Salvador da Bahia: as inúmeras igrejas, a magia do Natal e o paradisíaco Morro de São Paulo ali tão perto

Salvador da Bahia: as inúmeras igrejas, a magia do Natal e o paradisíaco Morro de São Paulo ali tão perto

Salvador da Bahia: as inúmeras igrejas, a magia do Natal e o paradisíaco Morro de São Paulo ali tão perto

Artigo de André Cruz Martins

Salvador da Bahia, no nordeste do Brasil, é um dos destinos mais incríveis deste enorme país. Com um grande património histórico e cultural, destaca-se pelo centro histórico dos tempos coloniais. E por ser uma cidade com inúmeras e belas igrejas. E quem nunca ouviu falar do Carnaval de Salvador? São duas semanas de folia praticamente 24 horas por dia, todos os dias. O Natal também é uma época muito celebrada e as ruas da cidade.
Para descansar depois de tanta folia, nada melhor do que passar uns dias no Morro de São Paulo, uma ilha a apenas 64 quilómetros de Salvador.

Há 372 igrejas católicas na Bahia

Bahia tem qualquer coisa como 372 igrejas católicas, sendo que mais de 50 são em Salvador. A mais conhecida é a Igreja do Nosso Senhor do Bonfim. Fica na Sagrada Colina, na península de Itapagipe e lá são distribuídas as famosas fitinhas do Bonfim. Prepare-se para as dezenas de vendedores que de forma insistente tentam que os turistas as comprem. Construída em estilo neoclássico com fachada em rococó, esta típica igreja colonial possui duas torres sineiras laterais.

Leia ainda: Sarajevo, a vibrante capital da Bósnia fica num cenário natural deslumbrante

A Igreja de São Francisco, cujo interior está repleto de ouro, é outra bela igreja a explorar. É um exemplo magnífico do estilo Barroco e fica na zona do Pelourinho. Visite ainda a Igreja Basílica de Nossa Conceição da Praia, em estilo barroco e que fica no Bairro do Comércio. Este local guarda as ruínas da primeira casa de oração de Salvador e foi fundada pelo primeiro governador-geral do Brasil, Thomé de Souza.

O incontornável Pelourinho

Salvador da Bahia é uma grande cidade mas quase todas as melhores atrações turísticas ficam no centro histórico. É incontornável uma ida ao bairro do Pelourinho, que no passado não teve um significado nada simpático. Isto porque designava uma coluna de pedra usada para expor e castigar escravos durante os tempos coloniais.

Aliás, foi no centro histórico de Salvador que surgiu o primeiro mercado de escravos da América. Hoje em dia, o Pelourinho é considerado Património Mundial Cultural pela UNESCO, devido à fantástica conservação dos edifícios renascentistas e das suas casas com cores muito vivasvibrantes.

Duas atrações a não perder

No Pelourinho, não pode deixar de visitar o Elevador Lacerda, que oferece uma das melhores vistas da cidade. Inaugurado em 1873 para ligar a cidade alta à cidade baixa, foi o primeiro elevador público do mundo. Ali perto fica o Mercado Modelo, que se auto-define como o “maior shopping de artesanato do Brasil”. Aqui vai encontrar cerca de 250 pequenas lojas que vendem não só artesanato local, como também pratos típicos da comida baiana. A moqueca baiana e o bobó de camarão são sempre os mais requisitados.

O melhor Carnaval do mundo?

Os habitantes de Salvador da Bahia pensam no Carnaval os 365 dias do ano. Vá lá, 364. Isto porque depois de descansarem um dia do ritmo de folia desta enorme festa, já estão a pensar no Carnaval seguinte, começando a prepará-lo.

Ponto prévio: a esmagadora maioria dos estrangeiros não tem andamento para este Carnaval, que os locais descrevem como o melhor do mundo. A explicação é pelo facto de ser um Carnaval de rua, popular, ao contrário do que acontece no Rio de Janeiro. Neste caso, os eventos concentram-se no Sambódromo e muitas das pessoas limitam-se a assistir, em vez de participar.

Veja também: Atacama, o deserto chileno com lagoas, géiseres e paisagens únicas

O Carnaval em Salvador dura cerca de duas semanas. Na primeira semana, há inúmeras festas em discotecas e bares, as chamadas “festas pré-carnaval” e na segunda semana, acontece o verdadeiro Carnaval. A diversão começa manhã bem cedo e termina madrugada alta e durante essas noites quase nem há tempo para dormir. Os foliões festejam em três principais circuitos: Dodô (Barra–Ondina), Osmar (Campo Grande–Avenida Sete) e Batatinha (Centro Histórico). De referir que nos dias do Carnaval as autoridades locais distribuem milhares de preservativos pelas ruas, de forma gratuita.

Natal, outra época muito celebrada

O Natal é outra época muito especial e celebrada em Salvador da Bahia. A magia toma conta das ruas, que são decoradas de forma encantadora, com muitas luzes que a tornam visualmente muito atrativa durante a noite. Durante o Natal, as autoridades e os hotéis promovem eventos especiais. Mas a forma mais genuína de celebrar é mesmo no centro histórico, com diversão para toda a família.

Na Praça Municipal é montada a Vila do Noel, onde fica a Casa do Pai Natal e uma árvore de Natal com 15 metros de altura. E não falta o trenó com as renas. E na Praça da Sé é montado um enorme presépio, que fica aberto a visitas. A Praça do Campo Grande e a Praça da Piedade são outras zonas em que esta época festiva é celebrada com grande fervor.

Morro de São Paulo

Se estiver por Salvador da Bahia, tente reservar alguns dias para visitar o Morro de São Paulo, uma ilha que fica a apenas 64 quilómetros. Pode fazer a viagem de avião, lancha ou catamarã. Aqui vai encontrar algumas das praias mais paradisíacas do Brasil. Se for fã de mergulho, a Quarta Praia é a melhor opção.

Mas a Praia do Forte é a mais conhecida, tendo sido a partir do forte lá localizado que a cidade teve início. Caso deseje ver um romântico pôr-do-sol. o Forte do Morro e a Toca do Morcego são duas excelentes opções. Pode ainda visitar o centro histórico da ilha, onde irá observar muitas ruínas históricas. Outro local a não perder é a Igreja de Nossa Senhora da Luz, construída em 1628.

Percorra a galeria e veja mais fotos de Salvador da Bahia.

< >

Partilhar Artigo

Top