontra quase sempre deserta, até porque só tem cerca de 50 habitantes.

Percursos pedonais num cenário de sonho

Para entrar em Foz d’Égua vai ter de percorrer uma ponte pedonal. Pode optar pelo caminho desde Piodão ou desde Chã d’Égua. O cenário é de encantar, pois encontra-se em plena Serra do Açor e vai-se cruzando com várias pontes que atravessam pequenos rios e ribeiros. Há também escadarias em forma de labirinto. A atração mais famosa é a ponte suspensa.

Leia ainda: Solar Egas Moniz, uma casa de charme com enoteca em Penafiel

Para quem gosta de caminhadas, existem dois percursos pedestres com ligação a Piodão. Um deles tem 3,5 quilómetros de comprimento e dura cerca de uma hora a ser percorrido, a velocidade moderada. O outro tem 2,9 quilómetros e dura perto de 45 minutos.

A praia fluvial e um restaurante divinal

Em Foz D’Égua existe uma excelente praia fluvial, que é o ponto de encontro da ribeira de Piódão com a ribeira de Chãs. O acesso pedonal a esta praia é um pouco acidentado, devido às íngremes escadas de xisto. Mas lá chegado, terá muito espaço para estender a toalha, numa zona plana, podendo optar por relva ou pedra.

Depois de ter sido construído um açude, formou-se uma piscina natural, com águas calmas e límpidas, ainda que um pouco frias. Com a chegada do verão, os turistas que procuram a praia fluvial levam a que a agitação aumente na aldeia. No entanto, esteja tranquilo, pois vai ter sempre muito espaço para desfrutar do local.

As aldeias de Chãs d’Égua e Piodão

Se estiver em Foz d’Égua não pode deixar de dar uma saltada à aldeia vizinha de Piodão. Tem a alcunha de “aldeia presépio”, devido à disposição das suas casas na encosta e ao ambiente que ganha quando anoitece. As casas são de xisto e lousa, com janelas pintadas de azul.

Veja também: Coruche tem muito para ver, descobrir e saborear

As principais atrações turísticas são a Igreja Matriz do século XVII e o Núcleo Museológico do Piódão. Tem boas opções de alojamento, excelentes restaurantes e lojas que vendem produtos tradicionais, como artesanato, licores, mel e pão. Chãs d’Égua é outra aldeia nas redondezas com muito encanto. Aqui pode visitar o Centro Interpretativo de Arte Rupestre. Possui cerca de 100 pinturas rupestres do Neolítico e da Idade do Bronze que foram descobertas em Piodão e Chãs D’Égua.

Um restaurante para provar a gastronomia local

Entretanto, quando a fome apertar, dirija-se ao restaurante O Fontinha, em Piódão. Fica numa casa toda feita em xisto e vai ficar deliciado com os fantásticos pratos regionais. Pode começar com uma broa de milho com queijo das cabras. E como prato principal há opções como bucho recheado e chanfana. Como sobremesa, experimente a tigelada.

Percorra a galeria e veja mais fotos da Foz d’Égua.

< >

Partilhar Artigo

Top