Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão

Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão

Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão

Artigo de André Cruz Martins

Não é segredo para ninguém que a Serra da Estrela é o grande destino português de inverno, devido às atividades relacionadas com neve. No entanto, também há muito para fazer na primavera e no verão, naquela que é uma das zonas mais bonitas de Portugal.

  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
< >

Está situada no centro do país, na região das Beiras e designa a cadeia montanhosa onde se encontram as maiores altitudes de Portugal Continental. O seu ponto mais elevado tem 1993 metros de altitude, tornando-a na segunda montanha mais alta de Portugal, apenas superada pelo Pico, nos Açores, que é 358 metros mais alta.

A serra da Estrela está integrada no Parque Natural da Serra da Estrela, que desde 1976 é a maior área protegida em solo português.

Visita à Torre

No concelho de Seia situa-se a Torre, o ponto mais alto da Serra da Estrela, a 1993 metros de altitude. Vá de carro e conte com uns bons minutos de viagem a subir a vasta montanha. No local existe um marco geodésico que assinala o ponto mais elevado da Serra.

Deste grande miradouro tem-se uma vista esplendorosa, certamente das melhores de Portugal, sobre a paisagem de vales e cursos de água. Nos dias sem nuvens a vista pode alcançar o mar da Figueira da Foz. Aqui existem diversos pontos de apoio aos visitantes, nomeadamente restauração e lojas que oferecem produtos regionais, como o famoso queijo da serra, lanifícios, mel e pão.

As praias fluviais

A Serra da Estrela está muito bem servida de belas praias fluviais, com o senão das suas águas serem frias, mesmo no verão. Afinal de contas, estamos a falar de uma zona de montanha. Há três praias fluviais que se destacam. Em pleno Parque Natural da Serra da Estrela, encontra-se a Praia Fluvial de Loriga, no Vale Glaciar de Loriga, cujos vestígios ainda hoje são visíveis. A praia está rodeada por um ambiente natural preservado, numa área de relevo acidentado e de grande beleza natural. Possui boas infraestruturas de apoio, oferecendo ainda a possibilidade de praticar diversas atividades de aventura e passeios pedestres.

Leia ainda: 13 curiosidades sobre alguns dos países mais estranhos do mundo

A Praia Fluvial de Lapa dos Dinheiros, também conhecida como Caniça, encontra-se a 8 quilómetros de Seia. Está enquadrada numa paisagem de montanha rodeada por castanheiros e o relevo acidentado do vale faz com que uma pequena ribeira forme pequenas cascatas. A praia está dividida em área de banhos, solário, bar e outras estruturas de apoio.

A Praia Fluvial de Vila Cova à Coelheira fica localizada em pleno parque natural da Serra da Estrela, com águas muito límpidas e frias. Uma ponte romana sobre o rio Alva dá acesso à praia. A praia é vigiada e as suas águas e a zona de banhos tem areão no fundo. Existe uma grande zona para piqueniques e mesmo ao lado da zona fluvial está o Parque de Campismo de Vila Cova à Coelheira.

375 quilómetros de trilhos

A Serra da Estrela tem inúmeros caminhos demarcados para serem realizados a pé, de bicicleta ou até de cavalo, com diferentes tipos de dificuldade. No total, são nada mais nada menos do que 375 quilómetros de trilhos e as melhores estações do ano para os explorar são a primavera e o verão.

É da Lagoa Comprida – a mais conhecida e a maior das lagoas do maciço superior da Serra da Estrela – que partem alguns dos mais interessantes percursos pedestres. Um dos melhores é a caminhada até ao Covão dos Conchos, famoso pela lagoa com um buraco no meio. O trajeto de ida e volta desde a Lagoa Comprida ao Covão dos Conchos é de aproximadamente 9 quilómetros, com grau de dificuldade baixa. A velocidade moderada, demora cerca de três horas (ida e volta).

Três lindas aldeias para visitar

A Serra da Estrela destaca-se pelas várias aldeias interessantes. Em plena Serra da Estrela encontramos a aldeia de Cabeça, com as suas casas em xisto. Encontra-se num morro, perto da ribeira de Loriga. Enquanto caminha pelo empredrado, não deixe de visitar duas igrejas (São Romão e Paroquial) e duas capelas (Santo António e Nossa Senhora da Nazaré).

Fontão de Loriga é outra aldeia a visitar. Está situada num vale glaciar e a Garganta de Loriga é considerado um ponto de interesse geológico. Folgosinho situa-se no coração da Serra da Estrela, numa encosta norte, a 933 metros de altitude. De lá tem-se uma vista fantástica da serra e das povoações em redor. A sua grande atração turística é o castelo, com um relógio na torre principal.

A fantástica gastronomia

O queijo da Serra da Estrela é a mais conhecida iguaria da região. Fabricado há centenas de anos pela população local, não é exagero dizer-se que se trata de um dos mais famosos queijos do mundo. Tem um sabor intenso e uma pasta amanteigada que o tornam único.

Veja também: Cavtat, o melhor segredo da Croácia

O cabrito assado no forno, o arroz de zimbro, o bacalhau com broa, o arroz de míscaros e o ensopado de borrego são alguns dos pratos típicos. Como sobremesa, destacam-se as papas de milho. Não faltam bons restaurantes na zona. Destacamos O Júlio, em Gouveia, onde pode deliciar-se com a gastronomia tradicional de inspiração beirã. Há propostas deliciosas como cabrito com míscaros, arroz de carqueja com entrecosto e arroz de feijão com entrecosto em vinha d’alhos. Isto sem esquecer os enchidos da zona, como farinheira torrada no azeite e morcela à moda de Gouveia. E ainda há pratos de caça, nomeadamente perdiz, javali e coelho.

O Museu do Pão, em Seia, tem um vasto buffet com pratos regionais da zona. E, fazendo jus ao nome, existe uma grande variedade de pão. As sobremesas são deliciosas, destacando-se o arroz doce e pêras bêbadas.

Percorra a galeria e veja algumas fotos da Serra da Estrela.

  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
  • Os muitos encantos da Serra da Estrela no verão
< >

Partilhar Artigo

Top