Peru, o país dos vulcões, dos grandes parques e da incrível capital Lima

Peru, o país dos vulcões, dos grandes parques e da incrível capital Lima

Peru, o país dos vulcões, dos grandes parques e da incrível capital Lima

Artigo de André Cruz Martins

O Peru não é um país de grande dimensão, mas ainda assim alberga cerca de 31 milhões de pessoas. A palavra que melhor o define é diversidade, devido à riqueza do seu ecossistema. Lima, a capital, é um destino encantador. As suas montanhas permitem expedições incríveis e avistar vulcões de sonho. E nos seus parques nacionais podemos tomar contacto com inúmeras espécies vegetais e animais. Por outro lado, tem uma das gastronomias mais admiradas do mundo. Siga-nos nesta viagem de sonho, em descoberta de um dos países mais interessantes do mundo.

A magnífica capital Lima

Lima é a bela capital do Peru, com muito para ver e fazer. Um dos melhores programas é caminhar pelos vários “malecóns”, avenidas que nas outras cidades são à beira-mar. No entanto, como alguns bairros de Lima encontram-se sobre falésias, essas avenidas encontram-se acima do nível do mar, proporcionando vistas magníficas sobre a costa do Pacífico.

Leia ainda: O “segredo” europeu onde pode nadar em dois continentes ao mesmo tempo

Percorra o bonito centro histórico de Lima, onde se destacam, entre outras construções, o Palácio do Governo e o Palácio Arcebispal, respetivamente as residências do Presidente da República e do Arcebispo. Lima também está bem servida de museus. Um dos mais interessantes é o MATE, que foi fundado pelo famoso fotógrafo peruano Mario Testino. Encontra-se numa mansão restaurada do século XIX e em exposição tem fotografias e arte contemporânea nacional e internacional. Não deixe ainda de visitar o Parque de la Reserva, que tem 8 hectares e foi reconhecido pelo Livro de Recordes do Guiness por conter o maior complexo de fontes num parque público do mundo. À noite, o seu efeito de luzes produz um efeito magnífico.

Machu Picchu, a atração número 1

Machu Picchu é a atração mais conhecida no Peru. É uma cidade pré-colombiana bem conservada, localizada no topo de uma montanha, a 2400 metros de altitude, no vale do rio Urubamba. Foi construída no século XV, sendo muito possivelmente o símbolo mais típico do Império Inca, quer devido à sua original localização e características geológicas, quer devido à sua descoberta tardia em 1911.

Declarado pela UNESCO Património Mundial da Humanidade em 1983, o sítio arqueológico de Machu Picchu recebe cerca de 2500 visitantes por dia. Os visitantes podem vistar apenas o sítio arqueológico de Machu Picchu ou então adicionar a escalada da montanha de Wayna Picchu.

Ideal para pessoas aventureiras

O Peru é conhecido por ser um paraíso para os que gostam de desportos radicais. Em várias zonas de Lima é possível voar de parapente e a região de Ica, ao sul da capital, é conhecida pelas atividades de sandboard nas dunas do deserto.

Há ainda muitos rios propícios para o rafting e praias com ondas fantásticas para surfar. E não nos podemos esquecer que grande parte do país se encontra na Cordilheira dos Andes, existindo cenários de sonho para a prática do montanhismo.

O incrível vulcão Misti

O Peru está localizado numa zona de encontro dentre duas placas tectónicas, conhecida como Anel de Fogo do Pacifico. Isso significa que há no país uma intensa atividade sísmica, ocorrendo muito tremores de terra e terremotos. É de resto uma das nações com mais vulcões ativos, sendo possível chegar bem perto de muitos deles.

Veja ainda: A capital Beirute e outros destinos imperdíveis no Líbano

O Misti é o vulcão mais famoso e fica nos arredores da cidade de Arequipa, a segundo maior do Peru. Tem quase 6 mil metros de altura e está classificado como estratovulcão, querendo isso dizer que adquiriu um formato de cone com o passar do tempo, devido às erupções. Antigamente, o vulcão estava coberto por uma grande camada de neve, mas hoje em dia a camada é bastante mais pequena, devido ao aquecimento global.

Escalar o vulcão Misti exige alguma resistência física e pode contratar uma agência de viagens, com guias que vão indicando o caminho e até cozinhando. A caminhada dura dois dias e fica-se a dormir mais ou menos a 4 mil metros de altitude. Quando se chega ao topo, observa-se a grande cratera, cheia de cores e da qual sai muito fumo e enxofre. A vista é impressionante.

Gastronomia do Peru é reconhecida mundialmente

O Peru é conhecido pela boa gastronomia. O ceviche é o seu prato mais conhecido internacionalmente. Trata-se de peixe cru, cebolas, pimenta, milho roxo e outros ingredientes que podem variar, tudo cozido em caldo de limão. Outro prato que tem de provar é o olluquito con charqui, que leva carne seca de lhama ou alpaca e olluco, uma variedade de batata cultivada nos Andes.

O frango na brasa é marinado com temperos locais, o que lhe dá um sabor muito característico. Ají é um molho picante feito com ingredientes andinos e o ají de galinha é um prato a base desse molho e com galinha desfiada. O arroz de marisco é também muito habitual na gastronomia peruana.

Fantásticos parques nacionais para explorar

O Peru é um dos 10 países com maior biodersidade do mundo. E ocupa o primeiro lugar em número de espécies de plantas de propriedades conhecidas e utilizadas pela população (4.400 espécies). Existem fantásticos parques nacionais para explorar, onde podemos observar a sua fauna e flora. Um dos mais famosos é o Parque Nacional de Huascarán, que fica na Cordillera Blanca, localizado nos Andes. Tem uma área de 3400 km² e lá podemos fazer excursões e chegar perto de pumas, jaguares, lamas, guanacos e muitas outras espécies. Foi declarado Património Mundial da Unesco em 1985.

É ainda possível fazer excursões pelas suas altas montanhas, que ficam entre 2 mil e quase 7 mil metros de altura. Huascarán, a montanha que dá nome ao parque, é o pico mais alto do Peru, com 6768 metros. Outro parque nacional magnífico é o Manú, localizado nas selvas dos departamentos de Cusco e Madre de Dios. Foi declarado Património Natural da Humanidade pela UNESCO em 1987. Também é possível visitá-lo e tomar contacto com a sua dimensão: tem mais de 20 mil plantas, cerca de 1200 espécies de borboletas, mais de 1000 espécies de aves, quase 200 espécies de mamíferos e grandes quantidades de répteis, anfíbios e insetos.

Percorra a galeria e veja mais fotos deste destino incrível.

< >

Partilhar Artigo

Top