Guia completo para uma road trip perfeita por Cuba

Guia completo para uma road trip perfeita por Cuba

Guia completo para uma road trip perfeita por Cuba

Artigo de André Cruz Martins

Explorar a histórica capital Havana ou desfrutar de uns dias de praia em Varadero continuam a ser as opções mais clássicas para os turistas que visitam Cuba. No entanto, este país que faz fronteira com os Estados Unidos é um destino cada vez mais apetecível para explorar praticamente de lés a lés, através de uma road trip. Uma semana a viajar de carro será suficiente para ter uma panorâmica geral de Cuba.

< >

Refira-se que Cuba tem despertado cada vez mais o interesse dos portugueses. A 15 de março, a Embaixadora daquele país em Portugal, Mercedes Martinez Valdés, anunciou que o número de turistas portugueses no país atingiu em 2018 um recorde de 31.843, mais 16% do que em 2017.

Dia 1: Havana

Atenção que não queremos (nem podemos) ignorar Havana. É por isso que o nosso itinerário começa pela capital, uma cidade cheia de história e atrações imperdíveis. Inicie o percurso pelo edifício do Capitólio, declarado Monumento Nacional em 2010 e que foi sede do corpo legislativo até aos anos 50. Hoje em dia, alberga o Ministério da Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente, a Academia Cubana das Ciências e a Biblioteca Nacional de Ciência e Tecnologia.

Depois, caminhe por Habana Vieja, onde vai passar por ruas esburacadas e prédios degradados, mas num ambiente de grande charme. Aprecie as igrejas e o parque automóvel, formado por carros históricos Entre num dos vários “mercaditos” e prove uma saborosa fruta e dirija-se também a café, onde pode desfrutar de uma bebida e de um doce (há muitos e saborosos à escolha).

Não se acanhe e entre em alguns solares, as antigas casas senhoriais de Havana, ocupadas depois da revolução e nos quais vivem dezenas de pessoas. E no Malecón, a enorme avenida marginal com 8 km comprimento, pare no Bairro del Vedado e admire a fantástica Catedral Ortodoxa de Nuestra Señora de Kazan, monumento de homenagem à Rússia.

Dia 2: Havana-Valle Viñales

Valle Viñales, a oeste de Havana, é o centro agrícola de Cuba e está situado a cerca de uma hora e meia de carro da capital. Durante os 170 km da viagem delicie-se com as lindas paisagens de plantações de frutas, cachoeiras e com a magnífica Sierra de los Órganos, conhecida pelas montanhas arredondadas, formadas por pedra calcária.

É em Valle Viñales que estão as melhores plantações de tabaco do mundo e que são produzidos os famosos charutos cubanos que podem ser comprados nas várias Casas de Tabaco, onde os charutos são enrolados artesanalmente. Ainda em Valle Viñales pode visitar a fábrica da Guayabita, bebida típica da região, preparada com rum e goiaba.

E não perca as praias de areias finas e claras e mar quente. As mais conhecidas são Cayo Coco e Cayo Guillermo, que ficam uma ao lado da outra, famosas por terem sido bastante visitadas pelo escritor americano Ernest Hemingway, que viveu em Cuba.

Santa Clara, Trinidad e Cienfuegos (Dias 3, 4 e 5)

O nosso destino para o terceiro dia da “road trip” é Santa Clara, no centro de Cuba e a 268 km de Havana. Trata-se de uma cidade conhecida pelas suas raízes revolucionárias, pois foi lá que Ernesto Che Guevara liderou a vitória na batalha final que derrubou Fulgencio Batista, começando a formar-se a atual Cuba.

Na cidade tudo gira à volta do líder da Revolução cubana. Existe um monumento a Che Guevara bem como um museu e um mausoléu, onde está enterrado o guerrilheiro argentino. A cerca de 3 km de distância encontra-se outra estátua de Che Guevara em tamanho real, segurando uma criança no colo. A obra fica em frente ao Comité do Partido Comunista de Cuba, em Santa Clara.

Leia ainda: Estas são as maravilhas naturais mais impressionantes da América do Sul

No centro da cidade fica o edifício do antigo Hotel Hilton, hoje Santa Clara Libre Hotel, que se destaca pelo seu ar moderno, em contraste com os restantes edifícios. No seu interior ainda existem as marcas de balas do confronto entre os guerrilheiros e o exército de Batista.

No quarto dia viaje até ao Parque Nacional Topes de Collantes, para uma caminhada na luxuriante floresta tropical e onde poderá mergulhar nas suas piscinas naturais. No sopé da montanha fica a cidade colonial de Trinidad, uma cidade Património Mundial da UNESCO. Caso passe a noite em Trinidad vá à discoteca La Casa de la Musica, para dançar ritmos cubanos.

No quinto dia dirija-se para Cienfuegos e explore seu centro colonial e as suas magníficas praias. Ali perto fica a célebre Baía dos Porcos, onde também há belas praias e uma espectacular vida marinha em redor da Playa Girón.

Camagüey, Las Tunas, Holguin, Bayamo (Dias 6 e 7)

Estamos a aproximar-nos do final do nosso “road trip”. Ao sexto dia, chegamos a Camagüey, que se destaca pelas ruas de becos tortuosos e sinuosos que se abrem abruptamente ou se separam. Perca-se por estas ruas e no final pode ter a surpresa de se deparar com um belo parque ou com um magnífico prédio colonial.

Ainda no sexto dia, siga para Las Tunas, conhecida como a “Cidade das Esculturas”, onde se encontram mais de 100 obras desta arte, espalhadas pelas ruas. Duas das obras mais importantes são o “Monumento al Trabajo”, que homenageia os humildes trabalhadores de Cuba e o “Monumento a la Alfabetización”, que destaca a erradicação do analfabetismo.

Ao sétimo dia, chegamos a Holguin, uma pequena cidade encantadora considerada o berço da revolução cubana e lugar de tradição intelectual. Entre os vários notáveis monumentos estão incluídos a Casa Natal de Céspedes (Céspedes foi considerado o “pai de Cuba”) e a Catedral de Bayamo.

Veja também: Buenos Aires, a cidade mais elegante da América do Sul

A nossa viagem termina em Bayamo, pequena capital da província de Granma e que ficou tristemente célebre pelo grande incêndio que consumiu praticamente toda a sua arquitetura colonial. A cidade gira em torno do Parque Céspedes, onde se destaca a igreja, restaurantes, bares, cinema e lojas de artesanato.

Já no Mercado Agropecuário El Chapuzón há frutas e verduras parecidas com as que encontramos num mercado “normal” mas as carnes estão expostas de maneira impensável para os padrões europeus, aparentemente sem grandes condições de higiene. E pronto, chegámos ao fim deste nosso olhar a Cuba fora dos grandes círculos turísticos. É tempo de regressar ao “mundo real”, a não ser que ainda tenha mais dias para continuar a explorar este país único.

Percorra a galeria e comece já a sua road trip por Cuba com estas imagens.

< >

Partilhar Artigo

Top