B018, uma das melhores discotecas do mundo fica num bunker em Beirute

B018, uma das melhores discotecas do mundo fica num bunker em Beirute

B018, uma das melhores discotecas do mundo fica num bunker em Beirute

Artigo de André Cruz Martins 24-10-2019

24-10-2019


Já se ouviu falar de discotecas construídas em parques de estacionamento, em estações de comboio e em vários outros locais pouco expectáveis. E o que dizer de uma construída num antigo abrigo antiaéreo em Beirute, capital do Líbano? É o caso do B018, considerado um dos melhores clubes de tecno do mundo.

Na década de 80 do século passado, o eclodir de bombas fazia parte do dia-a-dia dos cidadãos de Beirute. A música era um escape para o produtor musical Naji Gebran, que fazia as suas criações numa pequena sala de um prédio, com a identificação B018 na porta da frente. Começou por ser um espaço frequentado apenas por ele, mas pouco a pouco transformou-se num local de culto, com muitas pessoas a juntarem-se para ouvir música. O B018 foi crescendo em dimensão e popularidade e passou por vários locais, destacando-se como um dos mais famosos clubes de Beirute.

A mudança para o bunker

A meio da década de 90 encontrava-se o B018 encontrava-se num bairro que era lugar de abrigo de refugiados e que acabou por sofrer um genocídio durante a Guerra Civil Libanesa. A área acabou por ser abandonada, até que em 1998 o clube se instalou no bunker ali existente.

Leia ainda: A capital Beirute e outros destinos imperdíveis no Líbano

Entretanto, em setembro de 2018, o arquiteto libanês Bernard Khoury terminou a reconstrução do local, tornando-o ainda mais escuro, com elementos góticos que fazem referência a arquitetura religiosa e matadouros. Hoje em dia, é ponto de encontro de celebridades, artistas famosos e viajantes com dinheiro. No entanto, não discrimina ninguém à entrada e está aberto a todo o tipo de pessoas.

Uma das melhores vidas noturnas do mundo

Hoje em dia, Beirute, é mais liberal e ocidentalizada do que grande parte das cidades do Médio Oriente. E isso reflete-se no facto de ter fama (e o proveito) de uma das mais badaladas vidas noturnas do mundo. A White Beirut, localizada em Al Nahar Bldg, perto da marina, é uma das mais famosas discotecas. Quinta-feira é o dia com as melhores festas. Deve o seu nome ao facto de ter a decoração toda em branco, sendo famosa pela abertura do teto em noites quentes, permitindo que a festa passe a ser ao ar livre.

Veja também: Haifa, a cidade israelita com história, cultura, praias e montanha

Outro local imperdível é o SkyBar, que já chegou a ser eleita a melhor discoteca do mundo. Localizada no alto do Biel Pavilion, na zona de Minet El Hosn, tem excelente ambiente e música, para além de uma vista deslumbrante sobre o Mediterrâneo. Está aberta de quinta-feira a domingo, das 20h00 até ao início da manhã. Um aviso: os porteiros fazem-se de difíceis e não é fácil entrar, mas não custa tentar.

Pelo centro da capital

Beirute não é uma cidade muito grande e as atrações turísticas ficam a uma curta distância umas das outras. Pode começar o passeio pelo centro visitando o Centro de Artes e o Museu Sursock. Estes são dois ótimos locais para observar a arte libanesa contemporânea. Para apreciar preciosidades arqueológicas, dê uma saltada ao Museu da Universidade Americana e ao Museu Nacional.

Outro local de visita obrigatória é o Palácio do Grande Serralho, sede do governo, que se encontra num edifício otomano datado de 1849. Logo ali ao lado fica a conhecida Mesquita Al Omari, construída no século XII. Quem quiser lá entrar terá de o fazer descalço e com roupa que cubra o corpo todo. Inclui-se também véu na cabeça das mulheres. Ainda no centro histórico, vá até à torre do relógio, a Place d’ Etoile, localizada numa zona cheia de lojas, cafés e restaurantes.

Percorra a galeria e veja fotos do B018.

< >

Partilhar Artigo

Top