Passadiços do Paiva, a melhor forma de estar em contacto com a natureza

Passadiços do Paiva, a melhor forma de estar em contacto com a natureza

Passadiços do Paiva, a melhor forma de estar em contacto com a natureza

Artigo de Hugo Mesquita

Já alguma vez sentiu a necessidade de se ausentar por uns dias da confusão da cidade? Estar diretamente em contacto com a natureza, algo completamente impossível nos grandes centros urbanos? Não precisa de marcar uma viagem para o estrangeiro porque não faltam opções dentro de portas. Se existe algo de positivo na desertificação do interior de Portugal, a possibilidade de estar mais próximo da natureza é sem dúvida uma delas.

Constantemente fustigada por grandes incêndios, esta é uma região do nosso país que precisa tanto de turismo como de pão para a boca. As soluções são tantas e tão boas (acessíveis a tão poucos quilómetros) que merece da parte do turista português uma atenção especial. Um excelente exemplo são os Passadiços de Paiva.

Localizados no concelho de Arouca, no distrito de Aveiro, os Passadiços do Paiva localizam-se na margem esquerda do rio com o mesmo nome. É um percurso de oito quilómetros desenhado numa paisagem ímpar, onde pode juntar o contacto com a natureza com a prática de exercício físico.

“Uma viagem que ficará no coração de qualquer apaixonado pela natureza”

O percurso estende-se entre as praias fluviais do Areinho e de Espiunca, encontrando a do Vau pelo caminho. São locais onde pode aproveitar para dar uns mergulhos nas águas límpidas do Rio Paiva. Encontra-se no Arouca Geopark, reconhecido pela UNESCO como Património Geológico da Humanidade.

“Uma viagem pela biologia, geologia e arqueologia que ficará, com certeza, no coração, na alma e na mente de qualquer apaixonado pela natureza”, é desta forma que o percurso é descrito pela Câmara Municipal de Arouca.

Este percurso de oito quilómetros, que leva (em média) duas horas e meia a ser percorrido, é exigente do ponto de vista físico, pelo que deve tomar algumas precauções antes de se aventurar. Para lá do calçado confortável, protetor solar em períodos de sol intenso e garrafa de água, deve estudar bem o percurso antes de o iniciar. Para uma primeira vez, deve fazer o percurso no sentido Areinho – Espiunca, uma vez que é menos exigente.

Para uma melhor experiência, pode contactar uma das empresas turísticas que operam na região para ser acompanhado por um guia.

Percorra a galeria e veja a magnífica paisagem que acompanha lado a lado estes Passadiços do Paiva.

Fotos: Passadiços do Paiva
< >

Partilhar Artigo

Top