Uma viagem por Phnom Penh, a histórica capital do Camboja

Uma viagem por Phnom Penh, a histórica capital do Camboja

Uma viagem por Phnom Penh, a histórica capital do Camboja

Artigo de André Cruz Martins 06-03-2020

06-03-2020


Phnom Penh, capital do Camboja, passa muitas vezes ao lado dos roteiros turísticos. A verdade é que isso pode ser um erro, pois é uma cidade bastante interessante e o destino ideal para quem tem interesse em aprender a história do país. Para explicarmos a história do Camboja é impossível não nos referirmos ao terrível período no poder do Khmer Vermelho, partido comunista que governou entre 1975 e 1979.

Era liderado por Pol Pot, um governante genocida que determinou que o Camboja deveria ser um país autossuficiente. Pol Pot instituiu uma reforma agrária que levou à fome generalizada. Houve mais de 3 milhões de vítimas nesses quatro anos, a grande maioria morta à fome, mas muitas foram torturadas e executadas.

Dois locais onde o genocídio aconteceu

Hoje em dia, é possível visitar o campo de concentração de Choeung Ek, nos arredores da capital. Não é aconselhável a pessoas impressionáveis. À entrada, fica o memorial aos mortos do genocídio. Aqui encontram-se os ossos de mais de oito mil vítimas do genocídio. E no chão, ao longo do percurso pelo campo de concentração, existem buracos mal cavados das valas comuns que abrigavam centenas de corpos.

Leia ainda: 15 dias memoráveis pelo Camboja, Laos e Vietname

Alguns dos buracos foram demarcados e cercados com grades de bambu. Essas valas têm placas que indicam o número de corpos enterrados. A meia hora do campo de concentração (o melhor é viajar de tuk tuk) fica a Prisão S-21. Ali morreram cerca de 15 mil pessoas e apenas oito pessoas que entraram na prisão conseguiram sobreviver.

 Dois mercados a visitar

Felizmente, há muito mais a fazer em Phnom Penh do que levar murros no estômago a respeito da sua terrível história. Para se animar, nada melhor do que visitar o Mercado Central. Encontra-se num grande edifício histórico em Art Déco. Aqui pode encontrar todo o tipo de produtos, desde bugigangas, a vestuário, passando por artigos digitais. Curiosamente, muitos dos vendedores fazem do mercado as suas casas e ali pernoitam. Muito perto, encontra-se o Mercado Noturno, que abre todos os dias, às 17h00. Aqui também existem todo o tipo de produtos e boas opções gastronómicas.

O Monumento da Independência e o Palácio Real

No centro da cidade, é “obrigatório” visitar o Monumento da Independência. Imponente, faz lembrar uma enorme flor de lótus a desabrochar e presta homenagem às independência do país e às pessoas que a tornaram possível. Também no centro, passe pelo Palácio Real de Phnom Penh, um complexo de edifícios construído no século XIX, no reinado do rei Morodom. Assim, a família real veio do antigo palácio em Oudong, no norte de Phnom Penh, para a região central da capital. E permanece neste local nos dias de hoje, por isso, algumas áreas do palácio estão fechadas.

Percorra a galeria e veja mais imagens de Phnom Penh.

< >

Partilhar Artigo

Top