O Círculo do Diamante, na Islândia, tem lagos incríveis, vulcões e a cascata com mais força da Europa

O Círculo do Diamante, na Islândia, tem lagos incríveis, vulcões e a cascata com mais força da Europa

O Círculo do Diamante, na Islândia, tem lagos incríveis, vulcões e a cascata com mais força da Europa

Artigo de André Cruz Martins

Para além da capital Reykjavík, a Islândia é um país com muitos outros locais fantásticos para conhecer. As suas magníficas paisagens e cenários naturais são especialmente visíveis na rota Círculo do Diamante. Situa-se no norte do país, ao longo de 300 quilómetros de comprimento e destaca-se pelas formações rochosas, lagos incríveis, vulcões e cascatas com força brutal. São quatro as atrações mais populares nesta rota: o lago Myvatn, a vila de Husavik, Dettifoss, a maior queda de águas da Europa e Asbygi, o cânion em forma de ferradura.

O lago Myvatn

O lago Myvatn formou-se há cerca de 2300 anos, na sequência de uma erupção de lava basáltica. Apresenta paisagens deslumbrantes, com as suas formações rochosas de lava e campos verdejantes. Trata-se de uma zona imperdível para quem gosta de observar aves. É ainda uma área que permite grandes caminhadas por trilhos demarcados ou por cima das suas crateras vulcânicas.

Husavik, a cidade das baleias

Husavik é a cidade mais importante do Círculo do Diamante. Na verdade, é apenas uma vila com cerca de 3 mil habitantes, localizada nas margens da baía Skjálfandi. É conhecida como a capital dos safaris de observação de baleias.

Leia ainda: Esqueça as auroras boreais. Este é o verdadeiro motivo para visitar a Islândia.

Os tours demoram três horas e a taxa de sucesso é de 98 por cento, por isso seria preciso muito azar para não ver estes grandes animais, que muitas vezes põem-se aos saltos muito próximos do barco. A vila de Husavik é bonita, principalmente a zona do porto, onde não faltam boas opções de bares e restaurantes

A cascata de Dettifoss

Dettifoss ostenta a classificação de cascata com queda de água mais forte da Europa. Fica no Parque Nacional de Jokulsargljufur e serviu de base para a cena inicial do filme “Prometheus”. São 500 metros cúbicos de água por segundo a brotar de uma altura de 45 metros, com 100 metros de largura. Os mais destemidos e atléticos podem fazer a caminhada de 34 quilómetros entre o desfiladeiro de Dettifoss e Asbyrgi. É possível acampar a meio do caminho, em Vesturdalur.

Asbyrgi, o cânion em forma de ferradura

Asbyrgi é um cânion em forma de ferradura com 3,5 quilómetros de comprimento e 1,1 quilómetros de largura. Este desfiladeiro pertence ao Parque Nacional Jokulsargljufur e destaca-se pelos seus magníficos penhascos rochosos, que atingem alturas de 90 metros de altura.

Veja também: Um dia no Nara Koen, um parque incrível que é um mundo

Este cânion foi formado na sequência de uma grande inundação glacial, embora segundo uma lenda islandesa a explicação seja outra. Terá sido porque um cavalo de oito patas de um deus nórdico pisou este terreno e formou a forma de ferradura.

Percorra a galeria e veja mais imagens do Círculo do Diamante.

< >

Partilhar Artigo

Top