Saiba o que não pode perder num roteiro pela região espanhola da Extremadura

Saiba o que não pode perder num roteiro pela região espanhola da Extremadura

Saiba o que não pode perder num roteiro pela região espanhola da Extremadura

Artigo de André Cruz Martins

A Extremadura é a região de Espanha que partilha mais fronteira com Portugal. Ao todo são quase 430 quilómetros e não faltam razões para conhecer uma das zonas mais bonitas do país vizinho. A capital é Mérida e está dividida em duas províncias, Cáceres a norte e Badajoz a sul. A Extremadura faz fronteira a oeste com Portugal (distritos de Castelo Branco, Portalegre, Évora e parte do de Beja).

A histórica capital Mérida

Mérida era a antiga capital romana da Lusitânia, sob o nome de Emerita Augusta. Hoje em dia, o seu centro histórico está classificado como Património Mundial da UNESCO. Ainda é possível encontrar ruínas romanas bem preservadas. É imperdível que visite o Teatro Romano, que todos os anos recebe o Festival Internacional de Teatro Clássico de Mérida. Pode percorrer as bancadas e subir até à Boca de Cena. Ali ao lado fica o Anfiteatro Romano, uma antiga arena que acolhia espetáculos com gladiadores e lutas de animais.

Leia ainda: Toledo é a cidade espanhola dos edifícios históricos, de El Greco e de Dom Quixote

Não pode ainda perder o Templo de Diana. Se vir uma fotografia deste monumento pode confundi-lo com o lugar com o mesmo nome que fica em Évora. No entanto, o monumento espanhol está bastante mais bem conservado e é de maior dimensão. Trata-se de um exemplar perfeito da arquitetura religiosa romana. Foi construído entre o fim do século I a.C. e o início do século I.

Dois fantásticos parques naturais

Outra razão para visitar a Extremadura é a possibilidade de visitar fantásticos parques naturais. Principalmente o Parque Nacional de Monfrague. Em 1991, foi declarada zona de proteção especial para aves e está classificado como parque nacional desde 2007. Desfrute do extenso matagal, de bosques com milhares de árvores e de muitas falésias.

Veja também: Múrcia, a cidade histórica espanhola que nunca dorme

Destaca-se ainda o Parque Natural do Tejo Internacional, partilhado por Espanha e Portugal. Tem cerca de 26 mil hectares e permite observar centenas de espécies animais e vegetais, algumas raras. Destacam-se as cegonhas-pretas, o gato bravo e o veado vermelho, entre muitos outros exemplares. É um paraíso para quem gosta de observar aves.

Desporto em contacto com a natureza

Na Extremadura é possível praticar inúmeros desportos em contacto com a natureza. No norte a melhor opção é fazer canoagem nas cascatas no Vale do Jerte e La Vera. Caso prefira trekking, caminhe pelo trilho da Via da Prata. Trata-se de uma estrada romana que atravessa a Extremadura de sul a norte. É utilizada por muitos peregrinos que se dirigem a Santiago de Compostela. Enquanto caminha, pode observar monumentos e uma paisagem fabulosa.

Percorra a galeria e veja mais fotos de Extremadura.

< >

Partilhar Artigo

Top