O novo museu d’A Guerra dos Tronos é apenas mais um motivo para visitar Split

O novo museu d’A Guerra dos Tronos é apenas mais um motivo para visitar Split

O novo museu d’A Guerra dos Tronos é apenas mais um motivo para visitar Split

Artigo de André Cruz Martins

Se é fã da série “Game of Thrones”, é melhor começar a colocar Split no seu roteiro para uma próxima viagem. Foi nesta cidade na Croácia, situada numa pequena península na margem oriental do Mar Adriático, que em maio de 2019 foi inaugurado o novo museu da série mais popular do mundo. Isto porque Split recebem muitas gravações da série.

O museu encontra-se perto das adegas de Diocleciano, onde Daenerys acorrentou os dragões. Apresenta mais de 100 exposições num espaço com cerca de 300 metros quadrados. À entrada, os visitantes são recebidos por um Drogon e as salas temáticas transportam-nos para King’s Landing e Winterfell, dois destinos desta série. Enquanto caminhamos pelo museu, deparamo-nos com figuras populares de “Games of Thrones”, como Daenerys, Jon Snow, Tyrion e Hodor. Há ainda exposições de espadas, crânios, cenários da série e fotos tiradas durante as filmagens.

O magnífico Palácio de Diocleciano

Obviamente não tem de ser fã de “Games of Thrones” para começar a pensar em organizar uma viagem a Split. Isto porque esta adorável cidade, a maior no estado da Dalmácia (apesar de só ter 200 mil habitantes), tem muito mais para ver e descobrir.

Leia ainda: A Próxima Viagem está à procura de companhia para ir a Marrocos

Cercada por montanhas, tem um magnífico centro histórico onde estão concentradas as suas principais atrações. A zona do Palácio de Diocleciano – onde foram filmadas muitas cenas de “Game of Thrones” é a mais animada da cidade. O espaço dentro das suas muralhas é enorme e lá encontramos vielas para explorar a pé, com lojas, restaurantes, bares, hotéis e apartamentos.

O Palácio de Diocleciano foi construído por ordem do imperador romano Diocleciano, entre 293 e 305, sendo Património da Humanidade da UNESCO. No Século VII, quando os vizinhos de Salona abandonaram a colónia, construíram as suas casas dentro dos muros do palácio, que nessa altura já estava abandonado. E foi em volta do palácio que Split cresceu.

A Catedral de São Dômnio e o Museu da Cidade

É também dentro das muralhas do Palácio de Diocleciano que se encontra a Catedral de São Dômnio. Trata-se de uma igreja católica e Sé da Arquidiocese de Split-Makarska. Na estrutura do edifício atual encontramos um mausoléu romano, dedicado à Virgem Maria. E ainda uma torre sineira, em homenagem a São Dômnio.

Outro local a visitar no Palácio de Diocleniano é o Museu da Cidade, que conta a história de Split. Encontra-se no interior do Palácio Papalic, uma majestosa construção em estilo gótico. Nos três andares do edifício podemos encontrar móveis e documentos antigos, moedas, esculturas, mapas e muitos outros objetos.

O magnífico parque florestal Marjan

O parque florestal Marjan é o pulmão de Split e do alto do seu monte com 178 metros de altura tem-se a melhor vista da cidade. É no monte Marjan que se situa o Zoológico de Split. Aqui, não deixe de fazer uma paragem no Cafe-Bar Vidilica, conhecido por ter a melhor vista do pôr do sol da cidade. Se gosta de correr e andar de bicicleta, o parque florestal Marjan é o local indicado em Split.

A riva e as praias

Riva é como os croatas chamam aos calçadões à beira-mar. A riva de Split tomou a atual forma nos tempos da ocupação napoleónica. Bem perto do Palácio de Diocleciano, é uma das melhores zonas noturnas da cidade. Destaca-se pela grande quantidade de bares e restaurantes com esplanada sendo, sem dúvida, o melhor local para aproveitar Split no verão.

De referir que Split encontra-se muito perto de fantásticos destinos de praia, como as ilhas de Hvar e Brac. Nesta última fica a famosa praia Zlatni Rat. É de Split que partem os ferrys que nos levam a estes destinos paradisíacos. Existe uma praia urbana em Split, mas de pequena dimensão e sem grande interesse, pelo que aconselhamos que se dirija a Hvar ou a Brac.

A gastronomia

É nas konobas (tabernas, em português) que é possível deliciarmo-nos com os verdadeiros pratos da gastronomia da Dalmácia. Existe uma grande variedade de peixe e marisco, mas também muitos pratos de carne, especialmente à base de carneiro. A Patiscada é o prato mais típico de Split. Trata-se de carne de vaca desfiada servida com nhoque, queijo parmesão e um molho delicioso que leva vinho. Por falar em vinho, em ilhas próximas de Split, como Vis e Hvar, existem muitas quintas onde é possível fazer degustações.

Split é ainda conhecida pela boa qualidade de cervejas locais, como a Ozujsko e a Karlovacko. Por outro lado, a influência italiana é óbvia na gastronomia croata, tanto na importância dada à qualidade do presunto como na paixão por massas. E tal como acontece em quase todas as cidades da Croácia, existem muitas lojas de doces. Os produtos com mais saída são gomas, vendidas ao peso.

Percorra a galeria e veja mais fotos de Split.

< >

Partilhar Artigo

Top