Haifa, a cidade israelita com história, cultura, praias e montanha

Haifa, a cidade israelita com história, cultura, praias e montanha

Haifa, a cidade israelita com história, cultura, praias e montanha

Artigo de André Cruz Martins

Haifa é uma cidade portuária no norte de Israel com muito para ver e descobrir. Este destino chama logo a atenção dos seus visitantes devido às paisagens deslumbrantes. E depois desse primeiro impacto, é impossível não ficarmos impressionados com a história que encontramos em cada recanto, com a cultura ímpar e com o seu povo hospitaleiro.

Haifa tem montanha e mar. E permite observar um curioso contraste entre bairros modernos com arranha-céus e outros antigos, cheios de igrejas e mesquitas. Esta cidade é também exemplo de tolerância, pois permite a convivência amigável entre muçulmanos, cristãos, gregos ortodoxos e os Bahá’í, que consideram Haifa o Centro Mundial da sua fé.

Jardins Bahá’í, a atração principal

Os Jardins Bahá’í são a mais conhecida atração turística de Haifa. São na verdade 19 jardins que descem pela parte norte do Monte Carmelo, com mais de 400 espécies diferentes de plantas, cultivadas numa área de 400 mil m². Pertencem à religião Bahá’í e como são um lugar sagrado é preciso seguir um conjunto de regras nas suas visitas.

Leia ainda: A capital Beirute e outros destinos imperdíveis no Líbano

Só é possível aceder ao local com guia, excetuando uma pequena área. E mesmo a visita guiada percorre apenas a parte superior do jardim, entre o topo do Monte Carmelo e o Santuário de Bab, que fica sensivelmente a meio no monte. No entanto, esta é sem dúvida a parte mais bonita do jardim.

As visitas guiadas duram 50 minutos, começam no topo do monte e vão descendo as escadas até chegarem ao Santuário de Bab. Durante o passeio, há paragens em locais emblemáticos, onde são contados factos relevantes da religião Bahá’í, do seu fundador, o persa Bahá’u’lláh e do jardim. As visitas guiadas são gratuitas e estão disponíveis todos os dias da semana, excetuando quarta-feira. Atenção que a maioria das visitas são em hebraico. Em Inglês, só acontecem ao meio-dia.

O centro da ação e um mosteiro histórico

Em Haifa é incontornável uma passagem pela rua Ben Gurion, que fica mesmo ao lado do Jardim de Bahá’í. Também chamada de Colónia Alemã, destaca-se pela grande quantidade de lojas, cafés e restaurantes. É sem dúvida o centro da ação em Haifa.

Veja também: Jerusalém, a cidade que une religiões

Outro ponto turístico ao qual não deve “escapar” é o Mosteiro Carmelita de Stella Maris, no topo do Monte Carmelo e que tem uma igreja imponente em estilo barroco. Segundo a tradição cristã, foi neste local que o profeta Elias lutou contra os profetas de Baal e se refugiou em cavernas na encosta. Hoje em dia, aqui funciona a sede mundial dos cristãos carmelitas.

Praias paradisíacas

Haifa destaca-se também pelas praias paradisíacas com água em redor dos 30 graus durante o verão. A mais conhecida é a Praia de Carmelo, com águas cristalinas e que atrai as os israelitas com muitas posses. A zona está servida por hotéis de luxo e por um calçadão com vistas fantásticas. Há também muitos jardins floridos com centenas de espécies de plantas. Um autêntico jardim botânico gigante ao ar livre, mesmo ao lado da praia.

Percorra a galeria e veja mais fotos de Haifa.

< >

Partilhar Artigo

Top