Aoshima, a ilha japonesa que tem cinco vezes mais gatos do que pessoas

Aoshima, a ilha japonesa que tem cinco vezes mais gatos do que pessoas

Aoshima, a ilha japonesa que tem cinco vezes mais gatos do que pessoas

Artigo de André Cruz Martins

Se for daquelas pessoas que gosta de gatos e está a pensar em viajar para o Japão, não seria mal pensado que num dia desse uma saltada a Aoshima. Situada no sul do país, junto do Mar Interior do Seto, destaca-se por ter uma quantidade impressionante daqueles felinos. Aliás, o número de gatos supera, em muito, o de pessoas que lá vivem. De acordo com os últimos dados, existem cerca de 50 habitantes e perto de 250 gatos nesta pequena ilha.

Leia ainda: Ogimachi, Suganuma e Ainokura, três aldeias históricas no Japão que conservam tradições ancestrais

A chegada maciça de gatos começou em 1945, quando foi decidido introduzir uma pequena colónia de gatos. O objetivo era controlar uma praga de ratos e a ação foi bem sucedida. A partir de então, os pequenos felinos foram-se multiplicando, enquanto a população foi mingando com o passar dos anos.

Convivência pacífica mas gatos estão a ser esterilizados

Não se pense que a convivência entre os poucos habitantes e os animais é pouco pacífica. São as próprias pessoas que fazem questão em os alimentar, pois existe a crença de que os gatos lhes trazem sorte, saúde e bens materiais. No entanto, os gatos começaram a ser esterilizados para que o seu número não continue a aumentar.

Turistas sim, mas não em excesso

Este inusitado fenómeno tem atraído cada vez mais turistas à ilha. O acesso é feito através de dois ferrys diários que saem do porto de Nagahama. No entanto, o número de pessoas nunca é exagerado, até porque a única forma de lá chegar é nos tais dois ferrys diários.

Praia e restaurantes para além dos gatos

Há mais para fazer em Aoshima do que observar e brincar com gatos especialmente se gostar de praia. A pequena ilha é servida por um excelente areal e por água ideal para a prática se surf e mergulho. Entretanto, desde 2015 passou a haver uma zona com bares e restaurantes. Até então, quem quisesse visitar a ilha tinha de levar bebida e mantimentos.

Percorra a galeria e veja mais fotos de Aoshima.

< >

Partilhar Artigo

Top