O que fazer à borla em… Dublin

O que fazer à borla em… Dublin

O que fazer à borla em… Dublin

Artigo de Redação

Quem por lá passou não disfarça o encanto. Dublin tem qualquer coisa. Se é dos pubs, dos vestígios dos Vikings, do humor irlandês, da música ou da vincada herança cultural não se sabe, mas vale a pena descobrir.

Ninguém gosta mais de Dublin do que os próprios irlandeses. Símbolo da cultura e da independência do país, Dublin é o espelho da (forte) personalidade irlandesa. É quase blasfémia pensar nas semelhanças entre os irlandeses e os vizinhos ingleses, porque estas reduzem-se a pequenos pormenores em nada marcantes. Já as diferenças notam-se nas formas de estar e receber, no sentido de humor e na simpatia que caracteriza este povo. Orgulhosos da sua independência, os irlandeses fizeram de Dublin o símbolo desse sentimento e fazem questão de falar sobre isso com os visitantes. Num pub ou num jardim, nunca se recusam a uma boa conversa.

A capital da Irlanda oferece cenários para todos os gostos. Da vida urbana às ruelas históricas de Temple Bar, Dublin é uma das cidades mais antigas da Europa, construída entre altas montanhas e o mar. Uma infinita oferta de atividades, divertimento e roteiros históricos que o vão deixar fascinado.

Castelo de Dublin
Coração da parte histórica, é um castelo construído no local onde existia um lago negro, ou dubh linn, que está na génese do nome da cidade. Originário do século XIII, veio substituir alguns vestígios da passagem dos Vikings pelo local.

Catedral St. Patrick
Construída em honra ao mais conhecido santo irlandês, tem contribuído para o desenvolvimento da cultura e da identidade de Dublin. De inspiração gótica, data do final do século XII.

Bairro de Kilmainham
Um passeio por esta zona de Dublin é imperdível. Não deixe de visitar a antiga prisão – que esteve em funcionamento entre 1796 e 1924 e é hoje uma das mais preservadas desse tempo –, o memorial à guerra e os edifícios do Royal Hospital.

Universidade de Trinity

Universidade de Trinity
A visita à mais antiga universidade do país é obrigatória, essencialmente pela monumentalidade da antiga biblioteca, que guarda algumas relíquias literárias, como o Livro de Kells, escrito quase 800 anos antes de Cristo por monges irlandeses.

Cervejaria Guinness
É um dos pontos mais turísticos da cidade. Pela história, produção e conceção de uma das mais famosas cervejas a nível mundial, mas igualmente pelo acesso à melhor paisagem que se pode ter de Dublin, no Gravity Bar.

O’Connel Street
A avenida mais efervescente da cidade esteve submersa pelo mar até há pelo menos 500 anos. Tornou-se popular no século XVIII, devido às mansões de inspiração georgiana. Hoje, é o maior centro comercial ao ar livre da cidade.

Phoenix Park
O maior e mais concorrido parque urbano de Dublin oferece momentos de puro relaxamento e lazer, podendo ainda visitar um simpático jardim zoológico e observar diversas espécies animais e botânicas.

Dublinia
Local de culto medieval, é uma exposição composta por várias vertentes, que mostram a vida da cidade no tempo dos Vikings. Dos barcos de guerra às casas da altura, passando pelos mercados e pela animação das ruas.

Partilhar Artigo

Top