Pádua tem fantásticos monumentos históricos e uma estreita ligação com Lisboa

Pádua tem fantásticos monumentos históricos e uma estreita ligação com Lisboa

Pádua tem fantásticos monumentos históricos e uma estreita ligação com Lisboa

Artigo de André Cruz Martins

Pádua é uma cidade no nordeste de Itália que possui pontos de interesse que testemunham o seu passado histórico, cultural e artístico. É por isso um destino turístico bastante interessante. A cidade tem uma ligação estreita com Lisboa, pois foi aqui que Santo António, o santo padroeiro da capital portuguesa, viveu grande parte da vida e faleceu, em 1195. De resto, a data da sua morte, 13 de junho, é assinalada anualmente por Lisboa e Pádua como o dia da grande festa da cidade.

A Basílica de Santo António e uma grande praça

As referências a Santo António são bem visíveis no centro de Pádua. A começar pela majestosa Basílica de Santo António, a maior igreja da cidade e onde se encontra o túmulo deste santo. Encontra-se na Piazza del Santo, no centro histórico, e mistura os estilos gótico, românico, renascentista e barroco. A catedral é de grande dimensão e no seu interior existem nove pequenas capelas.

Leia ainda: Bérgamo, a cidade medieval no norte de Itália que é um paraíso para quem gosta de doces

Ainda pelo centro, é incontornável passar pela Prato della Valle, a maior praça da cidade e uma das maiores da Europa, com 90.000 metros quadrados. Mantém a configuração do final do século XVIII e em termos de dimensão só é superada na Europa pela Praça Vermelha. No seu centro existe um grande lago em volta do qual estão 78 estátuas que representam personagens importantes da história de Pádua.

Um palácio majestoso e um café icónico

Outro ponto turístico a visitar é o Palazzo della Ragione (Palácio da Razão, em Português). É a antiga sede do governo e dos tribunais da cidade. Foi construído em 1218 e ampliado em 1306 por Giovanni degli Eremitani, que lhe deu a sua cobertura característica em forma de casco de navio. Hoje em dia tem um grande centro comercial no primeiro andar. A parte de cima está ocupada pela maior sala suspensa do mundo, um espaço retangular com 81 metros de comprimento, 27 de largura e 27 de altura, que acolhe exposições.

Veja também: 7 destinos obrigatórios que tem de conhecer em Itália

O Caffè Pedrocchi, na Via VIII Febbraio, é o bar mais antigo de Pádua. Inaugurado em 1831, servia de encontro para artistas e intelectuais. Era chamado de bar sem portas, pois até ao início do século XX ficava aberto 24 horas. Para além de servir como bar e café, no andar superior recebe concertos, encontros literários, conferências e exposições.

A Torre do Relógio e o Orto Botânico

A Torre do Relógio, na Piazza dei Signori, é outra atração a visitar. Foi construída no século XV nas ruínas do portão oriental do Palácio Real de Carrara. O mostrador do relógio é rodeado pelos signos do zodíaco. Curiosamente, falta um dos signos, a Balança.

Passe ainda pelo Orto Botânico, o Jardim Botânico de Pádua. Foi o primeiro jardim botânico em todo o mundo, tendo sido inaugurado em 1545. Ainda preserva sua forma original, com uma parte redonda, que simboliza o mundo, cercada por um anel de água.

Percorra a galeria e veja mais fotos de Pádua.

< >

Partilhar Artigo

Top