Nova Zelândia, o país dos quivis e da saga do Senhor dos Anéis

Nova Zelândia, o país dos quivis e da saga do Senhor dos Anéis

Nova Zelândia, o país dos quivis e da saga do Senhor dos Anéis

Artigo de Redação

A Nova Zelândia está, desde a saga do Senhor dos Anéis, enraizada no nosso imaginário. Terra de natureza impressionante, no meio do oceano Pacífico, tem vulcões, montanhas nevadas, fiordes de eras glaciais, pássaros, criaturas raríssimas, baleias e uma paisagem inesquecível. Composto por duas ilhas separadas pelo Estreito de Cook (a South Island – Ilha do Sul e a North Island – Ilha do Norte), o país dos quivis (aves que são a mascote do país) conta com cenários de montanha pontuados por espectaculares fiordes, bosques de selva subtropical, pequenas praias na costa e cidades como Auckland e Wellington, grandes centros culturais e artísticos com uma animada vida nocturna.

Contando apenas quatro milhões de habitantes, vive principalmente da agro-pecuária, sobretudo da criação de carneiros para a produção de carne e lã. Existem cerca de 40 milhões de carneiros, ou seja, quatro animais para cada neozelandês. A Nova Zelândia é notável pelo seu isolamento geográfico: está situada a cerca de 2000 quilómetros a sudeste da Austrália, separadas pelo mar da Tasmânia, e os seus vizinhos mais próximos ao norte são Nova Caledónia, Fiji e Tonga.

A Nova Zelândia é notável pelo seu isolamento geográfico

Em nenhuma outra parte do Mundo existem tantas opções de desportos radicais como na Nova Zelândia. Para quem gosta de aventura, há rafting em águas turbulentas, bungee jump (uma invenção neozelandesa), mergulho com golfinhos… O melhor de tudo é que, mesmo que não esteja disposto a atirar-se de cabeça de uma ponte amarrado pelos pés, a paisagem por si só é uma recompensa! Quem gosta de paz e tranquilidade pode simplesmente passear pelos parques nacionais ou navegar de caiaque pelos lagos. De picos cobertos de neve às praias de areias douradas, misteriosas florestas virgens a amplas e majestosas planícies, de géisers efervescentes a maravilhas aquáticas, as opções são infinitas.

O râguebi pode ser considerado o desporto nacional da Nova Zelândia; em segundo lugar vem o críquete. Outros desportos populares são corridas de cavalos, netball, futebol, automobilismo, golfe, natação, softebol e ténis. Este país também regista boas participações em remo, vela e ciclismo. Nação reconhecida internacionalmente pela conquista de medalhas, levando em linha de conta a população, em Jogos Olímpicos e Jogos da Commonwealth.

É também conhecida pelo turismo de aventura, com destaque para o montanhismo, sendo o alpinista mais famoso do país o falecido sir Edmund Hillary, a primeira pessoa a chegar ao cume do Evereste.

Formada por duas ilhas

A Nova Zelândia é formada por duas ilhas principais: a do Sul e a do Norte. A Ilha do Norte é a mais povoada, tem um clima subtropical e onde se situam a capital, Wellington, Auckland, a maior cidade da Nova Zelândia, e cidades pequenas mas muito agradáveis, como é o caso de Napier.

A Ilha do Sul tem um clima temperado e uma menor densidade populacional. Aqui ficam cidades como Christchurch e Queenstown e atracções turísticas como o Milford Sound, no Fiordland National Park, e os Alpes neozelandeses. É, também, uma região agrícola, ocupada por fazendas e rebanhos de carneiros. Por isso mesmo, os pratos à base da carne destes animais fazem parte da culinária nacional. Praticamente todos os restaurante na Nova Zelândia servem óptimas costeletas de carneiro.

Quivi: símbolo nacional da Nova Zelândia

O quivi é um animal estranho e disforme, uma ave do tamanho de uma galinha, cujo corpo é revestido por penas cinzentas e cerdas compridas. Esta ave é o símbolo nacional da Nova Zelândia. Sem asas, tem um longo bico e três dedos em cada pata. Grande corredora, tem hábitos nocturnos, vive geralmente em bosques e em locais montanhosos. O seu nome provém do grito característico que emite, sendo interessante referir que o fruto é assim designado (quivi) pela semelhança da sua cor com a da penugem da ave. Curiosamente, existem cerca de 60 variedades deste fruto na Nova Zelândia, sendo uma das maiores fontes de rendimento do país. Os neozelandeses definem-se a si próprios como quivis.

Guia do viajante

Onde ir

Milford Sound
Parque Nacional Fiordland
Cavernas de Waitomo
Lake Tekapo
Bay of Islands
Monte Egmont

Onde comer

The Engine Room
Giapo Genuine Italian Gelato
The French Cafe
Rocco's Restaurant
The Grove
Prohibition Restaurant
The Bunker Restaurant & Bar Cow Lane
Johnny Barrs
Fergburger
Vknow Restaurant & Wine Bar Fernhill Road
Nobanno
Strawberry Fare
Scopa Caffe Cucina

Onde ficar

Stamford Plaza
The Thorndon Hotel Hawkestone Street
Millennium Hotel Queenstown Frankton Road
Rydges Lakeland Resort Queenstown Lake Esplanade
Edgewater Hotel- Lake Wanaka
Oakridge Resort Wanaka
Peppers BlueWater Resort Lake
Te Waonui Forest Retreat
Gateway Motor Lodge
Milford Sound
Parque Nacional Fiordland
Cavernas de Waitomo
Lake Tekapo
Bay of Islands
Monte Egmont
Stamford Plaza
The Thorndon Hotel Hawkestone Street
Millennium Hotel Queenstown Frankton Road
Rydges Lakeland Resort Queenstown Lake Esplanade
Edgewater Hotel- Lake Wanaka
Oakridge Resort Wanaka
Peppers BlueWater Resort Lake
Te Waonui Forest Retreat
Gateway Motor Lodge
The Engine Room
Giapo Genuine Italian Gelato
The French Cafe
Rocco's Restaurant
The Grove
Prohibition Restaurant
The Bunker Restaurant & Bar Cow Lane
Johnny Barrs
Fergburger
Vknow Restaurant & Wine Bar Fernhill Road
Nobanno
Strawberry Fare
Scopa Caffe Cucina

Clima

Temperado – os meses mais quentes vão de Dezembro a Abril e as temperaturas da Ilha do Norte são consideravelmente mais altas do que na Ilha do Sul, onde neva durante todo o Inverno, principalmente em regiões com altitude elevada. A temperatura do país varia entre os os -10° C, no Inverno, e os 25° C, no Verão.

Documentos

Passaporte com validade mínima de seis meses

Outras Informações

Moeda D ólar neozelandês Idioma Inglês e maori são as línguas oficiais Fuso horário + 12 horas Capital Wellington

Partilhar Artigo

Top