Os bairros lisboetas preferidos para os Santos Populares

Os bairros lisboetas preferidos para os Santos Populares

Os bairros lisboetas preferidos para os Santos Populares

Artigo de Redação

Lisboa todo o ano tem o seu encanto, mas no mês de junho ganha mais cor com a chegada dos Santos Populares. Celebra-se o Santo António no dia 13 de junho, no entanto a festa dura o mês inteiro. Para esta celebração não precisa de ir para nenhum lugar em especial, mas se quer viver realmente os santos, tem de ir aos bairros mais emblemáticos da capital.

Alfama

Este é um dos bairros mais antigos da cidade de Lisboa. O seu nome vem de origens árabes «Al-hama» que tem como significado «fonte de águas quentes, águas boas». Também ficou conhecido por ser o bairro dos pescadores, que até hoje ainda moram famílias dos mesmos. Este bairro é único porque todas as casas tem cores diferentes, fortes e sempre acompanhadas com o típico azulejo português. Para além da arquitetura única, este é dos últimos bairros onde muitas pessoas moram e não são meros turistas, por isso, ainda é possível ver senhoras a falar de uma janela para outra e roupa estendida.

Bairro Alto

Se é fã de noitadas, pessoas jovens e bares ao virar de todas as esquinas, este é o bairro onde tem de ir. É na sétima colina de Lisboa sendo que de dia é um bairro calmo onde não se vê muitas pessoas, para além de turistas, mas à noite toda a calma vira euforia de português e estrangeiros. No mês de junho não muda esta rotina. Aliás, as pessoas durante a noite aumentam! Parece ser um bairro abandonado e velho, devido aos edifícios antigos, no entanto muitos turistas moram nesta zona.

Madragoa

Este bairro encontra-se por detrás do bairro de Santos-o-Velho. Igualmente ao bairro de Alfama, este era onde os pescadores habitavam com as suas famílias. Nos dias de hoje, já não é o que acontece. Hoje em dia o bairro está repleto de turistas até mesmo nas casas. Também turistas que por cá ficam, investem neste bairro, criando uma desigualdade no comércio e na imagem do bairro, que deixa de ter ares antigo para passar a ser moderno. Por isso, este bairro nas noites de Santos torna-se especial por juntar a tradição com o modernismo, como também conseguem juntar várias nacionalidades e culturas.

Bica

Este é provavelmente o bairro mais visitado da capital, tanto por turistas como por portugueses, muito devido ao seu elevador que é um elétrico. Apesar disso não deixa de ser um bairro tradicional, que ainda tem muitos residentes portugueses. Nas noites do junho, é dos bairros que mais pessoas tem. Pode encontrar de tudo neste bairro, sendo que existe todo um meio envolvente entre turistas, moradores e pessoas que vão festejar para este bairro, no qual todos bebem, comem e dançam!

Mouraria

O nome deste bairro vem do facto de, quando D. Afonso Henriques conquistou Lisboa, todos os mouros foram para esta zona da cidade. Tal como o bairro Madragoa, este junta várias nacionalidades e culturas, principalmente derivados da China, Índia, Bangladesh, Paquistão e Moçambique. A Mouraria também é conhecida por ser o berço do Fado. No mês dos Santos Populares todas as ruas ficam enfeitas com fitas, manjericos e claro com guitarras portuguesas, levando todas as pessoas a gostarem do que é nosso.

Graça

Este é o bairro mais alto de todos, situa-se junto do Castelo de S. Jorge. Por se encontrar na colina mais alta da cidade, possui miradouros que dão uma vista única da cidade. Este recanto da cidade é dos poucos que não sofreu muitos estragos com o terramoto de 1755. Os santos populares deste bairro são os que têm a melhor vista. As pessoas que conhecem os restaurantes e tascas que servem jantares, tentam sempre chegar cedo para jantarem a olhar para toda a Lisboa, enfeitada e iluminada como não se vê noutra altura do ano.

Castelo

Este é talvez o bairro mais importante de Lisboa, porque foi a partir deste que o rei D. Afonso Henriques conquistou toda a Lisboa e continuo para o sul do país. O nome do bairro vem do Castelo de S. Jorge, de onde se pode ver toda a cidade e também a outra margem, Almada. Nos Santos Populares, este bairro tem muita rivalidade com o bairro de Alfama devido às marchas realizadas todos os anos na noite de Santo António, pela Avenida da Liberdade.

Compartilhe o artigo

Top