7 paragens obrigatórias para quem visita o Porto

7 paragens obrigatórias para quem visita o Porto

7 paragens obrigatórias para quem visita o Porto

Artigo de Sofia Sérgio

O Porto tem, desde sempre, dividido o protagonismo com Lisboa. A Invicta, como é conhecida desde o século XIX, é um lugar cheio de história e que remete para o tempo dos reis. Para além da história, o sotaque característico e a qualidade da comida fazem desta cidade uma das melhores de Portugal e todos os anos tem recebido cada vez mais turistas.

Mas não são só os estrangeiros que ficam rendidos ao encanto do  Porto, já que a cidade costuma também ser muito visitada por portugueses dos mais variados cantos do País. Aqui ficam 7 paragens obrigatórias para quando visitar o Porto.

Sé do Porto

Junto da zona ribeirinha, a Sé é um monumento do século XII, em estilo romano-gótico. Tem sofrido algumas alterações em épocas diferentes, daí haver mais estilos do que o original. Por dentro e por fora é possível ver pormenores medievais. Esta é uma catedral que serviu para proteção da cidade.

Torre dos Clérigos

É um dos edifícios mais altos de Portugal, com cerca de 76 metros de altura. Se quiser subir os Clérigos, terá pela frente 240 degraus, com o objetivo de chegar ao topo e ver uma vista única de toda a cidade. Este monumento foi construído pelo arquiteto Nicolau Nasoni.

Ponte D. Luís I

A ponte  D. Luís I é a que liga o Porto a Vila Nova de Gaia e foi construída entre os anos 1881 e 1887. Ideal para quem quer tirar uma foto, ver a cidade inteira e acompanhar o pôr do sol.

Livraria Lello

Esta tornou-se uma das livrarias mais famosas do mundo quando o autor de Harry Potter, JK Rowling, afirmou que se tinha inspirado no espaço para fazer os livros. Por dentro da Livraria Lello vai encontrar livros de todas as maneiras e línguas, como também é possível ver como é que se restaura e trata dos livros.

Casa da Música

Encontra-se na rotunda da Boavista e foi o primeiro edifício construído que é completamente dedicado à música. A Casa da Música foi desenhada pelo holandês Rem Koolhaas e inaugurada em 2005. Neste lugar é possível assistir a espetáculos, concertos e exposições.

Mercado do Bolhão

O Bolhão foi construído no ano de 1914 e é um mercado que pretende vender todo o tipo de alimentos. Estes podem ser carnes, peixes, legumes e frutas, sendo que são todos nacionais e frescos. O mercado encontra-se em reabilitação para melhorar as infraestruturas.

Jardins do Palácio de Cristal

Se preferir ir passear pela natureza, os Jardins do Palácio de Cristal, são das melhores opções. Aqui pode andar pelo bosque, ver a Avenida das Tílias, ir até às varandas sobre o Douro ou ir até ao Pavilhão Rosa Mota. Daí terá uma vista única sob a cidade e o rio. Os jardins foram inaugurados no ano de 1860.

< >

Partilhar Artigo

Top