6 hotéis de luxo que antes eram prisões

6 hotéis de luxo que antes eram prisões

6 hotéis de luxo que antes eram prisões

Artigo de Hugo Mesquita

Inspirados ou não na famosa “La Catedral”, a prisão de luxo construída por Pablo Ecobar, que mais não era do que uma mansão mascarada de prisão, eis que surgem cada vez mais hotéis, também eles de luxo, que usam uma temática semelhante, isto é, juntam luxo e prisão num só espaço.

Não, não são espaços para receber presos, ainda que antes já o tenham sido. Basicamente, são hotéis de luxo construídos em antigos estabelecimentos prisionais. Nestes espaços os hóspedes vão por iniciativa própria e devem trazer consigo uma carteira recheada com algum dinheiro.

Do Laos a Boston, passando também pela Europa

O reaproveitamento de edifícios antigos, como igrejas ou fábricas, é cada vez mais comum. Em Portugal existem vários exemplos, como o Hotel Convento da Sertã que, como o nome indica, foi um antigo edifício religioso, ou a Mundet Factory, que neste caso é um restaurante que reaproveitou o espaço de uma antiga fábrica.

O reaproveitamento de prisões já não é assim tão comum, mas já conta com vários exemplares por esse mundo fora, do Laos a Boston, passando também pela Europa.

Percorra a galeria e conheça antigas prisões que são agora hotéis de luxo.

< >

Partilhar Artigo

Top