Portugal foi eleito “o destino a visitar” em 2018

Portugal foi eleito “o destino a visitar” em 2018

Portugal foi eleito “o destino a visitar” em 2018

Artigo de Redação

Portugal foi eleito “o destino a visitar” em 2018 pelos Virtuoso Awards, atribuídos pela maior rede global de viagens de luxo durante a 30ª edição da Virtuoso Travel Week, que decorreu a semana passada em Las Vegas, nos Estados Unidos da América.

Com mais de 15 mil associados, a Virtuoso agrega operadores turísticos e agentes de viagens de todo o mundo – sendo que 9 mil são oriundos dos EUA -, tornando este um canal relevante para a realização de ações promocionais do destino Portugal junto do mercado norte-americano.

No âmbito da Estratégia Turismo 2027, que traça a visão e as metas daquilo que o país pretende alcançar em termos de turismo nos próximos 10 anos, os EUA aparecem referenciados como um mercado de aposta tendo em conta que, pela sua grande dimensão enquanto emissor de turistas, representa um potencial de crescimento para Portugal. Em 2017 este foi um dos mercados emissores que mais cresceu, com um aumento de 35% em número de hóspedes, a que não é alheio o reforço das ligações aéreas entre os EUA e Portugal, operadas atualmente pela TAP, SATA, United Airlines, American Airlines e Delta Airlines.

Portugal tem vindo a assumir um papel de destaque no segmento do Turismo de Luxo

Para a Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, esta distinção “é uma ótima notícia e mostra que Portugal se afirma cada vez mais como um destino de qualidade, que é atraente para turistas que gastam mais. É especialmente importante numa altura em que os EUA são já o nosso quinto principal mercado em termos de receitas, o que reflete não só a duplicação da capacidade aérea como também a aposta reforçada que temos feito neste país”.

“Portugal tem vindo a assumir um papel de destaque no segmento do Turismo de Luxo, essencial para o seu posicionamento enquanto destino de excelência. Além disso, no primeiro semestre de 2018 recebemos 354 mil hóspedes norte-americanos, mais 21,3% do que em igual período do ano passado, o que nos dá uma previsão muito otimista para este ano. Devemos agora continuar a apostar na experiência turística direcionada a este mercado, não só para que continuem a visitar-nos, mas também, para que comecem a considerar-nos como destino para investir e viver”, destaca Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal.

Partilhar Artigo

Top