Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas

Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas

Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas

Artigo de André Cruz Martins

Florianópolis é sem dúvida um dos locais no Brasil em que o turismo mais cresceu nos últimos anos. É conhecida como a Ilha da Magia e está localizada no estado brasileiro de Santa Catarina, na região Sul do país. Destaca-se pela variedade de praias deslumbrantes e por ser um destino de eleição para o surf. No entanto, também há muitas praias com mar bastante calmo.

  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
< >

Mas há muito mais a fazer do que descansar em praias paradisíacas. Pode caminhar por trilhos, explorar o centro da cidade e fazer um passeio pelos arredores, entre muitas outras atividades. Temos cinco sugestões para um dia diferente em Florianópolis.

Visite uma praia no norte e conheça a Fortaleza de São José da Ponta Grossa

As praias no norte são as mais quentes e mais calmas na ilha. Uma das melhores é sem dúvida a Praia da Daniela, que fica a 25 quilómetros do centro da cidade. É ideal para visitar com a família, devido à tranquilidade do mar e por nunca estar lotada, apesar de não ser de grandes dimensões.

Leia ainda: São Paulo, a cidade mais cosmopolita do Brasil

Depois da praia, pode visitar a Fortaleza de São José da Ponta Grossa. Situada no alto do Morro da Ponta Grossa, foi construída no século XVIII. A edificação mais significativa é a Casa do Comandante, construção de dois pavimentos que alberga também o Paiol da Pólvora. A capela dedicada a São José é a única construção do Sistema Defensivo da Ilha de Santa Catarina que manteve até os dias de hoje a sua função original.

Desfrute de uma praia do leste e da Costa da Lagoa

A Praia do Moçambique, na zona leste, é uma das mais selvagens da ilha. De grandes dimensões, os seus 10 quilómetros de costa fazem parte do Parque Florestal do Rio Vermelho. É uma das melhores praias para a prática do surf, mas não tem qualquer tipo de apoio a nível de alimentação. Depois, apanhe um barco para a Costa da Lagoa, num passeio com paisagens de cortar a respiração. Vai chegar a uma pequena cidade pitoresca cheia de restaurantes em que pode deliciar-se com comida local, que tem muito peixe e marisco frescos.

Passe por uma praia do sul e por Ribeirão da Ilha

A Praia de Campeche, na zona sul, tem um areal de grandes dimensões e também é ideal para a prática do surf. Existem vários trilhos que podem ser percorridos em hora e meia de caminhada, a velocidade moderada. É servida por um dos bares da moda em Florianópolis, o Point do Riozinho, onde pode beber uma cerveja ou uma caiprinha.
Depois, siga para Ribeirão da Ilha, uma vila simpática conhecida pela qualidade dos seus restaurantes. Como é habitual em Florianópolis, as estrelas da companhia são o peixe e o marisco.

Não deixe de ir ao centro histórico

Pode visitar o centro histórico num dia nublado ou então se já estiver cansado de fazer praia. É incontornável uma passagem pela Praça Fernando Machado, onde se encontra o Memorial ao Miramar. É um monumento em homenagem ao antigo Trapiche Municipal Miramar, que localizava-se ali há algumas décadas, quando o aterro ainda não existia.

Veja também: Manaus, a capital da Amazónia

Mesmo ao lado fica a Praça XV de Novembro, a mais tradicional da cidade. Foi neste local que em 1662, o bandeirante Francisco Dias Velho fundou a Vila Nossa Senhora do Desterro. Depois, dirija-se à Casa da Alfândega, o maior mercado de artesanato da ilha. A última paragem é o Mercado Público, um dos melhores locais para degustar a comida local. É lá que se encontra o Box 32, famoso pelos seus petiscos gourmet. Destaca-se também o Boteco Vai Quem Quer, especializado em cervejas artesanais.

Passeio pelos arredores: Guarda do Embaú

Se quiser passear pelos arredores, a vila de Guarda do Embaú, a cerca de meia-hora de distância do centro de Florianópolis, é sem dúvida um dos melhores destinos a descobrir. Distrito do município de Palhoça, para chegar à praia que dá nome à vila é preciso atravessar o rio da Madre. Normalmente, os turistas optam por fazê-lo num pequeno barco, mas também é possível fazê-lo a nada, pois a distância não é grande. Existe muito cuidado com a preservação de Guarda do Embaú. Entre abril e julho, período da pesca da tainha, é proibida a prática de desportos náuticos. O centro desta vila piscatória proporciona um passeio muito simpático e os restaurantes são simples mas com comida deliciosa.

Percorra a galeria e parta à descoberta de Florianópolis.

  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
  • Florianópolis, o Brasil do surf e das vilas pitorescas
< >

Partilhar Artigo

Top