Tomar, a escapadinha perfeita para viajar pela história de Portugal

Tomar, a escapadinha perfeita para viajar pela história de Portugal

Tomar, a escapadinha perfeita para viajar pela história de Portugal

Artigo de André Cruz Martins

Tomar, cidade no distrito de Santarém e antiga sede da Ordem dos Templários, é sem dúvida um dos destinos históricos que interessa conhecer em Portugal. Muito do que se pode observar na cidade tem a ver com a influência dessa marcante ordem religiosa. E vários locais continuam muito bem preservados nos dias de hoje.

Em Tomar existem edifícios majestosos, uma mata nacional que proporciona passeios revigorantes e até um restaurante em que vai poder deliciar-se com sabores medievais. Venha connosco à descoberta deste destino banhado pelo rio Nabão e que fica a pouco mais de uma hora de carro de Lisboa.

O magnífico Convento de Cristo

O Convento de Cristo, nome dado a um conjunto de edificações históricas, é a mais conhecida atração turística de Tomar. Trata-se de uma das mais importantes obras do Renascimento em Portugal e o início da sua construção remonta a 1160. Na altura, estava intimamente ligado aos primeiros tempos do reino de Portugal e ao papel desempenhado pela Ordem dos Templários. Foi remodelado e expandido nos séculos seguintes, quando lá esteve sedeada a Ordem de Cristo.

Leia ainda: Foz d’Égua é uma aldeia para explorar no cenário de sonho da serra do Açor

Neste conjunto arquitetónico destacam-se o castelo medieval, a Charola templária, os claustros quatrocentistas, a igreja manuelina e o convento renascentista. A charola era o oratório privado dos Cavaleiros Templários, no interior da fortaleza. E o castelo era na época era o mais moderno no reino. Ostenta a classificação de Monumento Nacional e Património da Humanidade e encontra-se em bom estado de conservação. No que toca ao convento, merece realce o portal renascentista e a beleza do claustro principal.

A Mata Nacional e a Sinagoga

Mesmo ao lado do Convento de Cristo vai encontrar a Mata Nacional dos Sete Montes, um parque de dimensões consideráveis (39 hectares). No passado, era utilizada pela Ordem de Cristo como área de cultivo e recolhimento. Existem centenas de árvores, entre ciprestes, carvalhos e oliveiras seculares, sendo um local indicado para dar um revigorante passeio enquanto respira ar puro. No meio da vegetação frondosa de que fazem parte ciprestes, olaias, carvalhos e oliveiras seculares, destaca-se uma torre cilíndrica que pelo seu formato é conhecida como a “Charolinha”.

Outro local a não perder é a Sinagoga de Tomar, que fica na antiga judiaria, no centro histórico. Foi encerrado como local de culto no final do século XV e atualmente alberga o Museu Luso-Hebraico Abraão Zacuto. O edifício é monumento nacional desde 1921 e trata-se de um dos raros templos hebraicos existente no nosso país.

Um restaurante e um alojamento

Se for ao restaurante A Taverna Antiqua irá poder provar uma deliciosa e original refeição medieval. Respira-se um ambiente desses tempos longínquos na decoração, na luz das velas e nos trajes dos empregados. E também nas mesas, bancos e na forma como é apresentado o menu.

Veja também: Silves é o exemplo perfeito de que existe um Algarve fantástico para lá das praias

Para ficar alojado, uma das melhores opções é o Thomar Boutique Hotel. No coração da cidade, é um local em que o hóspede é convidado a entrar numa viagem no tempo pelas épocas icónicas da cidade de Tomar. Há quatro tipos de quartos: época romana, época templária, centro de descobrimentos e era industrial. Destaca-se ainda pelo rooftop, de onde se vislumbram vistas fantásticas para o rio Nabão e para a zona histórica da cidade. Os preços para quatro duplo começam nos 61 euros.

Percorra a galeria e veja mais fotos de Tomar.

< >

Partilhar Artigo

Top