A cidade de Ronda é um tesouro na Andaluzia que fica num precipício a 739 metros de altura

A cidade de Ronda é um tesouro na Andaluzia que fica num precipício a 739 metros de altura

A cidade de Ronda é um tesouro na Andaluzia que fica num precipício a 739 metros de altura

Artigo de André Cruz Martins

Já ouviu falar da pequena cidade de Ronda, no sul de Espanha, na província da Andaluzia? Localizada a 739 metros de altura, em cima de um precipício, é um lugar muito bonito, que merece ser descoberto. É dividida ao meio (cidade velha e cidade nova) pelo rio Guadalevín. Ronda fica numa área com paisagens deslumbrantes, estando integrada no Parque Natural da Serra das Neves e da Serra de Grazalema. Venha à descoberta de um destino surpreendente, que fica a 275 quilómetros da fronteira com Portugal (Vila Real De Santo António), num percurso que demora cerca de três horas de carro.

O El Tajo e os Jardines de Cuenca

O El Tajo é a atração mais conhecida de Ronda. É um desfiladeiro formado pelo rio Guadalevín, com cerca de 500 metros de comprimento, 50 metros de largura e 100 metros de profundidade. Proporciona vistas magníficas.

Leia ainda: Toledo é a cidade espanhola dos edifícios históricos, de El Greco e de Dom Quixote

Mesmo ao lado do El Tajo vai encontrar os Jardines de Cuenca. Há muitas árvores e vários miradouros espalhados pelo caminho. O percurso pode ser iniciado na Ponte Velha e prossegue até à Ponte Nova. Esta última foi construída entre 1751 e 1793, ligando a parte histórica e a parte moderna da cidade. É esta ponte que permite atravessar com segurança o El Tajo.

Explorando a cidade velha e a cidade nova

A parte velha da cidade de Ronda fica dentro das muralhas da antiga cidade moura e tem indiscutível interesse histórico. Enquanto vai caminhando pelas ruas estreitas, pode observar as pequenas casas pitorescas pintadas de branco.

Um dos monumentos mais interessantes é a Porta de Felipe V, construída em 1742. Da mesma época é a Fonte dos 8 Canos, onde algumas pessoas ainda vão abastecer-se de água. Visite ainda o Museu dos Bandoleiros, que conta a história destas personagens, que no século XIX se dedicavam aos assaltos e ao contrabando de produtos vindos de Gibraltar. Mesmo se não for apreciador da arte tauromáquica, outro lugar interessante é a Praça de Touros.

A parte mais nobre da cidade nova é a Praça de Espanha, uma zona com cafés e restaurantes, onde a população se junta ao início da noite e até de madrugada, especialmente nas noites de sexta-feira e sábado. É nesta praça que fica a antiga Casa Consistorial, de 1843. No centro da praça, encontra-se o monumento em homenagem a Antonio de los Ríos Rosas (1808-1873). Natural de Ronda, foi Deputado, Ministro e Presidente do Congresso.

A rota dos Pueblos Blancos

Ronda é uma das 19 vilas ou cidades que faz parte da rota dos Pueblos Blancos, que deve ser percorrida de carro. Esta é a denominação dada a pequenas cidades e vilas no sul da Espanha que ficam nas montanhas da região e que se destacam pela cor branca das fachadas das casas. Esta pintura feita com cal começou a ser utilizada há muitos séculos, com a finalidade de combater o calor.

Veja também: Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve

Esta rota combina paisagens fantásticas com muita história, cultura, artesanato e culinária. A rota mais tradicional percorre a Sierra de Grazalema e a Serranía de Ronda, entre Arcos de la Frontera (Cádiz), no extremo oeste, e Ronda (Málaga), no extremo leste. Há muitos lugares para descobrir, entre os quais destacamos Arcos de la Frontera, Grazalema, Zahara de la Sierra, Olvera, Setenil de las Bodegas e Ronda.

Percorra a galeria e veja mais imagens de Ronda.

< >

Partilhar Artigo

Top