Os segredos de Plovdiv, uma das cidades mais antigas da Europa

Os segredos de Plovdiv, uma das cidades mais antigas da Europa

Os segredos de Plovdiv, uma das cidades mais antigas da Europa

Artigo de André Cruz Martins 09-09-2020

09-09-2020


Localizada 144 quilómetros a sul de Sofia, Plovdiv é uma das cidades mais antigas da Europa, com ocupação humana ininterrupta nos últimos 8 mil anos. No passado teve o nome de Philippopolis e esteve sob domínio de diversos povos como os trácios, os romanos e os otomanos. Essa diversidade cultural ainda hoje é visível nas casas e nos monumentos espalhados pela cidade. Destaca-se pelo seu fantástico património cultural.

Pela cidade velha

É na cidade velha que se encontra grande parte das atrações turísticas mais importantes. Enquanto passeamos pelas ruas antigas é impossível não reparar nas bonitas casas em estilo otomano. Uma das mais emblemáticas é a Balabanov House, que se destaca pela arquitetura simétrica e riqueza nos detalhes. Hoje em dia, funciona como museu.

Leia ainda: O roteiro perfeito em Paris para quem quer fugir dos clichés

Outro dos locais a visitar na Cidade Velha é o Teatro Antigo Romano. É um dos teatros antigos mais bem preservados do mundo, tendo a sua construção finalizado no século 2 a.C., quando o Imperador Trajano governava o império. Na altura, era palco de teatros, lutas de gladiadores e espetáculos com animais. Hoje em dia, ainda estão preservadas as frisas, colunas e estátuas, assim como 20 fileiras de mármore, com inscrições dos antigos donos dos assentos. De tempos a tempos, acolhe diversos tipos de manifestações culturais.

Passe ainda pela estátua de Milo, que homenageia uma das figuras da cidade. Reza a lenda que Milo era um mendigo querido por todos na cidade, que passava o dia a pedir esmola. E como não ouvia bem, foi representado colocando a mão no ouvido, na tentativa de escutar algo que lhe diziam.

A colina Nebet Tepe

Lugar de visita obrigatória é a colina Nebet Tepe, uma das colinas que marcaram o nascimento de Plovdiv. Hoje em dia é um complexo arqueológico com ruínas da Acrópole da cidade. Se subirmos ao seu topo temos uma das mais bonitas vistas da cidade, sendo possível alcançar as outras colinas que estiveram na origem de Plovdiv. Curiosamente, tal como Lisboa e Roma, Plovdiv também é conhecida como “a cidade de sete colinas”.

A gastronomia típica

A gastronomia de Plovidiv é bastante saborosa. E não estranhe se de manhã bem cedo observar os locais a beber uma espécie de cerveja. Chama-se boza e é uma bebida de trigo fermentada, com algum teor alcoólico, mas em vez de acompanhar as refeições principais, é habitualmente bebida ao pequeno-almoço e ao lanche.

Veja também: Taormina, das praias fantásticas, monumentos milenares e do vulcão mais ativo na Europa

 Existe bastante influência turca e grega, nomeadamente na grande utilização de beringelas e de pepinos. As batatas e a carne de porco são muito utilizadas, tal como o queijo típico búlgaro, que tem o nome de syrene e o iogurte búlgaro. Um dos pratos típicos é o Pepper Burek, um pimento vermelho panado recheado com queijo, ovos e especiarias. Já o Kavarma é um estufado de carne de porco com vários vegetais, com syrene por cima para gratinar. O bolo tradicional é o Mekitsa, uma mistura de ovo, syrene, farinha e leite, frita em banha de porco e com muito açúcar em pó por cima.

Percorra a galeria e veja mais fotos de Plovdiv, na Bulgária.

< >

Partilhar Artigo

Top