É impossível não adorar Elvas, a maior cidade fortificada da Europa

É impossível não adorar Elvas, a maior cidade fortificada da Europa

É impossível não adorar Elvas, a maior cidade fortificada da Europa

Artigo de André Cruz Martins

Elvas, cidade portuguesa no Alto Alentejo, é Património Mundial da UNESCO desde 2012. Esta cidade que faz fronteira com Badajoz destaca-se pelo facto de ser a maior cidade fortificada da Europa, com um perímetro de 10 quilómetros. Com um passado importantíssimo na defesa do território português, Elvas é uma cidade que respira história a cada recanto.
Saiba o que não pode perder num dos mais bonitos locais para visitar em Portugal.

O majestoso aqueduto e os fortes

O majestoso aqueduto com 7 quilómetros de comprimento e 843 arcos é a imagem de marca de Elvas. Foi construído pelo arquiteto Francisco de Arruda, que também foi responsável pela Torre de Belém, em Lisboa. Este aqueduto leva água até a fonte de mármore do Largo da Misericórdia. Está classificado como Monumento Nacional desde 1910 e demorou qualquer coisa como 120 anos a ser construído, entre 1530 e 1622.

Leia ainda: Os encantos da Guarda, a cidade a maior altitude de Portugal Continental

As fortificações de Elvas são formadas por muralhas islâmicas e medievais e pela cintura de muralhas do séc. XVII. Destaca-se ainda o Forte de Santa Luzia, do século XVII, o Forte da Graça (século XVIII) e três fortins do século XIX – São Mamede, São Pedro e São Domingos.

O castelo e a Sé

É impossível esquecermo-nos do seu castelo quando nos referimos a Elvas. Situado no ponto mais elevado da cidade, é uma fortificação islâmica, reconstruída nos séculos XIII e XIV e que apresenta a forma atual desde o século XVI. Ao longo da história de Portugal, acolheu eventos como tratados de paz, trocas de princesas e banquetes de casamentos reais. Deixou de ter uma função militar a partir da segunda metade do séc. XIX e nesses tempos ficou ao abandono. No entanto, vários cidadãos de Elvas conseguiram restaurá-lo, de tal forma que em 1906 tornou-se no primeiro Monumento Nacional português.

Veja também: Quinta do Barranco da Estrada, um turismo de charme isolado do mundo

No centro da cidade, fica a Igreja de Nossa Senhora da Assunção, a Sé de Elvas, construção do século XVI, em estilo manuelino. No entanto, ao longo dos séculos, viria a perder o seu traço original. Destaca-se o seu portal neoclássico e os portais laterais manuelinos, bem como a capela-mor, em mármore de várias cores, de estilo barroco.

Um restaurante com a melhor cozinha tradicional

Se quiser deliciar-se com magníficos sabores regionais alentejanos, almoce ou jante no restaurante Pompílio, em São Vicente, a poucos quilómetros de Elvas. Há pratos de caça, com destaque para o afamado arroz de lebre. As migas com entrecosto e os grelhados de porco preto são outras especialiaddes de casa. E as sobremesas são simplesmente divinais, nomeadamente a sericaia.

Percorra a galeria e veja mais fotos de Elvas.

  • É impossível não adorar Elvas, a maior cidade fortificada da Europa
< >

Partilhar Artigo

Top