Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve

Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve

Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve

Artigo de André Cruz Martins

A apenas uma hora e meia de carro de Vila Real de Santo António, a cidade portuguesa mais próxima, as principais atrações da bela cidade de Sevilha podem ser facilmente exploradas apenas durante um dia.

  • Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve
  • Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve
  • Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve
  • Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve
  • Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve
  • Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve
  • Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve
  • Metropol Parasol
< >

Capital da Andaluzia, nela vivem cerca de 700 mil habitantes, sendo a quarta maior cidade espanhola. Está situada nas margens do Rio Guadalquivir e tem um verão extremamente quente, com as temperaturas máximas normalmente acima dos 40 graus.

Destaca-se pelos muitos monumentos e igrejas do centro histórico, pela Isla Mágica, um gigantesco parque de diversões que faz a delícia das crianças e adolescentes (e de muitos graúdos) e pela gastronomia deliciosa.

O centro histórico

Sevilha conta com um centro histórico de dimensão apreciável, no qual se destaca La Giralda, um antigo minarete que foi convertido em torre sineira para a Catedral de Sevilha, considerada desde 1987 Património Mundial da UNESCO. A torre tem 104 metros de altura.

Leia ainda: 8 destinos para conhecer em Espanha

A Catedral, também conhecida como Catedral de Santa Maria da Sede, é a maior de Espanha e a terceira maior do mundo, atrás da Basílica de São Pedro, no Vaticano e da Basílica da Nossa Senhora da Aparecida, no munícipio da Aparecida, em São Paulo. É ainda a maior catedral gótica do mundo, com 126 metros de comprimento, 76 metros de largura, 42 metros de altura e 11520 metros quadrados de área total.

Mas a obra mais monumental na cidade é o Real Alcázar, que desde 1984 ostenta o título de Património da Humanidade. Trata-se de um conjunto de palácios de diferentes estilos arquitetónicos. Iniciou-se com o estilo islâmico dos seus primeiros moradores e passou pelo gótico do período posterior à reconquista da cidade pelas tropas castelhanas. Isto sem esquecer os elementos renascentistas e barrocos incorporados em sucessivas reformas.
O Real Alcázar ainda hoje é usado como local de residência da Casa Real Espanhola e dos chefes de estado que visitam a cidade. Foi considerado pela UNESCO o Palácio Real mais antigo da Europa em atividade.

A Plaza de Espanã e a Torre del Oro

No centro histórico, é ainda indispensável uma visita à Plaza de España, que foi utilizada como cenário do segundo episódio do filme “Guerra das Estrelas”. Esta emblemática praça encontra-se integrada no Parque Maria Luísa, o pulmão da cidade, com muitos jardins, fontes e estátuas. Quando está muito calor em Sevilha este é um dos poucos locais em que se conseguirá refrescar.

Nas extremidades da Plaza de España existem duas torres, cada uma com 80 metros de altura. No centro, encontra-se o edifício principal, com uma magnífica varanda. Destaca-se ainda um canal com 550 metros de comprimento, atravessado por quatro pontes, que simbolizam o número de reinos que se juntaram para formar o país: Castela, Aragão, Navarra e Leão. É possível alugar um pequeno barco e passear por lá. Ao longo de toda a praça, é ainda possível encontrar 48 bancos que correspondem às 48 províncias espanholas.

Veja também: País Basco: alta gastronomia, praias e uma cultura muito própria

Ainda no centro, é impossível ignorar a Torre del Oro, torre mourisca situada nas margens do Rio Guadalquivir que data do século XII. Já fez parte das muralhas que protegiam a cidade e tem uma edificação igualzinha na outra margem.

Com a conquista de Sevilha por parte dos católicos, a torre passou a ter uma as funções de capela e de depósito, mas hoje abriga o Museu Marítimo. Visite ainda o Arquivo Geral das Índias, edifício renascentista listado como Património Mundial, que exibe documentos do Império Espanhol.

Terra de touradas

Sevilha é uma das cidades espanholas que dedica maior atenção às touradas, tendo sido um destino-chave no desenvolvimento de uma tradição a que algumas chamam arte e outros tortura de animais. Juntamente com as praças de Bilbau, Córdoba, Madrid, San Sebastian, Saragoça e Valência, Sevilha goza do estatuto de primeira categoria.

A sua praça chama-se Real Maestranza de Sevilha e tem capacidade para 14 mil pessoas, bem acima da média de 5 mil assentos das praças espanholas. Existem mais de 15 eventos anuais relacionados com touros em Sevilha, sendo que pelo menos dez são touradas. E mesmo se não houver qualquer evento a decorrer, os visitantes podem aceder à arena e visitar o museu.

A divertida Isla Mágica

Em Sevilha pode também tirar o dia para visitar a Isla Mágica, principalmente se estiver na companhia de crianças ou adolescentes. Trata-se de um dos maiores parques temáticos da Europa e encontra-se na ilha da Cartuja, a apenas 5 quilómetros do centro de Sevilha. Esta zona foi construída de raiz para a Expo 92 e depois foi aproveitada como parque temático, inaugurado em 1997.

Não perca: Ilhas Cíes, o destino em Espanha que o fará sentir-se nas Caraíbas

A Isla Mágica conta com seis zonas temáticas que o farão viajar no tempo para conhecer os costumes e os lugares mais representativos da época dos Descobrimentos. Existe ainda uma área chamada de Agua Mágica, com uma grande praia, cascatas, piscinas e zonas de descanso com espreguiçadeiras.

À entrada do recinto será conveniente pedir o mapa do parque, onde consta informação sobre o programa de espectáculos e todas as atrações. Não faltam carrosséis, rodas gigantes, montanhas russas e espetáculos em 4D. A atração mais famosa é a Torre El Desafio. Atinge uma altura incrível e depois cai-se totalmente em queda livre. Como já percebeu, não é indicado para quem tem vertigens e não gosta de emoções (muito) fortes.

A boa gastronomia

Sevilha é terra de excelente gastronomia, destacando-se as paellas e as tapas de produtos do mar, mas também de carne. Na maioria dos restaurantes, o ideal será pedir um conjunto de tapas para partilhar. Para beber, nada melhor do que uma caña (cerveja, em Português) ou um Tinto de Verano, um género de sangria, mas com melhor sabor. É feito com vinho tinto, Casera Limon (uma marca de sumo de limão), frutas e gelo. Um dos melhores restaurantes para saborear uma paella é o Gusto, na Calle Alemanes, 23, com vista para a Catedral de Sevilha. Outra boa opção é o Bodegón Alfonso XII, na Calle Alfonso XII. Para tapas, sugerimos o Espacio Eslava, na Calle Eslava, 3. Também poderá optar pela Cerveceria Giralda, ao lado da Torre Giralda.

Percorra a galeria e veja as fotos da magnífica cidade de Sevilha.

  • Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve
  • Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve
  • Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve
  • Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve
  • Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve
  • Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve
  • Sevilha, uma cidade com muita história e diversão às portas do Algarve
  • Metropol Parasol
< >

Partilhar Artigo

Top