Punta Cana, a joia tropical

Punta Cana, a joia tropical

Artigo de Redação

O nome Punta Cana deve-se à cana de açúcar e por ficar localizada numa “ponta” da ilha. Na costa norte o país é banhado pelo Oceano Atlântico e na costa sul é banhado pelo Mar do Caribe.

É um dos maiores destinos turísticos da República Dominicana, com mais de 50 quilómetros de praias de areias brancas, águas quentes e cristalinas, exuberantes coqueiros e alguns dos melhores campos de golfe a nível internacional. As praias foram classificadas por muitos dos seus visitantes como das melhores do Mundo. Em Punta Cana encontrará, decerto, o resort ou hotel perfeitos para as suas férias, sejam em família, com amigos, para passar uma lua-de-mel inesquecível, praticar golfe, descansar ou, simplesmente, em viagens corporativas ou de trabalho… Aqui encontrará de tudo um pouco.

Em Punta Cana encontram-se alguns dos resorts mais luxuosos do mundo, como Cap Cana. Todas as infra-estruturas hoteleiras, assim como o aeroporto internacional de Punta Cana, estrategicamente edificado, as imensas opções de excursões e actividades estão unidas, de forma a tornar Punta Cana no destino ideal para descansar, apanhar sol, banhar-se nas águas mornas das Caraíbas e divertir-se ao ritmo do merengue.

Nesta zona também se desenvolveu vertiginosamente o turismo imobiliário, com grandes projectos residenciais e de luxo, muitos deles com campos de golfe muito perto. Porém, quem marca férias para Punta Cana ou para Playa Bávaro deve saber que são destinos perfeitos para descansar e desfrutar das praias paradisíacas, pois, nas regiões mais próximas, vive apenas gente muito humilde e não existe nenhuma atracção cultural relevante. Contudo, na cidade de Higuey, situada a cerca de 50 quilómetros da Costa do Coco, está situada a Igreja de Nossa Senhora de Altagracia, santa padroeira do povo dominicano e um grande centro de peregrinação para a população, que, geralmente, é alvo de curiosidade por parte dos turistas.

Playa Bávaro

Uma das praias mais conhecidas de Punta Cana, está localizada no extremo oriental do país, a 215 quilómetros de Santo Domingo. É considerada uma das mais belas zonas da República Dominicana, pelas suas praias de areia branca e fina com águas cristalinas, protegidas por um recife de coral.

 

Por curiosidade, fique a saber que a história de Punta Cana começou em 1969 quando Frank Rainieri, fascinado com a beleza da ilha, convidou Theodore Kheel a conhecer o local e a investir ali, e ambos compraram terras e fundaram o Grupo Punta Cana. O local é famoso pelos belíssimos resorts, o lugar perfeito para disfrutar das suas praias que são muito tranquilas, ideais para quem procura descansar num verdadeiro paraíso.

Escapadelas: Conheça os tesouros naturais do Caribe

Ilha Saona

É um dos passeios obrigatórios, porque é um local paradisíaco e quase idílico pelas suas paisagens e transparência das suas águas.

 

Vai até Baiahybe de autocarro, que fica a a 1h 30m de Punta Cana, onde embarca num catamarã para uma ilha com um mar ainda mais bonito do que o de Punta Cana, onde pode fazer snorkel num aquário natural e ver de perto inúmeras estrelas do mar. Mas cuidado ao querer registar o momento a segurar numa estrela do mar pois devido ao encanto inconsciente dos turistas por estes belos seres elas têm vindo a desaparecer e até mesmo a morrer em grandes quantidade, por isso opte por não lhes tocar.

Isla Catalina

Catalogada como Monumento Natural da província de La Romana, a Isla Catalina é famosa pela vasta diversidade de espécies de aves e peixes.

Samaná

Samaná é a parte mais autêntica e selvagem da República Dominicana. O acesso rápido de barco a Samaná já é possivel desde 2017.

 

Neste pedaço natural de paraíso conheça o que foi durante séculos a realidade económica dominicana num passeio a cavalo e mergulhe nas águas cristalinas da cascata El Salto del Limon.

 

Veja ainda ao vivo o fabrico do charuto dominicano e deguste as bebidas tradicionais: Mamajuana, Rum e Cacau.

