Estes são os 10 melhores países para passar a reforma

Estes são os 10 melhores países para passar a reforma

Estes são os 10 melhores países para passar a reforma

Artigo de Hugo Mesquita

Há quem trabalhe uma vida inteira para que, mais tarde, durante a reforma, consiga viver uma vida mais descansada, totalmente desafogada. Isso passa mesmo, muitas vezes, por procurar um outro país para viver. E as razões podem ser várias.

Leia ainda: Estas são 7 das mais bonitas paisagens naturais na Europa

Portugal, por exemplo, e a região do Algarve em particular, é muitas vezes um destino de eleição. Muito graças à hospitalidade natural dos portugueses e ao nosso sol que não deixa ninguém indiferente. Isso tornou-se ainda mais evidente num ranking recentemente lançado por um site especialista neste “turismo de reforma”, retraitesansfrontieres.fr, que coloca Portugal no topo entre os melhores países para passar a reforma.

Para a elaboração deste ranking, que conta com 10 países no total, teve-se em consideração um grande número de critérios: custo de vida, valor da propriedade, clima, mas também saúde e segurança. Esses critérios foram ponderados de acordo com sua importância: custo de vida, incluindo impostos (20%), clima (15%), assistência médica (10%). Importa referir que a escolha destes países teve em conta reformados de nacionalidade francesa.

10. Bali

Praias paradisíacas, terras vulcânicas e um pôr do sol de tirar o fôlego são os destaques dados a Bali, na Indonésia. Como prós tem o custo de vida e um património cultural rico. Os contras são a acessibilidade e as infraestruturas.

9. Senegal

Paisagens bonitas, um custo de vida baixo e um sistema tributário atraente. As vantagens de passar a reforma no Senegal são o clima, fácil integração e o valor imobiliário. Contra, este país tem um sistema de saúde frágil e infraestruturas que deixam a desejar.

8. Itália

Desde 2019 que Itália oferece condições fiscais vantajosas para expatriados. Para os aposentados, a tributação das pensões é limitada a 7% por 5 anos. É ainda destacado o seu património cultural e a gastronomia. Os pontos fortes são as boas insfraestruturas e acessibilidade. Contra estão o alto custo de vida e o valor imobiliário.

7. Grécia

O clima, o desenvolvimento cultural e o estilo de vida descontraído é o que pode atrair mais estes turistas reformados. As vantagens são o património cultural rico e as muitas atividades de lazer. Contra está o elevado custo de vida e o valor imobiliário.

6. Tunísia

Neste país do magrebe é destacado o clima, vantagens fiscais e a proximidade com a Europa. Os pontos fortes são o clima e a acessibilidade. Os pontos fracos são a segurança e as infraestruturas.

Veja também: Estas são as 10 melhores praias do mundo

5. Ilhas Maurícias

Esta ilha no Oceano Índico atrai com suas paisagens paradisíacas e o seu clima agradável. A seu favor tem a segurança e um património cultural rico. Contra estão a acessibilidade e um elevado custo imobiliário.

4. Tailândia

O principal destaque dado à Tailândia é o seu custo de vida muito baixo. A título de exemplo, é dito que um casal de reformados consegue viver com grande conforto no país por uma valor inferior a mil euros. Este e o baixo valor imobiliário são os principais pontos fortes apontados. Pelo contrário, negativamente, são destacados o clima, a segurança e a acessibilidade.

3. Marrocos

A proximidade com a Europa, o baixo custo de vida e o clima são as características positivas mais destacadas. Como pontos fracos destacam-se a segurança e um serviço de saúde fraco.

2. Espanha

Em Espanha são elogiadas a qualidade das infraestruturas e a acessibilidade. Por outro lado, são apontados negativamente o custo de vida e o alto valor imobiliário.

1. Portugal

Campeão de todas as categorias de destinos preferidos para aposentados: Portugal. Para os responsáveis por este ranking, Portugal é indicado para quem quer “melhorar seu poder de compra, sem perder o benefício de uma qualidade de vida europeia”. Mas este não é o único argumento a favor disso. No lado tributário, a liquidação também pode ser um cálculo vencedor. São destacadas positivamente a segurança e as várias ofertas de lazer. Como pontos menos bons, o valor imobiliário e o custo de vida.

Percorra a galeria e veja algumas imagens destes países que são ideais para passar a reforma.

  • 10 destinos fantásticos que pode explorar por menos de 45 euros por dia
  • As magníficas praias, a reserva natural e muito mais para explorar em Saly Portudal, no Senegal
  • Um roteiro pelas Cinque Terre, as vilas centenárias da Riviera italiana
  • Syros, a ilha grega que tem mais do que sol e mar
  • Ibiza e Formentera, o pecado mora aqui ao lado
  • Atlas da Hotelaria de 2018: Lisboa foi a quarta cidade europeia com maior taxa de ocupação hoteleira
< >

Partilhar Artigo

Top