Lapónia. A terra do Pai Natal já não é o que era e a culpa é das alterações climáticas

Lapónia. A terra do Pai Natal já não é o que era e a culpa é das alterações climáticas

Lapónia. A terra do Pai Natal já não é o que era e a culpa é das alterações climáticas

Artigo de Hugo Mesquita 26-11-2018

26-11-2018


Um Natal sem neve e a culpa é das alterações climáticas. A Lapónia, conhecida como a terra do Pai Natal, está a sofrer na pele com os efeitos deste fenómeno que tanto alarma a comunidade mundial. Os efeitos que eram vistos em catástrofes naturais, como grandes incêndios ou cheias, são agora mais visíveis com a desvirtuação dos cenários de alguns dos mais emblemáticos locais do planeta.

Neste caso, são as altas temperaturas fora de época que têm afetado uma região que costuma, nesta altura do ano, estar coberta de neve. A falta dos flocos brancos está a retirar a “magia” daquela região finlandesa e os efeitos no turismo são já visíveis.

É por esta altura do ano, antes do Natal, que esta região mais visitantes recebe. Muitos procuram a vila do Pai Natal, em Rovaniemi, mas agora deparam-se com um cenário “pouco natalício”, sem neve. Muitas são as famílias com viagens marcadas que estão a pedir reembolso.

Naquela região, nos finais de novembro, a camada de neve costuma registar alturas entre os 20 e 30 centímetros, sendo que todo aquele território costuma ficar coberto de neve por vários meses. Porém, este ano não se regista isso. As amostras de neve são escassas e com míseros centímetros.

“No final do século haverá muito menos neve e em muito menos sítios na Lapónia”

As agências de viagens estão a cancelar as excursões e viagens que tinham marcadas, oferecendo reembolsos e dando aos turistas a possibilidade de escolherem datas alternativas para visitarem a famosa vila do Pai Natal.

Para se ter uma maior noção daquilo por que atravessa aquela região, basta referir que um hotel de neve que todos os anos ali é construído tem a sua construção atrasada.

No futuro, os sinais não são animadores. Segundo Ville Siiskonen, especialista do Instituto de Meteorologia da Finlândia, ” é expectável que no final do século haja muito menos neve e em muito menos sítios na Lapónia”, relatou em declarações à Sky News.

Para melhorar a situação, o instituto finlandês prevê temperaturas mais baixas nos próximos 10 anos e, uma consequente queda de neve.

Partilhar Artigo

Top