Sopron, uma cidade histórica da Hungria que fica no sopé dos Alpes

Sopron, uma cidade histórica da Hungria que fica no sopé dos Alpes

Sopron, uma cidade histórica da Hungria que fica no sopé dos Alpes

Artigo de André Cruz Martins

Se perguntássemos a pessoas espalhadas um pouco por todo o mundo por cidades que conhecem na Hungria, possivelmente boa parte limitar-se-ia a responder Budapeste. É verdade que a capital é sem dúvida o destino mais mediático e interessante para conhecer no país, mas Sopron, perto da fronteira austríaca, no sopé dos Alpes, é outra cidade que importa conhecer.

Sopron destaca-se pelos imponentes edifícios históricos e por um lago fascinante, que na verdade é um parque nacional. E principalmente por ser considerada das regiões com melhor vinho na Hungria. Tenha apenas atenção ao clima. A proximidade dos Alpes faz com que o frio e o vento sejam uma constante, por isso não se esqueça dos agasalhos.

Uma torre imponente e o edifício da câmara

Um dos grandes símbolos de Sopron é a Torre Firewatch, situada na praça principal e com acesso gratuito. A parte inferior foi construída sobre os restos da muralha da cidade romana. Não passa despercebida a águia de duas cabeças, que foi uma oferta do Rei Fernando II e da Rainha Eleonora. A Torre Firewatch é encarada como o símbolo da lealdade, isto porque num referendo que se realizou em 1921, Sopron e oito aldeias vizinhas manifestaram o desejo de continuar a fazer parte da Hungria.

Leia ainda: Budapeste, um tesouro imperial ainda por descobrir no centro da Europa

Outro edifício imponente é o da Câmara Municipal, cuja construção terminou em 1896. Sob a abóbada da arcada sudoeste, encontra-se uma estátua de Mihály Sopronyi-Thurner. Trata-se de uma homenagem a este antigo presidente da câmara, pois foi muito graças a ele que a cidade se manteve sob jurisdição da Hungria. Sopron tem ainda vários cafes e restaurantes com esplanadas, que se enchem quando o bom tempo chega.

As vinhas a perder de vista

Boa parte dos turistas que visitam Sopron fazem-no por esta ser considerada das regiões com melhor vinho da Hungria. As suas vinhas ocupam uma área de terreno considerável e a melhor zona é a colina de Lajta. A casta mais usada é a Kékfrankos, mas também se destacam a Zweigelt, Cabernet Sauvignon, Merlot e Pinot Noir. O vinho branco mais popular é o Green Veltelini, sendo também cultivados Chardonnay, Tramini, Zenit e Sauvignon Blanc. Cada vez mais valorizado é o vinho Sopron, produzido a partir da casta Veltelini Frühroter, que significa “tinto precoce”.

Veja também: Vilnius, a cidade barata cheia de história onde o turismo de massas ainda não chegou

O clima da região permite que as uvas sejam colhidas apenas no fim de dezembro e por isso os vinhos são essencialmente adociados, de sobremesa. Para provas de vinhos, aconselhamos as seguintes adegas: Ákos Wineries, Fényes Cellar, Gangl Winery e Hermann Cellar.

O incrível Lago Fert

Sopron encontra-se nas imediações do Lago Fert, um dos lugares mais fascinantes da Hungria. Em 1993 foi declarado parque nacional devido à variedade de ecossistemas. Por ali pode realizar passeios de barco e também caminhadas pelas zonas envolventes. Esta zona é um autêntico paraíso para os amantes de observação de aves.

Percorra a galeria e veja mais fotos Sopron.

< >

Partilhar Artigo

Top