10 aldeias imperdíveis em Portugal que tem de visitar

10 aldeias imperdíveis em Portugal que tem de visitar

10 aldeias imperdíveis em Portugal que tem de visitar

Artigo de André Cruz Martins

Portugal é um país com lindíssimas aldeias espalhadas um pouco por todo o seu território. Quando percorremos as suas ruelas, parece que viajamos no tempo, ao encontro de tradições ancestrais que se mantêm vivas. Ao visitar estes locais de sonho, vai ficar impressionado com as paisagens deslumbrantes, os castelos encantadores, as igrejas antigas muito bem preservadas e muito mais. As 10 aldeias imperdíveis em Portugal que tem de visitar.

< >

Piodão

Piodão está situada no centro do país, no concelho de Arganil, mais concretamente no na Serra do Açor. Tem a alcunha de “aldeia presépio”, devido à disposição das suas casas na encosta e ao ambiente que ganha quando anoitece. As casas são de xisto e lousa, com janelas pintadas de azul.

As principais atrações turísticas são a Igreja Matriz do século XVII e o Núcleo Museológico do Piódão. Tem boas opções de alojamento, excelentes restaurantes e lojas que vendem produtos tradicionais, como artesanato, licores, mel e pão.

Monsanto

Monsanto está localizada no concelho de Idanha-a-nova, na Beira-Baixa interior. Já recebeu o título de “aldeia mais portuguesa de Portugal”, distinção que lhe valeu um Galo de Prata, que se encontra no alto da sua torre sineira, a Torre de Lucano.

Leia ainda: Paraísos (quase) secretos de norte a sul de Portugal

Encontra-se no topo de um monte com 758 metros de altitude, na Beira Baixa Interior. Não perca a Igreja da Misericórdia e a igreja matriz, dedicada a São Salvador e com altares em talha dourada dos séculos XVII-XVIII. Passe ainda pelo Solar do Marquês da Graciosa, onde se encontra o posto de turismo e caminhe pelas ruelas de pedra.

Castelo Rodrigo

Castelo Rodrigo fica no concelho com o mesmo nome, no distrito da Guarda. Conserva boa parte das suas características da era medieval. Destacam-se as velhas muralhas, as ruínas do palácio de Cristóvão de Moura, o pelourinho quinhentista e a igreja matriz.

Pode seguir os percursos pedestres devidamente assinalados, enquanto observa belas paisagens. E delicie-se com a gastronomia local nos magníficos restaurantes, especializados em pratos de caça.

Vilarinho de Negrões

Vilarinho de Negrões situa-se no concelho de Montalegre (distrito de Vila Real). É considerada uma das aldeias mais pitorescas de Portugal, pelo facto de se situar sobre uma estreita e bela península.

Encontra-se na margem sul da Albufeira do Alto Rabagão e quando se observa ao longe, parece que está suspensa sobre a água. Não deixe de observar os mergulhões de crista e outras aves aquáticas, que se deslocam para uma pequena ilhota deserta formada por um enorme penedo.

Lindoso

Lindoso encontra-se no Parque Nacional Peneda-Gerês, no concelho de Ponta da Barca. Destaca-se pelos mais de 50 espigueiros dos séculos XVIII e XIX, que ainda hoje são utilizados para a secagem de cereais.

Ao passear pela calçada medieval da aldeia vai passar pelo Pelourinho, pelo Cruzeiro do Castelo e pela Igreja Matriz. Não perca ainda o castelo, construído no reinado de D. Afonso III, no século XIII, classificado como monumento nacional.

Sistelo

Sistelo é outra aldeia no Parque Nacional Peneda-Gerês e fica no concelho de Arcos de Valdevez, junto à nascente do rio Vez. É conhecida como Tibete Português, devido aos seus socalcos construídos para aproveitar o pouco solo arável.

Aldeias imperdíveis em Portugal para conhecer numa próxima escapadinha

Os seus magníficos passadiços fazem parte da Ecovia do Vez. Este percurso de 10 quilómetros cumpre-se em cerca de três horas, a velocidade moderada. A aldeia do Sistelo é também famosas pelos espigueiros e pelo castelo, edificado no século XIX pelo primeiro Visconde de Sistelo, Manuel Gonçalves Roque.

Rio de Onor

Rio de Onor encontra-se no Parque Natural de Montesinho, no distrito de Bragança e deve o nome ao rio que a atravessa. Tem resistido no tempo como aldeia comunitária, o que se observa na partilha dos fornos pelos seus habitantes, bem como de terrenos agrícolas. E até partilha os rebanhos, com as ovelhas a ocuparem terrenos comunitários.

Visite a Casa do Touro, museu inaugurado no final de 2018, dedicado à história e cultura de Rio de Onor. A sua designação deve-se ao facto de se encontrar no local que albergava o touro da aldeia.

Drave

Drave é uma aldeia desabitada integrada no Geoparque de Arouca, no distrito de Aveiro. É uma aldeia típica em que as casas são feitas de pedra, denominada pedra lousinha e com arruamentos irregulares.

A aldeia é muito isolada e não é acessível de carro. Não tem electricidade, água canalizada, saneamento, gás, correio, telefone e a rede de telemóvel é escassa. Está quase sempre deserta, o que a torna ainda mais mágica.

Cerdeira

Cerdeira é uma aldeia de xisto na Serra da Lousã que parece uma obra de arte. Distingue-se pela sua beleza natural e pela reconstrução realizada segundo os métodos e materiais tradicionais (xisto e argila).

A Cerdeira é nos dias de hoje um local de criação artística, recebendo e promovendo residências artísticas internacionais, workshops de formação e experiências criativas. Na aldeia há nove casas tradicionais de xisto para receber os viajantes, cada uma delas intervencionada por artistas.

Santa Susana

Santa Susana é uma aldeia no concelho de Alcácer do Sal, com arquitectura tipicamente alentejana. As casas são pintadas de branco e azul e têm enormes chaminés. Fica entre duas ribeiras, afluentes da ribeira de Alcáçovas, está distanciada da sede do concelho por 15 km. Visite a Igreja Matriz, a ponte submersa, datada do século XVIII, e o cruzeiro, que tem uma cruz em granito.

< >

Partilhar Artigo

Top