5 países que recebem poucos turistas mas merecem uma visita

5 países que recebem poucos turistas mas merecem uma visita

5 países que recebem poucos turistas mas merecem uma visita

Artigo de André Cruz Martins

A UNTWO Tourism revelou a lista dos países menos visitados por turistas internacionais no continente europeu em 2019. Pode estar a pensar que estes lugares são pouco confusos, o que até poderá ser verdade na maioria. Mas também há casos em que não é bem assim: proporcionalmente, dada a pequeníssima dimensão dos países, não se pode dizer que os visitantes sejam poucos. Saiba quais são os cinco grandes vencedores deste ranking e o que distingue cada um destes destinos.

5. Macedónia (510 mil turistas internacionais)

A Macedónia fazia parte da antiga Jugoslávia. É um país pequeno, cujas principais cidades podem ser conhecidas em cerca de uma semana. A capital Skopje é o principal motivo de interesse e ganhou uma nova dimensão a partir de 2014. Foi nesse ano que o Governo local iniciou um projeto de renovação do centro da cidade. Construíram-se museus, monumentos, faculdades e edifícios públicos. Algumas destas construções parecem ter gosto algo duvidoso, pois são muito berrantes. Mas sempre serviu para que Skopje passasse a ser conhecida como a “capital kitsch dos Balcãs”.

Leia ainda: 5 destinos românticos com poucos turistas para visitar na Europa

4. Mónaco – 336 mil turistas internacionais

Localizado na Riviera francesa, o luxuoso principado do Mónaco é o segundo Estado mais pequeno do mundo, apenas atrás apenas do Vaticano. O Mónaco tem somente 2 quilómetros de extensão, ou seja, em termos de proporção, os turistas não são assim tão poucos. Um dia é suficiente para conhecer as suas principais atrações. Pode fazer a sua visita em qualquer altura do ano, devido às temperaturas agradáveis e ao facto de, em média, haver sol pelo menos durante 300 dias do ano. Está em dividido em quatro áreas: Mónaco Ville, La Condamine, Monte Carlo e Fontvieille.

3. Moldávia – 121 mil turistas internacionais

A Moldávia é um pequeno país sem litoral da Europa Oriental, limitado a norte, leste e sul pela Ucrânia e a oeste pela Roménia. A capital Chisinau é sem dúvida a melhor forma para começar a conhecer o país. É a cidade fora da Rússia que preserva mais heranças soviéticas. Apesar de pouco desenvolvida para o europeu comum, destaca-se pela arquitetura histórica e pela animada vida noturna. E pelos preços muito baratos.

2. Liechtenstein- 69 mil turistas internacionais

O Liechtenstein é o quarto país mais pequeno da Europa, sendo conhecido como um paraíso fiscal. Em 2019, como parte das celebrações dos 300 anos da sua independência, foi inaugurado um trilho com 75 quilómetros que passa pelos 11 municípios deste Principado localizado no centro da Europa. O Liechtenstein é um lugar fascinante para se visitar e apesar de ser eminentemente rural, é muito abastado.

1. San Marino – 60 mil turistas internacionais

A República de San Marino é também o mais antigo Estado do mundo, tendo sido estabelecido por volta do ano 300. Só faz fronteira com Itália e tem apenas nove cidades. Caso esteja a fazer uma road trip por Itália, sugerimos que passe por San Marino durante um dia. Os seus principais pontos turísticos estão todos concentrados na cidade de San Marino. Não deve deixar de observar as famosas Três Torres, mas só uma está aberta a visitas. Faça ainda o passeio de teleférico rumo ao topo do Monte Titano.

Percorra a galeria e veja imagens dos países menos visitados na Europa em 2019.

< >

Partilhar Artigo

Top