As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana

As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana

As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana

Artigo de André Cruz Martins

A ilha de Elba, a maior da região da Toscana, em Itália, foi notícia pela curiosa iniciativa das suas autoridades durante o mês de maio de 2019. Todos os viajantes puderam receber um reembolso do dinheiro que gastaram num dia da sua estadia, caso tenha chovido mais de duas horas entre as 10h e 20h.

  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
< >

Tudo porque a primavera tem sido atípica na Toscana, com mais chuva do que o habitual, o que aparentemente tem desencorajado alguns turistas a viajarem para o local. Por isso, diversos proprietários de hotéis e hostels aderiram a esta iniciativa das autoridades, compensando os hóspedes que se sentiram “enganados” pelas condições atmosféricas.

Foi na Ilha de Elba que Napoleão se exilou

Foi na ilha de Elba que Napoleão Bonaparte se exilou em 1814, após a fracassada invasão da Rússia, mas a história desta região remonta ao período pré-romano, quando foi colonizada por lígures e, em seguida, por etruscos. Há muito para ver e explorar nesta ilha, a terceira maior de Itália, depois da Sardenha e da Sicília.

Existe um pequeno aeroporto na ilha, mas a maior parte dos turistas chega de barco. De Piombino, um porto no sul da Toscana, partem diversos barcos diariamente para Portoferraio, a principal cidade da ilha. A viagem dura entre 30 minutos a uma hora dependendo do tipo de embarcação.

A maravilhosa praia de Lacona

Há mais de 100 praias em Elba e o mar destaca-se pela cor azul turquesa e temperatura agradável. A maior parte das praias são de pedras, mas também há algumas de areia branca. Se só puder ir a uma praia, escolha a de Lacona.

Tem areias brancas e um mar calmo. Possui comodidades como espreguiçadeiras e bar e só costuma ser um pouco mais concorrida nos meses de julho e agosto. Nos dias sem nuvens é possível avistar a ilha de Montecristo a partir da praia de Lacona. Sansone é outra das mais paradisíacas praias da ilha, mas tem a desvantagem de ser de pedras.

A capital Portoferraio

Portoferraio, capital da ilha de Elba, é muito pequeno e consegue-se visitar numa tarde. Passeie pelo centro histórico, protegido por torres e por uma fortificação, construídas na época dos Médici. E não deixe de visitar o Museu Arqueológico, que conta a história da ilha de Elba desde a sua formação até aos dias de hoje. Passe ainda pela Casa dos Moinhos (Palazzina dei Mulini), onde Napoleão morou no seu exílio. Hoje, funciona como museu.

A ilha de Capraia

Para além de Elba, existem mais seis ilhas na Toscana, sendo que Capraia é de muito longe a que que tem pontos turísticos para explorar. Localizada a noroeste da Ilha de Elba, é uma ilha maioritariamente selvagem e foi formada por duas erupções vulcânicas. A primeira ocorreu há cerca de 9 milhões de anos e a segunda há cerca de um milhão de anos. Capraia tem uma pequena cidade, com o mesmo nome da ilha, onde se destaca uma marina muito agradável. Aí encontram-se vários cafés, restaurantes e espaços de animação noturna.

Leia ainda: Córsega, uma montanha em pleno mar

No centro histórico bem conservado encontra-se o Forte São Jorge, que no entanto não se encontra aberto ao público. Foi erguido para servir como refúgio da população em caso de um ataque de piratas.
A Piazza Milano é o ponto de encontro da população, com os seus cafés com esplanadas. Nesta praça destaca-se ainda a igreja de São Niccolas, construída em 1759.

Gastronomia muito para além de pizzas e pastas

Como está em Itália, pode eventualmente pensar que só vai comer pizza e pastas. Puro engano. Sim, é verdade que há muitas pizzas e pastas, mas também pode deliciar-se com alguns pratos tradicionais da Toscana. Um dos mais famosos é a Pappa al Pomodoro. Trata-se de uma sopa de tomate com pão e azeite, muito simples, mas deliciosa.

Outro prato típico é a Panzanella é uma deliciosa salada preparada com pão, tomate, manjericão, vinagre e azeite. Não deixe ainda de experimentar o Cacciuccco, um ensopado de peixes, vegetais e mariscos. Durante a preparação, os peixes são acrescentados na medida e no tempo certo de cozimento.

  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
  • As razões que fazem de Elba e Capraia as ilhas a visitar na Toscana
< >

Partilhar Artigo

Top