À descoberta de Zagreb, a vibrante e histórica capital da Croácia

À descoberta de Zagreb, a vibrante e histórica capital da Croácia

À descoberta de Zagreb, a vibrante e histórica capital da Croácia

Artigo de André Cruz Martins

Zagreb, capital da Croácia, nunca foi um grande destino turístico, mas o panorama tem mudado nos últimos anos. Em 2018 recebeu cerca de 20 milhões de visitantes. A cidade não tem grande dimensão e nela vivem 800 mil habitantes, sendo possível visitar as suas principais atrações em dois ou três dias.

Destaca-se pelos muitos prédios históricos, igrejas, monumentos e ruelas para explorar cada recanto. E nas últimas décadas, ganhou uma grande vibração, com o crescimento do número de restaurantes, cafés com esplanadas e bares. Zagreb tem ainda uma gastronomia deliciosa e se for apreciador de doces, vai adorar experimentar algumas das especialidades. Saiba o que não pode perder neste fabuloso destino que está cada vez mais na moda.

A igreja com telhado colorido e dois museus imperdíveis

É no centro histórico que se encontram muitas das principais atrações. O ideal é ir fazendo o percurso a pé. Pode começar pela Igreja de São Marcos, que está localizada numa colina. Edificada no século XIII, destaca-se pelo telhado original, muito colorido, com o brasão medieval da Croácia e o símbolo de Zagreb. Ali bem perto fica um museu que tem o curioso nome de Museu dos Relacionamentos Terminados.

Leia ainda: Um roteiro perfeito de 3 dias pelo Minho

Exibe muitos objetos que fizeram parte da história de relacionamentos românticos que não resultaram, tendo alguns deles terminado de forma dramática. O espólio provém um pouco de todo o mundo e há objetos que foram relevantes para a rotina dos casais e presentes oferecidos no Dia dos Namorados ou outras datas especiais. Logo à entrada deste museu, existem três livros com histórias que o escritor francês Marcel Proust lia para a ex-mulher quando viajavam para Portugal, o país preferido de ambos. Outro museu muito interessante é o Museu Arqueológico de Zagreb, dividido em cinco temáticas: Pré-História, Antiguidade, Egito Antigo, Idade Média e Moedas e Metais.

Torre Lotrscak, a melhor vista de Zagreb

De seguida, caminhe em direção à Torre Lotrscak. Do interior desta construção medieval tem-se uma vista deslumbrante sobre Zagreb, mas para lá chegar terá de subir mais de 300 degraus. Todos os dias, ao meio-dia é acionado um canhão que desde o século XIX anuncia a hora aos moradores da cidade. O barulho da explosão é ensurdecedor se estiver no cimo da torre.

Depois, pode dirigir-se para a Praça Kaptol, que se destaca pela Catedral da Assunção da Virgem Maria. A sua construção terminou em 1899 e as suas torres, elevadas a grande altura, podem ser observadas de quase todos os pontos da cidade. No interior há vestígios de uma igreja medieval que sofreu uma grande destruição na sequência de um terramoto ocorrido no século XVI.

Kamenita Vara, o célebre Portão de Pedra

De seguida, encaminhe-se para o Kamenita Vrata (Portão de Pedra, em Português), um dos grandes símbolos de Zagreb e que permanece intacto desde a era medieval. É o que restou em redor dos muros que protegiam a cidade dos ataques inimigos. Este lugar sofreu vários incêndios ao longo da história, mas a imagem da Virgem Maria permaneceu intacta. Por isso, os croatas construíram uma capela, que se transformou num templo de orações e agradecimentos.

As duas ruas mais animadas

A Tkalcicéva é a rua mais vibrante da capital da Croácia. Acolhe muitos restaurantes e cafés com esplanadas e quando o tempo o permite, fica sempre cheia de locais e de turistas. Se gosta de cerveja artesanal, dê uma saltada ao Pivnica Mali Medo (Pub Urso Pequeno, em Português). Para além dos bares e dos restaurantes, existem lojas que vendem souvenirs e uma estátua de Marija Juri? Zagorka, escritora, feminista e jornalista croata. Por trás da estátua, encontra-se um relógio de sol muito antigo.

A Trg Josipa Jelaci é outra rua com muita animação a todas as horas, possuindo igualmente muitos restaurantes e bares com esplanadas. É lá que fica o Mercado Dolac, onde se vendem frutas, legumes, laticínios, flores e artesanato. Dentro do mercado existem bons restaurantes para provar a comida croata, da qual falaremos de seguida.

Boa e variada gastronomia

Em Zagreb come-se muito peixe, todo o tipo de marisco e ostras. E muitos dos pratos utilizam presunto, o que tem muito a ver com a influência da comida italiana. Há dezenas de pizzarias espalhadas pela cidade. Experimente os famosos hambúrgueres croatas e não podemos ainda deixar de fazer referência às trufas, que são usadas em muitos dos pratos da comida croata e até em sorvete e outras sobremesas.

Veja também: Durma numa casa de árvore na próxima escapadinha ao interior de Portugal

Boa parte dos pratos são acompanhados por batatas, especialmente assadas. Os croatas também comem muita carne, mas não existe muita variedade. A carne de porco é de longe a mais usual. Os habitantes de Zagreb são muito doceiros. Nos cafés locais, pode deliciar-se com o Remsnita, um cheesecake ao estilo croata, os Krafna (donuts de geleia) e os Orehnjaca (pães enrolados com nozes). E ainda com o fabuloso Madjarica, um bolo com várias camadas de chocolate.

Percorra a galeria e veja mais fotos de Zagreb.

< >

Partilhar Artigo

Top