Onde ir:

Casa-Museu de Ponce de León: De arquitectura medieval, é um pequeno palacete, construído por Juan Ponce de León, na região de San Rafael de Yuma, há cerca de 500 anos. Viveu aqui com a mulher, Leonor, e os quatro filhos, tendo desenvolvido um negócio próspero de exportação de madeiras. Mais tarde, foi para Porto Rico, onde chegou a ser governador.

Higuey: É a capital da província e onde se encontra a basílica em honra de Nossa Senhora de Altagracia, protectora do povo dominicano.

Manatí Park: Parque recreativo onde são realizados espectáculos de exibição de aves, reptéis tropicais, papagaios e cavalos.

Parque Ecológico Ojos Indígenas: Conta com mais de 500 espécies de plantas exóticas.

Dolphin Island é uma plataforma flutuante em alto mar, que permite nadar e interagir com os golfinhos.

O Marinarium permite descobrir as maravilhas dos corais e a vida marinha, mergulhando nas proximidades da praia Cabeza de Toro.

O Manatí Park, um zoológico que oferece shows com leões marinhos e golfinhos, pássaros, papagaios, cobras e muitos outros animais.

A Reserva Ecológica de Punta Cana é ideal para quem gosta de Ecoturismo. Pode fazer uma vista guiada por uma verdadeira selva, com a possibilidade de se refrescar numa nascente de águas frescas.

Para os mais aventureiros conheça a ilha ao volante de um buggy, veja as plantações de cacau e de café e mergulhe na água quente das cavernas como a famosa Hoyo Azul.

 

Parasailing: a escolha ideal para os mais aventureiros se deliciarem com uma vista única

Para os amantes da vida noturna e diversão o Coco Bongo Show & Disco com um autêntico espetáculo circense durante toda a noite e a Imagine Disco ou La Cueva, a discoteca dentro de uma gruta são as duas paragens obrigatórias. O bilhete de acesso ronda os 65 e os 80 euros mas terá tudo incluído: entrada, espetáculos, bebidas e transferes.

Os valores de todas as atividades são negociáveis fora dos resorts mas cuidado com os “piratas”.
Para andar pelas cidades, é recomendável levar uma fotocópia do passaporte.
Ande sempre só com o estritamente necessário e, em relação ao dinheiro, utilize o cartão em locais seguros pois acontece com alguma frequência a clonagem de cartões. Caso opte por usar notas tenha atenção às que vai usar pois para os dominicanos o dólar ou o euro têm o mesmo valor e não darão troco.
No aeroporto de Punta Cana tem de pagar as respetivas taxas: 10€ para entrar e 20€ para sair
O voo a partir de Lisboa tem uma duração aproximada de 8h.
Não se esqueça do passaporte (com validade mínima de seis meses), protetor solar e repelente!

Guia do viajante

Onde ir

Higuey
Manatí Park
Ojos Indígenas
Playa Blanca, Punta Cana Resort & Club

Onde comer

Soles Beach Bar, Los Corales
Captain Cook, El Cortecito
Capuccino Mare, Carretera Friusa
Galicia, Cruce Riu-Macao

Onde ficar

Grand Bahia Príncipe Ambar
Hotel Dreams Punta Cana
MeliãCaribe Tropical
Paradisus Punta Cana Resort
Higuey
Manatí Park
Ojos Indígenas
Grand Bahia Príncipe Ambar
Hotel Dreams Punta Cana
MeliãCaribe Tropical
Paradisus Punta Cana Resort
Soles Beach Bar, Los Corales
Captain Cook, El Cortecito
Playa Blanca, Punta Cana Resort & Club
Capuccino Mare, Carretera Friusa
Galicia, Cruce Riu-Macao

Clima

O clima de Punta Cana é tropical, com clima quente e húmido durante todo o ano. As temperaturas variam muito pouco ao longo do ano, com a temperatura média mensal a variar entre 25 ° C e 28 ° C.

Documentos

Passaporte (validade mínima de seis meses).

Outras Informações

Moeda: Peso dominicano. Idioma: Espanhol. Taxas de aeroporto: Ao efectuar a reserva, deverá pagar as taxas de aeroporto. Taxas locais: À entrada deverá pagar uma taxa de dez dólares e à saída do país, 20 dólares (sujeito a possíveis alterações). Voltagem eléctrica: A corrente é de 110-115 volts, sendo por isso necessário um transformador. Diferença horária: - 5 horas.

Partilhar Artigo

Top