A influência muçulmana, os bairros antigos e os edifícios históricos que fazem de Granada uma cidade imponente

A influência muçulmana, os bairros antigos e os edifícios históricos que fazem de Granada uma cidade imponente

A influência muçulmana, os bairros antigos e os edifícios históricos que fazem de Granada uma cidade imponente

Artigo de André Cruz Martins

Granada é uma das mais bonitas cidades da província espanhola da Andaluzia. Com grande importância histórica, foi capital dos reinos muçulmanos Zirida (século XI) e Nasrida (séculos XIII a XV). Após a conquista pelos Reis Católicos em 1492, manteve-se como capital do reino castelhano de Granada, mas essa era apenas uma jurisdição territorial que perdurou até 1833, quando Espanha foi dividida nas províncias que ainda hoje vigoram. Em Granada há muito para ver e explorar, ao mesmo tempo que nos sentimos impressionados com a grandiosidade dos seus edifícios.

A Alhambra e o bairro de Albaicín

A Alhambra, antiga residência dos emires de Granada e símbolo do domínio árabe, é uma das mais conhecidas atrações turísticas de Granada. Uma das suas construções emblemáticas é a Alcazaba, fortaleza militar do século XI. É a parte mais antiga da Alhambra e serviu como base para os edifícios posteriores.

É importante que compre o seu ingresso com antecedência, pois o número de visitantes é limitado por dia. E o acesso à área mais importante do complexo – os palácios Nazaríes – só é permitido com hora marcada. As vendas abrem com exatamente 90 dias de antecedência.

Leia ainda: Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve

Outro local incontornável de visita em Granada é o Albaicín, um bairro mouro medieval que foi fundado durante o domínio islâmico. Fica no topo de uma colina oposta à Alhambra. É impossível não ficar encantado com os passeios pelas ruas estreitas, enquanto vai observando as casas brancas e os pátios cheios de flores. Nesta área, visite a Casa de Castril, majestoso palácio renascentista onde se encontra o Museu Arqueológico. O bairro de Albaicín está classificado como Património da Humanidade pela UNESCO.

O bairro de Sacromonte

Outro bairro tradicional que importa visitar é Sacromonte, zona onde uma grande comunidade de ciganos se instalou depois da conquista cristã aos mouros. A grande imagem de marca de Sacromonte são as suas grutas, que na verdade são as chamadas casas trogloditas. O termo descreve os habitantes que viviam em cavernas. Algumas podem ser visitadas pelo público, depois de terem sido transformadas em casas-museus.

Não deixe de subir ao Mirador Mario Maya, de onde terá uma vista deslumbrante para a Alhambra. E tente assistir a um espetáculo de flamenco. Existem atuações todos os dias, nos bares e salas de espetáculos do bairro.

A fantástica catedral e um jardim para passear

Não é preciso que seja grande apreciador de igrejas para ter interesse em visitar a magnífica Catedral de Granada. Foi mandada construir pelos reis católicos no século XVI, em homenagem à Virgem da Encarnação. No entanto, só ficou pronta cerca de 200 anos depois. Vai ficar maravilhado com a sua opulência e pela mistura dos estilos renascentista, barroco e gótico. Para um passeio relaxante, o melhor local de Granada é o Jardim de Carmen de los Martires. Está dividido em quatro áreas, todas bastante interessantes: Jardim Francês, Jardim Inglês, Lago e Pátio Nasrid.

Percorra a galeria e veja mais fotos de Granada.

< >

Partilhar Artigo

Top