O melhor de Kiev, a capital da Ucrânia que é um poço de história e cultura

O melhor de Kiev, a capital da Ucrânia que é um poço de história e cultura

O melhor de Kiev, a capital da Ucrânia que é um poço de história e cultura

Artigo de André Cruz Martins

Kiev pode não ser um destino muito publicitado, mas é sem dúvida uma das mais belas capitais europeias. Destaca-se pelos seus edifícios históricos e religiosos e pela sua grande dimensão e antiguidade (foi fundada no século V). Depois de muitos anos debaixo de influência russa, Kiev registou uma impressionante modernização nos últimos anos. A isso não foi alheia a grande aproximação à União Europeia, com reflexos na relação com a Rússia, que já viu dias bem melhores. Há ainda uma vantagem para todos os que se deslocam à capital da Ucrânia: é uma das capitais europeias mais baratas.

A Praça da Independência é a porta de entrada

É pela Praça da Independência que a maior parte dos turistas começa por explorar Kiev. Esta é a praça mais importante da cidade e fica mesmo no centro, tendo recebido o nome devido aos protestos pela independência da União Soviética que ali ocorreram no início da década de 1990. Aliás, é a Praça da Independência que recebe quase todos os protestos e manifestações que ocorrem em Kiev.

Leia ainda: À descoberta de Turku, o paraíso escondido na Finlândia

A praça é muito larga e está cheia de fontes, que à noite proporcionam espectaculares jogos de luzes. Destaca-se ainda o Monumento aos Fundadores de Kiev e um chafariz. Mas os seus dois principais símbolos são o Monumento da Independência e o Relógio de Flores. Junto deste último estão muitas fotos e lembranças das vítimas do conflito com os russos.

Os majestosos edifícios religiosos

Kiev destaca-se pelo impressionante número de edifícios religiosos, principalmente igrejas e catedrais. Neste âmbito, o Mosteiro de São Miguel das Cúpulas Douradas é local de visita obrigatória. Situa-se na parte ocidental do rio Dniepre, na cidade alta. Foi construído na Idade Média e os seus principais elementos são a catedral, o refeitório de São João, o Divino, a Porta Económica e o campanário do mosteiro. Foi reconstruído no estilo barroco ucraniano no século XVIII mas o interior permaneceu no estilo bizantino original.

Outro bom exemplo de um majestoso edifício religioso é a Igreja de Santo André, situada no topo de uma colina e um dos grandes representantes da arte barroca na cidade. Foi construída entre 1747 e 1754 e hoje em dia tem vista para o histórico bairro de Podil, que foi o berço do comércio e da indústria na cidade.

Mais uma bela igreja e o célebre Portão Dourado

Outra bela igreja é a Catedral de Santa Sofia, Património Mundial da UNESCO. Para além da igreja principal, destaca-se um campanário e a torre sineira. É uma das igrejas mais antigas da Ucrânia, tendo a sua construção sido iniciada em 1011, no reinado de Vladmir, O Grande.

Veja também: São Petersburgo, a cidade das artes que fica ainda mais bela nas noites brancas de verão

O Portão Dourado, o antigo portão de entrada na cidade, é outro edifício histórico. É conhecido como “Zoloti Vorata“, que em ucraniano quer dizer “portão dourado”. Durante séculos foi a porta de entrada de Kiev e apesar de não ter a estrutura original, continua a ser monumental. No interior, existe um museu que conta a história da cidade ao longo dos tempos.

Kiev também tem museus interessantes em abundância

Kiev é um dos principais pólos artísticos do leste europeu, possuindo uma quantidade apreciável de bons museus. Um dos mais importantes é o Museu Nacional de História da Ucrânia, que tem objetos marcantes na história do país. Destacam-se os muitos artefatos arqueológicos, armas e livros antigos.

Para algo mais atual distingue-se o Pinchuk Art Centre, um centro de arte contemporânea. Apresenta uma coleção de obras de artistas ucranianos e internacionais e foi inaugurado em 2006 pelo bilionário siderúrgico Victor Pinchuk.
Um dos mais originais museus de Kiev é o Pyrohiv, que fica nos arredores da cidade. É ao ar livre e reproduz uma típica vila ucraniana da Idade Média. Aqui pode observar as casas pitorescas da época, chamadas de khatas.

Os pratos típicos

A gastronomia ucraniana não é propriamente das mais famosas do mundo, mas a verdade é que há pratos deliciosos que tem de experimentar. A começar pelo Borscht, uma sopa que muitas vezes funciona como prato principal. Normalmente leva cogumelos ou beterraba, legumes, carne, feijão e ervas frescas. Em alguns casos tem ainda pedaços de peixe.

Descubra ainda: Os segredos bem guardados da Gronelândia, a maior ilha do mundo

Em muitos cafés e quiosques peça para experimentar a Deruny, uma deliciosa panqueca de de batata. É feita com batatas raladas e servida quente com creme de leite ou iogurte natural. E não nos podemos esquecer dos Holubtsi, um género de crepes envolvidos em couve fresca e recheados com milho e batata crua ralada. Por cima, é servido molho de cogumelos.

< >

Partilhar Artigo

Top