Zanzibar: o guia perfeito para passar umas férias de sonho

Zanzibar: o guia perfeito para passar umas férias de sonho

Zanzibar: o guia perfeito para passar umas férias de sonho

Artigo de André Cruz Martins

Zanzibar é o nome dado ao conjunto de duas deslumbrantes ilhas do arquipélago de Zanzibar, ao largo da costa da Tanzânia. Estão situadas na margem leste-africana e formam um estado semi-autónomo daquele país. As duas ilhas chamam-se Zanzibar e Pemba, estando separadas do continente pelo Canal de Zanzibar.

É em Zanzibar que se encontra toda a oferta hoteleira e as principais atrações turísticas. As praias são as grandes atrações do arquipélago, mas há muito mais a explorar neste destino de sonho. Parta connosco à descoberta deste paraíso.

As melhores praias

Comecemos pelo mais óbvio, as magníficas praias com mar azul turquesa. A praia de Nungwi, no norte da ilha de Zanzibar, é uma das melhores e excelente opção para ficar hospedado. Para além do extenso areal, destaca-se pelas rochas que vão permitindo a formação de passagens estreitas para o mar.

A praia de Mnemba Island, no leste de Zanzibar, é outra excelente opção. É possível chegar lá de barco e é considerado o melhor destino na ilha para fazer snorkel. Esta ilha é propriedade do luxuoso resort & Beyond Memba e por isso o acesso à praia é limitado.

Leia também: Syros, a ilha grega que tem mais do que sol e mar

Outra bela praia na costa leste é Matmwe, possuindo excelente oferta hoteleira. Tenha atenção que aqui a maré enche e sobre a grande velocidade, por isso não é aconselhável deixar os seus pertences no areal e ausentar-se por algumas horas. No sudeste da ilha, há uma península com várias praias maravilhosas a norte da cidade de Pajé. São as praias de Bwejuu, Dongwe e Pingwe. Esta última tem um excelente restaurante, com vista deslumbrante, chamado The Rock.

A Kwale Lagoon e o snorkel

Uma das atividades que sugerimos em Zanzibar é um passeio de barco até à Kwale Lagoon, que fica na região de Menai Bay. As rochas que existem no meio do oceano provocam a formação de uma autêntica piscina natural, com a água em tonalidades de verde. Nesta zona, a temperatura da água fica quente e as rochas que sobem da água, formam pequenas “ilhas”, tornando a paisagem muito bonita. Normalmente, esta tour prossegue com duas paragens para fazer snorkel no meio do oceano. A água tem excelente visibilidade, sendo possível observar corais, peixes e ouriços do mar.

Influência portuguesa na capital Stone Town

Como já dissemos, Zanzibar não é só praia. O melhor destino cultural é Stone Town (Cidade da Pedra, numa tradução para Português). É a capital e a parte mais antiga do arquipélago. Portugal dominou a cidade durante 200 anos, depois de Vasco da Gama ter desembarcado lá e nesses tempos a cidade era passagem importante nas rotas comerciais, devido às suas especiarias, particularmente o cravo, que ainda hoje se cultiva em grande escala. Depois de Portugal, o domínio foi de Omã e mais tarde da Alemanha e de Inglaterra. Este passado diversificado, com tantas influências, é em grande parte responsável pela beleza de Stone Town, com mistura das culturas africana, europeia e árabe.

Atrações de Stone Town

Stone Town pode facilmente ser percorrida a pé pelas suas ruelas, que mantiveram as características do tempo da colonização. Pelo centro, não pode deixar de visitar o Antigo Forte e o Beit el-Ajaib, um antigo palácio do Sultão de Omã que hoje em dia é um museu.

Visite também o St. Monica Hostel, que para além de ser um albergue, está aberto a visitas, para que se possa observar as celas onde os escravos eram trancafiados antes de serem comercializados. Outra das atrações de Stone Town é o mercado de Dajarani, onde são vendidos produtos como carne, peixe, especiarias e souvenirs. Aqui vai experienciar a cidade como os locais, até porque não há muitos turistas.

A Prison Island

Uma atividade bastante interessante é realizar um passeio de barco até Changuu Island, conhecida como Prison Island e que fica a meia-hora de barco de Stone Town. Em meados do século XIX, esta ilha foi usada por um comerciante árabe para aprisionar escravos que considerava rebeldes. Depois disso, a ilha foi comprada por um ministro inglês que construiu uma prisão. Ainda assim, nunca foi usada para o fim a que se destinava, mas como estação de quarentena durante uma epidemia de febre amarela. Para além de visitar a prisão, é possível avistar e alimentar tartarugas gigantes e fazer snorkel.

Veja ainda: Belize, o país das lindas ilhas, da vida selvagem e do enorme buraco azul no mar 

Gastronomia bem condimentada Como já referimos, Zanzibar é um grande produtor de especiarias, nomeadamente cravinho, açafrão, gengibre, baunilha, pimenta, cardamomo, canela e noz-moscada. E como não poderia deixar de ser, estas especiarias são bastante utilizadas na sua culinária, tornando-a muito condimentada e deliciosa.

A sua gastronomia mistura influências portuguesas, do Médio Oriente e da Índia. Alguns dos pratos típicos são o polvo curry, o arroz pilau, cozinhado com especiarias e carne cozida e as samosas, uma massa frita recheada com carne e legumes.
Existe ainda muito marisco disponível e para sobremesa, nada melhor do que saborear a grande variedade de frutas tropicais que aqui podem ser encontradas.

Percorra a galeria e veja algumas fotos de Zanzibar.

  • Zanzibar tem praias deslumbrantes, uma capital com muita história e gastronomia deliciosa
  • Zanzibar tem praias deslumbrantes, uma capital com muita história e gastronomia deliciosa
  • Zanzibar tem praias deslumbrantes, uma capital com muita história e gastronomia deliciosa
  • Zanzibar tem praias deslumbrantes, uma capital com muita história e gastronomia deliciosa
  • Zanzibar tem praias deslumbrantes, uma capital com muita história e gastronomia deliciosa
  • Zanzibar tem praias deslumbrantes, uma capital com muita história e gastronomia deliciosa
  • Zanzibar tem praias deslumbrantes, uma capital com muita história e gastronomia deliciosa
  • Zanzibar tem praias deslumbrantes, uma capital com muita história e gastronomia deliciosa
  • Zanzibar tem praias deslumbrantes, uma capital com muita história e gastronomia deliciosa
< >

Partilhar Artigo

Top