Mykonos: Sempre em festa!

Mykonos: Sempre em festa!

Mykonos: Sempre em festa!

Artigo de Redação

Mykonos é, provavelmente, a ilha mais famosa da Grécia e também uma das mais visitadas do Mundo pelos turistas. A sua paisagem especial é dada pelas ilhas Cíclades, cercada de belas praias de areia branca. Deve a sua fama à beleza da capital, das suas casinhas brancas e sinuosas passagens estreitas, bem como das suas enormes e variadas praias.

A ilha foi descoberta em 1950, por um grupo de jovens, filhos de famílias ricas, que procuravam locais para se divertirem, mas deve a sua fama, glamour e charme, em grande parte, a Jackie Onassis, que inaugurou o turismo do jet-set internacional que por ali se instalou, incrementando também o número de joalharias. Porém, nos anos 80 chegou a vez dos homossexuais – homens e mulheres – encontrarem, no meio um tanto libertino e descontraído destas paragens, o destino ideal para umas férias sem constrangimentos. Quem não ouvia falar, na altura, de uma tal ilha grega, fabuloso paraíso gay, lugar de todos os excessos e possibilidades? Atualmente, os ânimos acalmaram e o ambiente é eclético e elegante.

Cosmopolita e pitoresca

Na mitologia grega, Mykonos é filho de Apolo, deus da Luz e do Sol, mas hoje a história mudou. É uma ilha especial! O seu aspecto pitoresco vai para além da arquitetura típica grega, das vielas cheias de buganvílias e dos moinhos de vento. Esta é a ilha mais cosmopolita e animada, uma boa opção para quem procura diversão e festa sem limites, mas não deixa de agradar também quem prefere o sossego.

A ilha já foi ocupada pelos jónicos, fenícios, macedónios, atenienses, romanos, vienenses, gregos e alemães. Hoje, é uma mistura de heranças destas civilizações, sobretudo, daquelas que a comandaram a partir do século XV. Chora, a capital, é a parte mais antiga da cidade. Ruas de pedra cheias de casinhas brancas, com varandas floridas e cercada de igrejas pequeninas, um labirinto com recantos por desvendar. A vida noturna é agitada, seja nas praias maiores – que mantêm bares abertos até altas horas, ao som de música eletrónica – ou na principal cidade da ilha, Chora, cujo bairro Little Venice possui algumas discotecas.

Igreja Panayia Paraportiani

Destaca-se das restantes igrejas da ilha. É uma mistura de várias delas, construída por volta do século XV, é toda branca e contrasta com o céu azul.

Museu Arqueológico

Aqui pode ver as descobertas de túmulos da ilha vizinha de Rhenia, vasos, esculturas e figuras de arte excecionais.

Little Venice

É um conjunto de casas construídas no século XVI, literalmente penduradas sobre o mar. Acredita-se que foram erguidas pelos piratas para facilitar quando descarregavam os barcos. É incrível como ainda permanecem de pé, após tantos anos sofrendo com o vento e a água salgada. Hoje, a “Pequena Veneza” é um dos lugares mais procurados de Mykonos, com uma paisagem fabulosa, sobretudo durante o pôr-do-sol, com o mar à frente e os moinhos ao lado.

Edifício Town Hall

É um edifício construído em 1785 pela delegação russa e merece ser visitado. Foram anos de construção, mantendo ainda o seu design original.

< >

Guia do viajante

Onde ir

Mykonos Grand Hotel & Resort
Chora
Ano Mera
Ilha de Delos

Onde comer

Avli Tou Thodori
M-eating
Gelarte Ice Cream

Onde ficar

Hotel Tagoo
Adonis Hotel
Hotel Tagoo
Adonis Hotel
Mykonos Grand Hotel & Resort
Avli Tou Thodori
M-eating
Gelarte Ice Cream
Chora

Chora é o centro de Mykonos. É nesta zona que podemos ver a “Little Venice” e também os famosos moinhos que são outro símbolo da ilha. Os primeiros foram construídos pelos venezianos e de onde estão podemos contemplar o pôr-do-sol junto a Little Venice.

Ano Mera

Um vilarejo localizado a oito quilómetros do centro de Mykonos. Depois da capital, é o povoado mais antigo e mais importante da ilha. Um lugar tranquilo, menos agitado do que Chora e onde poderá apreciar um bom jantar num dos restaurantes da praça central. Aqui encontrará alguns mosteiros e igrejas e poderá usufruir das melhores praias da ilha, como Paradise, Super Paradaise, Elia, Platys Giales e Paranga (ou Paraga). Poderá, também, encontrar outras praias na parte de cima da ilha, como Kalafati, Ftelias, Panormos e Faros Armenistis.

Ilha de Delos

Pode fazer um passeio de barco até a histórica ilha de Delos, o coração das ilhas Cíclades. Foi santuário dedicado aos deuses gémeos Apolo e Artemis, tendo sido um dos três mais importantes centros religiosos da Grécia. Guarda remanescentes do século VIII a. C., como o grande anfiteatro. Há, também, um museu no local, construído em 1904, com estátuas e relíquias de Delos.

Clima

Verões quentes e longos e invernos mornos, mas chuvosos.

Documentos

Cartão do cidadão/Bilhete de identidade

Outras Informações

Moeda: Euro Idioma: Grego Fuso horário: +2 horas Corrente eléctrica: A corrente é de 220-240 V Capital: Chora (ou Mykonos Town) Gastronomia: As especialidades gregas mais saborosas e conhecidas são a moussaka (beringelas acompanhadas de carne de cordeiro e condimentadas com canela e vinho tinto) e avgolemono (arroz com frango e ovos com sumo de limão). Destacam-se também as carnes assadas e os pratos feitos com peixe ou marisco. As refeições incluem, normalmente, entradas como keftedes (bolinhas de carne picante) ou tzatziki, um molho à base de iogurte, pepino e endro. Como sobremesa estão, entre outros, as baklavas, uma massa folhada com mel, baunilha e amêndoas. As saladas gregas – frescas e de fácil feitura – são famosas internacionalmente. Nelas não faltam o azeite, o tomate, o pepino e o queijo feta, que é, possivelmente, o produto mais conhecido do país. Também é muito comum adicionar a estas saladas as famosas azeitonas gregas. Dentro da tradição gastronómica grega encontramos também duas bebidas típicas do país: a retsina, elaborada com pinhões, e ouzo, de anis, que se torna escura ao adicionar água.

Partilhar Artigo

Top