Faça as malas e descubra as 11 cidades mais antigas da Europa

Faça as malas e descubra as 11 cidades mais antigas da Europa

Faça as malas e descubra as 11 cidades mais antigas da Europa

Artigo de André Cruz Martins 20-06-2020

20-06-2020


Ao longo dos séculos, vários povos foram ocupando a vasta região a que que hoje em dia chamamos Europa. Este continente tem uma história muito antiga e os primeiros registos de habitantes datam de 5000 a.C. O território foi sendo palco de inúmeras batalhas, enquanto foi crescendo em poderio e prestígio. Entre as 11 cidades mais antigas da Europa vai encontrar Lisboa. Se ainda não decidiu qual vai ser a sua próxima viagem, porque não escolher um destes destinos, que respiram história e tradição?

Lisboa (Portugal)

Lisboa é das cidades europeias mais antigas e por um triz não entra no top 10 das mais velhas civilizações deste continente. De acordo com um trabalho do conceituado jornal inglês “The Telegraph”, os primeiros habitantes confirmados em Lisboa datam de 1200 a.C., embora existam suspeitas de que já havia presença humana na cidade por volta de 2500 a.C.

Leia ainda: A capital Beirute e outros destinos imperdíveis no Líbano

Através de escavações arqueológicas numa zona próxima do Castelo de São Jorge e da Sé de Lisboa comprovou-se que os Feníncios foram os primeiros povos a viver em Lisboa. A capital portuguesa passou por algumas tormentas ao longo da história e a maior foi o terramoto de 1 de novembro de 1755. No entanto, foi ultrapassando as dificuldades e hoje em dia é um dos destinos europeus da moda.
Sugestão: Explorar a requalificada zona da Ribeira das Naus, que liga a Praça do Comércio ao Cais do Sodré. Localizada junto ao rio, proporciona passeios muito agradáveis.

Calcis (Grécia)

Há registo de vida humana em Calcis a partir de 1300 a.C e Homero faz referência à cidade na Ilíada, escrita em 762 a.C. A cidade foi fundada como uma colónia de Atenas, antes da Guerra de Troia. E ganhou importante estatuto na Era Romana. Hoje em dia, Calcis é a capital da ilha grega de Eubeia, sendo essencialmente conhecida pelos seus resorts de luxo.
Sugestão: Uma atração turística a não perder em Calcis é o Museu Arqueológico, que mostra a evolução da cidade ao longo dos tempos.

Lárnaca (Chipre)

Foi por volta de 1300 a.C. que os primeiros habitantes chegaram a Lárnaca. Ao longo dos tempos foi um importante porto marítimo localizado estrategicamente no Mediterrâneo. A atual cidade cipriota situa-se no antigo reino de Kition, que foi colonizado por Gregos, Fenícios e Aqueus. Hoje em dia, é um destino turístico por excelência, conhecido pelos seus monumentos e boas praias.
Sugestão: Não pode deixar de visitar a Praia de Finikoudes, uma das mais famosas na região e que está rodeada por belas palmeiras.

Kutaisi (Geórgia)

Há registos de vida humana em Kutaisi por volta de 2000 AC. A cidade foi ganhando importância, a ponto de se tornar na capital do Reino de Cólquida. Foi um grande centro industrial quando a Geórgia pertenceu à União Soviética. Hoje em dia, decaiu em importância mas é uma cidade que contém interessantes atrações turísticas.
Sugestão: Visite o Museu Histórico de Kutaisi, que contém 16 mil artefactos que ilustram a cultura do país.

Tebas, Grécia

Foi em redor de 3000 a. C. que houve registos dos primeiros habitantes em Tebas. Fundada no centro da Grécia, teve uma grande importância mitológica, pois foi o local de nascimento do semideus Hércules. E destacou-se por ser aliada de Esparta. Nos dias de hoje, é uma cidade sem expressão em termos turísticos.
Sugestão: Visite as ruínas da Cadmea, a fortaleza central da antiga cidade.

Trikala, Grécia

Foi também por volta de 3000 a.C que surgiram os primeiros indícios de povoamento nesta região. O nome da cidade é uma homenagem a Trikke, filha de Penaeus. A cidade encontra-se no centro da Grécia e foi conquistada pelos persas e posteriormente pelos romanos. É uma cidade com importantes atrações históricas, sendo o antigo templo de Asclepeion a mais emblemática.
Sugestão: Em Trikala, não perca a oportunidade para visitar o Museu Tsitsanis. O local ilustra a trajetória de um importante personagem local, o compositor e músico grego Vassilis Tsitsanis.

Patras, Grécia

Patras é mais uma cidade grega neste top 10. Crê-se que começou a ser habitada em redor de 3500 a.C. Durante um longo período esteve sob domínio turco e no século VI foi dividida em dois distritos. Hoje em dia, é a terceira maior cidade grega, sendo essencialmente conhecida pelo seu porto, que liga o país à Itália.
Sugestão: Em Patras, passe pela Praça Ypsila Alonia, famosa pelos cafés com esplanada e bons restaurantes.

Chania (Grécia)

Foi por volta de 4000 a.C. que se verificaram os primeiros registos de habitantes nesta cidade na ilha de Creta. E foi em Chania que ficaram as ruínas da antiga cidade de Cidônia. Hoje em dia, Chania é dos mais populares destinos turísticos na Grécia, destacando-se pelas praias, museus e monumentos.
Sugestão: A poucos quilómetros de Chania fica o Parque Nacional de Samariá, considerada Reserva Mundial da Biosfera. Aqui pode percorrer o trilho do desfiladeiro de Samaria, através de paisagens deslumbrantes.

Plovdiv (Bulgária)

A região de Plovdiv data de 4000 a.C e ao longo da história esteve debaixo de domínio dos trácios, dos gregos, dos macedónios e dos romanos. No século XIV a cidade foi conquistada pelo Império Otomano, tendo sido reconquistada em 1878. Nessa altura, tornou-se a capital da região semi-independente de Rumélia do Leste, até que a zona se uniu finalmente à Bulgária em 1885. Plovdiv é uma cidade mais bonita do que Sofia, a capital da Bulgária e foi escolhida como capital europeia da cultura de 2019.
Sugestão: Em Plovdiv, visite a Mesquita Dzhumaya, a única que sobreviveu ao período Otomano na cidade. Trata-se de uma das Mesquitas mais antigas dos Balcãs (é datada de meados do século XIV) e foi restaurada no início do século XIX.

Atenas, Grécia

De acordo com os registos históricos, a Acrópole de Atenas é habitada desde 5000 a.C. É sem dúvida das cidades com mais importância na história mundial e foi aqui que nasceu a Democracia. Nos dias de hoje, Atenas é dos destinos mais populares no continente europeu.
Sugestão: As ruínas da Acrópole são a sua atração mais famosa, mas existem muitos outros locais imperdíveis, como a Antiga Ágora e templo de Hefesto, a Praça Syntagma e o Monte Licabeto.

Argos, Grécia

Argos é a cidade mais antiga da Europa, tendo recebido os primeiros habitantes por volta de 5000 a.C. Ganhou grande importância no período Micénico (1600-1100 a.C.) e especialmente no reinado do tirano Pheidon, no século VII a.C.
Sugestão: Hoje em dia, preserva importantes relíquias históricas, como os túmulos micénicos, o santuário de Afrodite e um magnífico teatro com capacidade para 20 mil pessoas.

Percorra a galeria e veja mais fotos das 11 cidades mais antigas da Europa.

< >

Partilhar Artigo

Top