Belize, o país das lindas ilhas, da vida selvagem e do enorme buraco azul no mar

Belize, o país das lindas ilhas, da vida selvagem e do enorme buraco azul no mar

Belize, o país das lindas ilhas, da vida selvagem e do enorme buraco azul no mar

Artigo de André Cruz Martins 16-06-2020

16-06-2020


Quando pensa no Belize, as primeiras imagens que possivelmente lhe vêm à cabeça são possivelmente praias magníficas. No entanto, há muito mais para fazer neste país situado na costa nordeste da América Central e que foi colonizado por britânicos. Com uma área de 22960 quilómetros quadrados e uma população de 333 mil habitantes, possui a mais baixa densidade populacional da América Central.

O país tem o aliciante de ser um dos destinos economicamente mais acessíveis no Caribe. A língua oficial é o inglês, mas cerca de três quartos da população utiliza o crioulo belizenho como segunda língua, uma mistura do inglês, espanhol e de línguas indígenas. Siga as nossas sugestões e parta à descoberta deste país paradisíaco.

A fantástica ilha de Caye Ambergris

Caye Ambergris é uma ilha com cerca de 15 mil habitantes e com 40 quilómetros de comprimento e 1,5 quilómetros de largura. A sua capital é San Pedro. Foi celebrizada pela música da Madonna “La isla Bonita”, sendo a zona do Belize que atrai mais turistas.

Leia ainda: Oviedo, a cidade espanhola que parece saída de um conto de fadas

A ilha tem uma excelente oferta hoteleira e em San Pedro não faltam restaurantes com comida local, lojas de souvenirs e um centro de mergulho. Isto sem esquecer as praias de areia branca e mar com temperatura sempre acima dos 25 graus. É também um bom sítio para observar aves, nomeadamente pelicanos.

Pode chegar a San Pedro de avião, que é mais caro, ou usar um Water Taxi, saindo de Caye Caulker, Belize City ou Chetumal, no México. O melhor sítio para ficar alojado é o El Secreto, a 15 minutos de San Pedro, com praia privada e bungalows com chuveiro ao ar livre.

Caye Caulker, outra ilha de sonho

A meia hora de barco de San Pedro encontramos Caye Caulker, outra ilha do Belize que importa conhecer. O estilo de vida é calmo e relaxado, baseado no slogan “Go Slow”. É bastante pequena, podendo facilmente ser toda percorrida a pé durante um dia. Ou então, alugando uma bicicleta ou um carrinho de golfe.

Tem apenas cerca de 1000 habitantes e destaca-se pelas longas praias de areia branca. Ao contrário do que sucede em Caye Ambergris, não há grandes alojamentos – apenas alguns pequenos lodges – e nem se vislumbram carros a andar nas ruas. O melhor sítio para ficar alojado é o Rainbow Hotel, mesmo em cima da praia.

A incrível barreira de corais

A Barreira de Corais do Belize é a segunda maior do mundo, logo a seguir à Grande Barreira de Coral australiana. Nos seus 300 quilómetros de extensão podem ser encontrados animais ameaçados de extinção como tartarugas marinhas, crocodilos e peixes-bois.

Existem 70 espécies de corais duros, 36 espécies de corais moles e 500 espécies de peixes. Em 1996 foi declarada Património Mundial pela UNESCO. A boa notícia é que em junho de 2018 a Barreira de Corais do Belize foi removida da Lista de Património Mundial em Perigo da UNESCO. Isto devido às medidas de proteção adotadas pelo país, nomeadamente a proibição de exploração de petróleo em toda a zona marítima do Belize e o fortalecimento da regulamentação florestal que permite uma melhor proteção dos manguezais.

Great Blue Hole, a mais famosa atração

Nas imediações de Caye Caulker fica o Great Blue Hole, a atração mais famosa do Belize. Este buraco no oceano com 300 metros de diâmetro e 124 de profundidade forma uma circunferência de um azul intenso contornado por uma linha verde esmeralda.

Veja também: Ilhas Faroé, o destino onde há mais ovelhas que pessoas 

Não existe uma explicação concreta sobre o surgimento deste enorme buraco, mas especula-se que pode ter sido formado quando o teto de uma enorme caverna ruiu, há muitos milhares de anos. Faz parte da grande barreira de corais do país e foi declarado Património Mundial pela UNESCO em 1996. Existem várias empresas que fazem excursões até lá. Pode fazer um cruzeiro por cima da caverna, mergulhar e até fazer sky diving acima do Blue Hole, observando-o do céu.

Muita vida selvagem

O Belize é um país propício para observar flora e ainda espécies animais selvagens no seu habitat natural. No norte do país, na cidade de San Ignacio, fica localizada a Mountain Pine Ridge Forest Reserve. Estabelecida como reserva natural em 1944, tem cerca de 40 mil hectares com paisagens deslumbrantes.

Percorra as florestas de pinheiros com cachoeiras e piscinas de água em cascata. A exploração da área pode ser feita de carro a partir de San Ignacio, mas tenha cuidado porque quando chove as estradas podem ficar intransitáveis em alguns locais. Já o Cockscomb Basin Wildlife Sanctuary, no distrito de Stann Creek, no centro-sul do Belize, é o sítio indicado para observar jaguares. Existem também muitas aves, com especial destaque para os tucanos. No entanto, o melhor local para observar aves é mesmo o Crooked Tree Wildlife Sanctuary, que fica no meio de pântanos e lagoas, no norte do país.

Percorra a galeria e veja algumas fotos do Belize.

  • Belize, o país das lindas ilhas, da vida selvagem e do enorme buraco azul no mar
  • Belize, o país das lindas ilhas, da vida selvagem e do enorme buraco azul no mar
  • Belize, o país das lindas ilhas, da vida selvagem e do enorme buraco azul no mar
  • Belize, o país das lindas ilhas, da vida selvagem e do enorme buraco azul no mar
  • Belize, o país das lindas ilhas, da vida selvagem e do enorme buraco azul no mar
  • Belize, o país das lindas ilhas, da vida selvagem e do enorme buraco azul no mar
  • Belize, o país das lindas ilhas, da vida selvagem e do enorme buraco azul no mar
  • Belize, o país das lindas ilhas, da vida selvagem e do enorme buraco azul no mar
  • Belize, o país das lindas ilhas, da vida selvagem e do enorme buraco azul no mar
< >

Partilhar Artigo

Top