Helsínquia tem muita história e uma igreja que é a estrela da cidade

Helsínquia tem muita história e uma igreja que é a estrela da cidade

Helsínquia tem muita história e uma igreja que é a estrela da cidade

Artigo de André Cruz Martins

Helsínquia é um dos mais excitantes destinos para descobrir na Escandinávia. A capital da Finlândia tem um centro histórico muito bem preservado, com igrejas majestosas, uma das quais é muito original e certamente vai deixá-lo espantado. Esta cidade distingue-se ainda pela limpeza das ruas, nas quais é raro ver-se uma ponta de sujidade. Mesmo não tendo propriamente das gastronomias mais conhecidas do mundo, deixamos dicas sobre pratos que não o vão deixar desiludido. E conheça ainda uma ilha muito especial nos arredores da cidade.

Pelo centro histórico

Pode conhecer facilmente o centro de Helsínquia a pé, pois é relativamente pequeno e plano. Um bom lugar para começar é o Teatro Nacional Finlandês (Suomen Kansallisteatteri). A estrutura imponente do edifício impressiona, mas é quando entramos que nos apercebemos da sua beleza. Com rica ornamentação, tem janelas em arcos, colunas e torres. Em frente ao teatro encontramos a estátua de Aleksis Kivi, famoso escritor finlandês do século XIX.

Leia ainda: Bremen é uma cidade alemã que parece saída de um conto de fadas

Outro local imperdível é a Praça do Senado, onde se encontram alguns edifícios emblemáticos. Destaca-se o edifício central da Universidade de Helsínquia, o Palácio do Conselho de Estado e a Catedral de Helsínquia. Esta igreja majestosa em estilo neoclássico foi construída entre 1830 e 1852. Foi um tributo ao czar da Rússia, Nicolau I, quando a Finlândia estava sob o domínio russo. Na cripta da catedral são organizadas exposições e concertos e no verão, funciona um terraço, que proporciona uma vista fantástica da cidade.

No entanto, a igreja mais famosa de Helsínquia é a Temppeliaukio Kirkko. É certamente das igrejas mais originais em todo  mundo, tendo sido construída a partir de uma grande rocha de granito. Mais do que um local de culto, serve para acolher concertos de música clássica, dada a sua magnífica acústica.

A Praça do Mercado e a comida típica

Se for estreante em Helsínquia, não perca a oportunidade de conhecer a Praça do Mercado. Vende peixe e legumes como grande parque dos mercados, mas também produtos tradicionais noruegueses. No que toca à gastronomia, os habitantes de Helsínquia gostam muito de comer pulla, um pequeno pão ligeiramente que pode ter canela, geleia ou creme.

Veja também: Odense tem bons museus, locais históricos e um dos melhores zoos da Europa

Muito popular é a sopa de ervilha, acompanhada por pedaços de carne de porco. É vendida enlatada e muitas pessoas comem apenas isso ao almoço, para não perder tempo e sair mais cedo dos empregos. Sim, é verdade, em Helsínquia, a maior parte das pessoas não trabalha depois das 16h00. A carne de rena é muito comum, mas como é bastante cara não é refeição para todos os dias. Se estiver a pensar comer em restaurantes, prepare-se para gastar muito dinheiro, pois uma refeição num restaurante médio não sairá por menos de 40 euros por pessoa.

Uma fortaleza numa ilha “colada” a Helsínquia

A Fortaleza de Suomenlinna é um dos lugares de culto da cidade e fica na ilha com o mesmo nome, que fica a 15 minutos de ferry da zona da Praça do Mercado. Está classificada como Património da Humanidade pela UNESCO desde 1991 e foi construída em meados do século XVIII, durante a era de domínio sueco. Esta ilha atrai muitos visitantes na primavera e no verão. Para além da fortaleza, tem uma igreja do século XIX e museus que contam a história do local. A ilha proporciona ainda boas caminhadas.

Percorra a galeria e veja mais fotos de Helsínquia.

< >

Partilhar Artigo

Top