Cabeceiras de Basto ganha vida com a festa “O Mosteiro de Emoções”

Cabeceiras de Basto ganha vida com a festa “O Mosteiro de Emoções”

Cabeceiras de Basto ganha vida com a festa “O Mosteiro de Emoções”

Artigo de Redação

Cabeceiras de Basto ganha vida com a festa “O Mosteiro de Emoções”. Em agosto, estão programados dois sunset’s que contam com Tó Mané, DJ residente, que vai começar a tocar a partir das 18:00, no Mosteiro de S. Miguel de Refojos, que fica no distrito de Braga.

O programa da festa tem três temas cultura-artes performativas, gastronomia-sabores e saúde e bem-estar com o objetivo de conseguir chegar a um público mais diversificado e conseguir mais parcerias quer locais, regionais e nacionais.

Esta festa vai acontecer até ao julho de 2019 e tem cerca de 23 atividades para se realizar, pelo menos uma vez por mês. Envolve todas as pessoas da vila Cabeceiras de Basto, desde dos mais jovens, aos país, educadores, comerciantes, empreendedores e toda a comunidade de Cabeceiras de Basto. Este projeto começou com o objetivo de reabilitar e restaurar património da vila como o próprio Mosteiro e a antiga livraria beneditina.

Para além da presença de música, também vai ser possível assistir a iniciativas culturais, artísticas, artes plásticas, programas de literatura, gastronomia, divulgações históricas e artesanato. As atividades podem decorrer em formatos como exposições, concertos, ateliers, workshops, master-classes, degustações, visitas, turismo a monumentos e parceiros.

Este evento vai acontecer principalmente à frente do Mosteiro de S.Miguel de Refojos, mas também por zonas culturais do município como escolas, universidades, clubes culturais e monumentos de Cabeceiras de Basto, no entanto é possível haver festa nos municípios vizinhos.

Festa em agosto

Em agosto os dias escolhidos para o Sunset A…Gosto foram dia 12, na Boavista e dia 17, no Quinchosos. Os artistas escolhidos foram a Rebecca Moradalizadeh, Hot Pink Abuse, Synthwave e Indietronica para dia 12, para dia 17 Susana Ferreira, vocalista do Fado Alterne.

 

Partilhar Artigo

Top